quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Carnaval de 2014: "confissão de irregularidade"


No ano passado, denunciamos aqui as suspeitas de graves irregularidades na contratação da empresa Mauro de Oliveira-ME para organizar o Carnaval 2014, promovido pela Fundação Araguarina de Educação e Cultura - FAEC. A nosso ver, essa empresa teria atuado, naquela ocasião, como "laranja" da Cia. Fivela de Prata Ltda., pertencente a Márcio de Oliveira, filho do senhor Mauro de Oliveira (mais conhecido como "Mauro Imóveis"). Esse fato foi, também, denunciado ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais e ao Ministério Público. Entretanto, até o momento, nenhum dos processos abertos a partir dessa denúncia foi concluído.

No início deste ano, a própria Fivela de Prata confirmou essa suspeita. Em publicidade estampada em uma revista da cidade (vide imagem acima), a empresa afirma ter realizado, entre outros eventos, o Carnaval 2014 de Araguari. Como ela organizou a festa se a vencedora da licitação foi a empresa Mauro de Oliveira-ME? Esperamos que essa "confissão de irregularidade" seja levada em consideração pelos órgãos de controle, a fim de se evitar que os Carnavais promovidos pela Prefeitura de Araguari sejam, literalmente, uma farra com o dinheiro público.

Clique aqui e leia o post sobre as suspeitas de irregularidades na contratação da empresa organizadora do Carnaval 2014. Existem diversos outros posts sobre as suspeitas de irregularidades na realização desse e de outros eventos pela Prefeitura.

Clique aqui e leia a reportagem do Gazeta do Triângulo noticiando a abertura de processo no Ministério Público para investigar os gastos com o Carnaval 2014.

Um comentário:

Edilvo Mota disse...

Carnaval???

Com esse monte de mauricinho usando chapéu de boideiro?

Conseguiram fuder com tudo mesmo, até com o espírito genuíno do carnaval. Mataram o samba e trocaram pelo lixo chamado (inexplicavelmente) de "sertanejo universitário" que de sertanejo nada tem; e chamar isto de "universitário" é uma afronta à arte, considerando a pobreza das letras de gosto duvidoso.