RÁDIO KATIVA WEB

quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Esqueletos saindo do armário

 










Todas as investigações relativas aos desdobramentos da Operação Tarja Preta em Araguari foram arquivadas pelo Ministério Público (links no final). O fundamento ministerial é no sentido de que não houve crime nem ato de improbidade administrativa. Entretanto, alguns esqueletos teimam em sair do armário. 

Na imagem acima, você vê uma conversa entre um servidor da Prefeitura e o advogado Tomaz Chayb, réu em Goiás por integrar uma organização criminosa que fraudou licitações e contratos em diversas prefeituras goianas. A interceptação telefônica foi feita pelo Ministério Público de Goiás após autorização judicial. No bate-papo, o servidor afirma que irá ver com "Dorelles" a questão da hospedagem do advogado que atuou informalmente durante alguns meses na Prefeitura de Araguari, mais precisamente dentro do setor de licitações e contratos administrativos. 

A foto abaixo confirma as "negociações" entre agentes públicos e o advogado. Trata-se de um e-mail enviado pela Procuradoria-Geral do Município ao Hotel Monte Castro autorizando a hospedagem de Tomaz Chayb.










Leia mais sobre o fim das investigações.

Tarja Preta: arquivamento do inquérito

Mais um arquivamento

Não custa relembrar essa história. Confira nos links destacados abaixo como os fatos ocorreram. 


Segundo as escutas, o advogado conversou com agentes públicos defendendo a necessidade de o então prefeito Raul Belém demitir ou substituir servidores que estavam "atrapalhando" as ações do grupo. Na sequência, os seguintes servidores foram substituídos ou demitidos:
Luiz Gonzaga Barbosa Pires, então secretário de Administração;
Neilton dos Santos Andrade, pregoeiro;
Alírio Gama Filho, então controlador-Geral.

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Próxima parada: prescrição

 



Caminha para a prescrição, a investigação sobre irregularidades em contrato de concessão do transporte coletivo, celebrado em 2013.

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Ministério Público preocupado com a erosão da democracia

 



Não me convence a manifestação de procuradores da República contra a denominada erosão da democracia. Não que o estado democrático de direito não esteja correndo perigo no Brasil. Disso já estamos falando desde 2015. 

O fato é que o deslizamento da democracia vem contando com a participação do próprio Ministério Público. Por ação ou omissão. Exemplos não faltam. Na Lava Jato, procuradores da República negociavam com o então juiz Sérgio Moro uma forma de condenar pessoas, pouco se importando com os efeitos disso sobre a saúde da nossa democracia. Em Araguari, promotor de justiça atacou a liberdade de expressão e o direito de associação sem que os órgãos correcionais do Ministério Público tomassem qualquer atitude para reprimir esse tipo de conduta. 

Queira ou não o Ministério Público, alguns de seus membros têm ajudado a conduzir a vaca até o brejo. 

sábado, 13 de novembro de 2021

Aniversário

 


Hoje está completando um ano da chegada ao Ministério Público de uma denúncia sobre possíveis irregularidades praticadas por meio da pessoa jurídica Nutri Nuts, que pertencia à mãe do prefeito Major Renato. 


sexta-feira, 5 de novembro de 2021

quinta-feira, 4 de novembro de 2021

Inquérito policial investiga caso da padaria

 


O Ministério Público Federal requisitou a abertura de inquérito policial para apurar possíveis irregularidades praticadas por meio da empresa jurídica Nutri Nuts Comércio e Distribuição Eireli em contratos celebrados com órgãos públicos federais, inclusive unidades do Exército. Com sede em Araguari, a Nutri Nuts pertencia a Helena de Fatima Carvalho Fernandes, mãe do prefeito Major Renato. 

quarta-feira, 3 de novembro de 2021

Quem é Renato?!

 


Poucos dias antes do encerramento do contrato  decorrente do Pregão nº 051/2018, vencido pela Nutri Nuts Comércio e Distribuição EIRELI (pessoa jurídica pertencente à mãe do Major Renato), a servidora municipal Waldeni Maria de Assis (atual secretária de Agricultura) enviou e-mail à referida empresa solicitando informar se havia interesse na prorrogação contratual. Estranhamente, a mensagem foi enviada para o e-mail comercial da Nutri Nuts “aos cuidados de Renato”. 

Então, voltamos à pergunta do título: Quem é Renato?! 

* Pregão nº 051/2018: aquisição de pães e roscas destinados ao atendimento dos Centros Municipais de Educação Infantil e Centros Educacionais Municipais.  

domingo, 31 de outubro de 2021

Jubão e Zé Júlio tiveram intensa participação na campanha do Major Renato, diz GAECO

 


Relatório do GAECO* conclui que a campanha do Major Renato teve a intensa participação de Juberson dos Santos Melo (Jubão ou Pajú) e José Júlio Antunes Lafayette Silveira Martins Rodrigues Pereira (Zé Júlio), representando a IMEPAC. Apontou ainda semelhante atuação por parte de Wesley Marcos Lucas de Mendonça (Wesley Lucas). Defendeu, asssim, que as condutas dos três devem ser examinadas pelo Ministério Público, "sobretudo na influência exercida durante composição dos partidos; escolha dos candidatos; metodologia de solicitação de apoios políticos junto a empresários da cidade; pesquisas eleitorais; e disseminação de pseudomensagens (Fake News)". Esse documento foi juntado à Ação de Investigação Judicial Eleitoral nº 0600926-14.2020.6.13.0016, que tramita na 16ª Zona Eleitoral de Araguari.

*Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Uberlândia. 

Postagem em destaque

Esqueletos saindo do armário

  Todas as investigações relativas aos desdobramentos da Operação Tarja Preta em Araguari foram arquivadas pelo Ministério Público (links no...