domingo, 1 de março de 2015

Bresser Pereira: o ódio ao PT e o golpismo

O economista e ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira, 80,
que está lançando o livro "A Construção Política do Brasil" (foto: Folha de S. Paulo).

"Ricos nutrem ódio ao PT e a Dilma". Não sou eu quem está dizendo. É Bresser Pereira, ex-ministro, responsável pela reforma do aparelho estatal no governo FHC. 

Concordo em grande parte com esse pensamento, sobretudo quanto ao surgimento de um ódio político ao PT e de um espírito golpista no país. É como se o PT fosse o único partido corrupto, como se todos que não votaram no PSDB ou na direita fossem petistas e, consequentemente, criminosos (o Alexandre Garcia mesmo, num erro crasso de lógica, chamou essas pessoas de cúmplices). É a criminalização da política (melhor dizendo: a criminalização do PT). O pior: muita gente boa embarcou nessa onda criada por quem quer dar um golpe politico, mas não tem coragem de assumir. Embarcou por inocência (não sabe que está sendo manipulada) ou má fé mesmo (tem alguma ligação com partidos políticos ou mesmo com grupos radicais). 

Um comentário:

Ianis disse...

Prezado Marcos,

(...)
"Ricos nutrem ódio ao PT e a Dilma".
(...)

Ricos ?! Qual o atual conceito para "ricos", sendo que um tal "Eike", no Brasil, respeitável empreendedor - até que se determine como condenado e Trânsito em Julgado ( NUNCA !!! ), se declara publicamente Classe C ?!

Entendo que o momento político encerra finalmente total e quaisquer esperanças de que nesta Nação exista algum dia, o PROFISSIONAL POLÍTICO realmente comprometido com a POPULAÇÃO.

Acabou-se aquele envolvimento emocional do " ... agora vai dar certo, este teremos ORGULHO em dizermos NOSSO REPRESENTANTE", e seja em qual esfera for.

Não creio que o "ódio" esteja aplicado e atualmente direcionado a Partidos ou Pessoas, e sim, muito pior, focado aos Poderes.

Todo Brasileiro é consciente de que não há opção, e deverá se submeter às Leis, e exatamente aí, está o cerne da questão.

Não há mais criatura suficientemente inocente para acreditar que TODOS SÃO IGUAIS PERANTE AS LEIS, tamanha IMUNIDADE e IMPUNIDADE testemunhadas diariamente pelas mídias. É ilógico sim, e absurdamente descarado. Não, não me refiro a tal pensamento, mas sim, ao que estão praticando e exercendo diariamente, e na cara dura mesmo. Não há ÉTICA, MORAL, ou mesmo receio de ilegalidade a se observar.

O supra-sumo do cúmulo do RETROCESSO:

- Do FAL às CARTEIRADAS, grande ORDEM, enorme o PROGRESSO.

O que designamos por nosso "Sistema", já se encontra em ebulição, e fatalmente entrará em colapso. Assim como as mais sofisticadas técnicas de simulação de catástrofes naturais erram feio nas margens de previsão, sempre para maior, se existisse uma tese sobre "IMPLOSÃO DO SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO - FRICÇÃO DOS TRÊS PODERES", a data para apocalíPTico evento deveria ser revisada a cada novo escândalo que eclode, e todo tipo de artifício ou logística traçada para desvio de atenção com objetivo único de abafar o ocorrido.

Falando nisso, nem se fala mais na ROUBALHEIRA MONUMENTAL E FARAÔNICA da COPA, assunto descartado ao LIXO.

Quem faturou, faturou. De forma ilícita ?!

- E dai ?! Qual o problema ?!

Oba. Em breve teremos as Olimpíadas.

Quem tiver a ambição deslavada de faturar alto, está aí mais uma grande oportunidade. Que desvie, aproprie, que roube também.

Se algo der errado, e não tiver MANDATO, a credencial para a IMPUNIDADE, basta que a criatura seja um pouco mais generosa na DISTRIBUIÇÃO DE RENDA, com seu bastante Procurador... Tá limpo, Mano. ( sic )

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.