terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Sem confetes!

Carnaval araguarino em 2014 (fonte: Gazeta do Triângulo)

A Prefeitura informou que não será realizado Carnaval este ano pela FAEC. Nota dez! Não é razoável gastar-se com esse tipo de festa quando as finanças públicas vão mal. Ainda mais sem a antecedência e o planejamento devidos.

Aliás, independentemente das condições financeiras do município, é questionável a realização do evento pela FAEC da forma como vinha sendo feita. Isso porque a entidade não possui receita própria. Logo, os recursos aplicados no Carnaval são oriundos do montante total de tributos. Por isso, nesse caso, não seria errado dizer que, muitas vezes, Araguari gastou excessivamente com festas o dinheiro público que poderia ter sido melhor aplicado em áreas mais importantes (saúde e educação, por exemplo).

Vale ressaltar que esse cancelamento indica uma mudança importante na forma de gerir o município. É que, especialmente, nos anos de 2013 e 2014, o samba-enredo foi o mesmo. De forma bastante suspeita, a maior parte orçamento da entidade foi gasta com o Carnaval (curiosamente com a mesma empresa). Isso prejudicou não somente os setores antes mencionados, mas também outras áreas culturais que também deveriam ser fomentadas pela FAEC.

Resta saber se essa mudança será perene ou apenas circunstancial. Para que se possa afirmar que a escola realmente evoluiu na avenida, é preciso aguardar os próximos passos. Se quiser parar de atravessar o samba, a FAEC deve passar por mudanças estruturais, ganhando realmente autonomia. Isso implica possuir patrimônio próprio, quadro de pessoal recrutado mediante concurso público específico, fontes de renda exclusivas (locação de espaços culturais, receitas oriundas de eventos, etc.). Vamos esperar de camarote. 

Nenhum comentário: