segunda-feira, 14 de abril de 2014

IPTU: advogado convoca a sociedade a questionar a cobrança junto ao Ministério Público

Em entrevista ao programa Manhã Vitoriosa, apresentado por Anderson Magrão, na Rádio Vitoriosa, o juiz aposentado e advogado Rogério Fernal se colocou à disposição da sociedade para defender os cidadãos que estão questionando a cobrança do IPTU e de algumas taxas. De acordo com o conhecido jurista, será feita uma representação a ser encaminhada posteriormente ao promotor de justiça  Valter Shigueo Moriyama. Basta procurar o advogado em seu escritório. Sem qualquer custo para o cidadão. 

Governantes espertos contam com a nossa omissão. Aproveitem a oportunidade para mostrar ao governo que em Araguari existem cidadãos conscientes. 

Aproveito para parabenizar o senhor Rogério Fernal por estar se dispondo a ajudar a sociedade. Lembro que ele está suprindo uma omissão dos órgãos oficiais de controle (Ministério Público e vereadores), que já deveriam ter agido no caso do IPTU. Aliás, nem seria preciso fiscalização se os governantes agissem corretamente. Ainda bem que em Araguari ainda temos cidadãos dipostos a ajudar a sociedade.

6 comentários:

Anônimo disse...

ihhhh quem quizer reclamar vai te que botar o nome, os bunda mole de araguari vao tremer de medo

Rafael Kesler disse...

Atitude louvável deste respeitável advogado. Araguari precisa de mais pessoas assim. Parabéns.

Anônimo disse...

os moradores do mcmv tem direito ao iptu social quem tem imovel ate 70m e o cadunico,temos estes requisitos esta no sistema mais temos que provar,estam de brincadeira.

Anônimo disse...

mcmv iptu social... vou pagar 79 reias e 75 centavos,me engana que eu gosto

Anônimo disse...

POLÊMICA
Na edição anterior, a coluna comentou a posição contrária do prefeito Raul Belém em relação à publicação em rede social de salários pagos aos servidores do município, que circula desde sexta-feira 11. O prefeito deixou claro que irá acionar a justiça contra os responsáveis.

Anônimo disse...

então quer dizer que o prefeito vai processar quem liberou salário de marajá pra turma?