RÁDIO KATIVA WEB

domingo, 19 de janeiro de 2020

Rachadinha?



















Tempos atrás, um assessor de vereador faleceu. Ao buscar o direito à pensão por morte, a família do falecido teve uma surpresa. Descobriu que o valor do salário pago pela Câmara era maior do que a quantia efetivamente recebida mensalmente pelo assessor.

Sobre esse fato, um amigo ponderou: se esse vereador, que é uma pessoa simplória, já surrupia parte do salário do assessor, imagine os mais espertos?

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Qual a prioridade?