segunda-feira, 25 de abril de 2016

MP pede arquivamento de investigação sobre contratação de advogado pelo Município



O promotor André Luís Alves de Melo, titular da 1ª Promotoria da Comarca de Araguari, pediu o arquivamento do procedimento que investiga possíveis irregularidades na contratação do escritório de advocacia Chayb & Máscimo pelo Município de Araguari. Esse pedido será agora examinado pelo Conselho Superior do Ministério Público, que poderá aprová-lo ou não. Para fundamentar o arquivamento, o promotor argumentou que o assunto já havia sido investigado pelo Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, tendo o respectivo procedimento sido arquivado pelo referido conselho por falta de subsídios para a propositura de ações judiciais. 

Esse contrato foi alvo de diversos questionamentos, sobretudo pelo fato de o advogado Tomaz Chayb, sócio do escritório, integrar uma organização criminosa que fraudava licitações e contratos em diversas prefeituras do Estado de Goiás. Por causa desses supostos crimes, ele e dezenas de pessoas (prefeitos, agentes públicos, empresários) estão sendo processados criminalmente no bojo da denominada Operação Tarja Preta.

A atuação de integrantes dessa suposta organização criminosa, que teria montado um esquema de fraudes em licitações e contratos em diversos municípios, foi objeto de várias postagens. Além das condutas perpetradas em Goiás, foram abordados diversos fatos ocorridos em Araguari, cotejando-se dados extraídos das interceptações telefônicas com diversos documentos. Para que o leitor possa formar sua própria opinião sobre o tema, seguem apenas alguns links com esses posts.



Nenhum comentário: