sábado, 26 de abril de 2014

EM ARAGUARI, EXERÇAMOS A CIDADANIA!

             Rafael Kesler.*

              Conforme o renomado Dicionário Houaiss, cidadania é termo jurídico que designa “condição de pessoa que, como membro de um Estado, se acha no gozo de direitos que lhe permitem participar da vida política”.

***

            É totalmente inegável; absolutamente irrefragável esta assertiva: promover a cidadania em Araguari/MG é árdua tarefa, penosa luta, nobre missão; louvável mas dificultoso empreendimento.
            Nesse contexto, se mostra imprescindível a salutar e constante atuação da sociedade araguarina e de entidades civis, tais quais a elogiável ADICA (Associação do Direito e da Cidadania de Araguari).
Ora, estimado leitor, participativos cidadãos e benfazejas instituições, trabalhando de maneira aguerrida, apartidária, democrática, abnegada – visando sempre a concretização do bem comum – têm o magnífico poder de propelir benéficas e significativas mudanças na deplorável e “fétida” realidade político-social araguarina atual.

***

            Na condição de jovem cidadão de Araguari, venho cordial e respeitosamente, por meio deste singelo texto, propor as seguintes ações para a admirável ADICA e para meus conterrâneos:

- façamos detalhado levantamento, tanto da atuação dos ocupantes de cargo eletivo, quanto dos “comissionados”, com o intuito de descobrir se eles estão respeitando estritamente os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência no exercício de suas funções;
- examinemos atentamente se os detentores de cargo eletivo e os “comissionados” estão atuando de forma satisfatória em prol dos interesses do povo araguarino;
- verifiquemos se os atuais membros do Poder Executivo e Legislativo municipal possuem a indispensável “ficha-limpa”, a necessária reputação ilibada, a essencial competência e a obrigatória aptidão na prática de seus ofícios;
- já que estamos quase em época de eleição, também sugiro à população e aos membros da ADICA que analisem, de maneira detalhista e apurada, a vida pregressa dos “possíveis candidatos locais ao cargo de deputado federal e de deputado estadual”, averiguando se os mesmos já atuaram efetivamente em benefício da população araguarina;
- investiguemos cuidadosamente se os “possíveis candidatos locais ao cargo de deputado federal e de deputado estadual” já se envolveram em escândalos políticos, práticas escusas e/ou atividades ilícitas, ou seja, busquemos descobrir se esses “pré-candidatos” realmente são pessoas ilibadas, probas, “fichas-limpas”, verdadeiramente dignas de exercer postos tão relevantes nas Casas Legislativas.
Sim, exerçamos a cidadania.

Transformemos a oprimida "Cidade Sorriso" num município mais digno, próspero, desenvolvido, progressista e politicamente respeitável.

______________________

* Araguarino, 24 anos, bacharelando em Direito, licenciando em Letras, premiado por duas vezes consecutivas no renomado Concurso Nacional de Contos Abdala Mameri. Autor do blog:www.rafaelkesler1234.blogspot.com
Texto publicado no dia 15 de abril de 2014 no jornal Diário de Araguari - Coluna Visão Jovem.

(coluna publicada às terças, quintas e domingos)
Contato: rafaelkesler1234@hotmail.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Essa associação visa apenas concorrer no âmbito jurídico com as instituições legitimamente constituídas (Câmara e Prefeitura). Ou seja, querem travar uma batalha jurídica restrita a toda funcionalidade burocrática com pacotes de denúncias em órgãos como o MP por exemplo. Essa associação até pelo perfil dos seus fundadores não trazem nada que possamos pensar sobre mobilização popular, marca característica dos movimentos sociais como instrumento de pressão. Ela nasce muito mais como um ranço político que uma luta para as demandas sociais. Preocupar com carimbo em papel e não com faixas nas ruas é burocratizar o caminho para a verdadeira democracia.