sábado, 11 de fevereiro de 2017

Medicamentos mais caros


O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais investiga a possível aquisição antieconômica (com prejuízo) de medicamentos na gestão anterior do prefeito Marcos Coelho. De acordo com o Processo nº 898.665, no exercício de 2012, o município teria adquirido medicamentos no valor de R$ 19.788,25 (dezenove mil, setecentos e oitenta e oito reais e vinte e cinco centavos) acima dos preços definidos nas tabelas elaboradas pelo Sistema de Acompanhamento de Mercado de Medicamentos (SAMMED) da CMED, disponibilizadas no site da ANVISA. O Tribunal ainda não se manifestou sobre a defesa apresentada pelo prefeito. 

Nenhum comentário: