quarta-feira, 12 de outubro de 2016

TCDF ilumina fachada em adesão à campanha Outubro Rosa


Para lembrar a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, o Tribunal de Contas do Distrito Federal terá iluminação rosa durante o mês de outubro, assim como outros órgãos e monumentos do DF.

O câncer de mama é o segundo com maior incidência entre as mulheres. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mais de 50 mil novos casos da doença devem ser diagnosticados este ano no país. O movimento Outubro Rosa surgiu nos Estados Unidos e ganhou adeptos em diferentes lugares do mundo. No Brasil, ganhou força em 2009. Desde então, órgãos públicos e monumentos ganham iluminação rosa em apoio à campanha.
Apesar de ser considerado um câncer de prognóstico relativamente bom quando diagnosticado e tratado em estágios iniciais, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas no Brasil, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada tardiamente. Daí a importância de reforçar o alerta a todas as mulheres, para que conheçam os fatores de risco e aprendam a identificar os sinais do câncer de mama, além de fazer exames preventivos periódicos.
Sinais – A principal manifestação da doença é o nódulo, fixo e geralmente indolor. O nódulo está presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher. Outros sinais e sintomas são: pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos caroços nas axilas ou no pescoço; e saída de líquido anormal das mamas.
Fatores de risco – Envelhecimento, fatores relacionados à vida reprodutiva da mulher, história familiar de câncer de mama, consumo de álcool, excesso de peso, sedentarismo, exposição à radiação ionizante estão entre os fatores de risco de câncer de mama apontados pelo Inca. Entre eles, a idade continua sendo um dos mais importantes, pois cerca de 80% dos casos ocorrem após os 50 anos.
Prevenção – Amamentação, prática de atividade física, alimentação saudável e manutenção do peso corporal estão associadas a um menor risco de desenvolver esse tipo de câncer. Estima-se que 30% dos casos da doença possam ser evitados quando são adotados hábitos saudáveis. O check-up ginecológico periódico e a realização de mamografia a partir dos 40 anos ajudam a diagnosticar o câncer em estágios iniciais, o que é importante para ter maior chance de cura.

Um comentário:

Anônimo disse...

Do que adianta colocar tudo rosa se limitaram a idade e como que fica as pessoas que não podem pagar e já passaram da idade que o governo federal intitulou.