quarta-feira, 12 de março de 2014

Câmara de Vereadores: mais um caso de desrespeito ao contribuinte

Sessão  da Câmara realizada em 11/03 (foto: Adenilson Sousa, via Facebook).


Na sessão do dia 6/3, o vereador Levi Siqueira discursava para um plenário quase vazio. Os poucos presentes pareciam preocupados com outras tarefas menos nobres do que prestar atenção na fala do edil.

Mesmo depois de uma suposta bronca dada pelo presidente da Casa, na sessão de 11/3, o quadro não se alterou. Enquanto a vereadora Eunice Mendes discursava praticamente para as cadeiras vazias, um dos poucos (apenas quatro) vereadores presentes estava lendo jornal.

Esse tipo de conduta não é um desrespeito apenas a quem está  usando a tribuna. É muito pior. Traduz uma falta de respeito ao cidadão que paga os salários dos vereadores para que eles, efetivamente, trabalhem. Se a maioria deles não consegue sequer acompanhar uma sessão plenária, imagine o que eles podem estar fazendo longe dos nossos olhos?

5 comentários:

Edilvo Mota disse...

Lamentavelmente, a cada dia os poderes legislativos país afora dão claras mostras, de forma afrontosa ao dinheiro do contribuinte e à moralidade, de que poderiam sim ser fechados, sem qualquer prejuízo à cidadania. Ao contrário, teríamos o imediato benefício da economia de bilhões de reais a serem destinados a atividade mais nobres e de interesse direto do cidadão: saúde, educação, serviços urbanos, meio ambiente...

E que não apareçam comentários em defesa da "democracia", da "representação popular", da "fiscalização do Executivo", e outras fantasias que tais. Esse tipo de gente, com esse comportamento, não representa ninguém de boa cepa, senão os próprios interesses.

Melhor resultado haveria se o poder executivo, em todos os níveis, fosse fiscalizado por órgãos de controle externo da sociedade civil; colegiados compostos por membros do CRC, OAB, CRM, CREA e outros. E, de preferência com assento para o cidadão comum (desde que, obviamente, com um mínimo de qualificação para tal mister).

Via de regra, as câmaras municipais descumprem sua função e se tornaram meros depósitos de espertalhões, onde o único objetivo é amealhar vantagens pessoais pecuniárias, via negociatas obscuras com o sujeito passivo da (presumível) fiscalização. São incontáveis os casos de gente que enriquece na "profissão" de vereador, sem deixar qualquer realização decente em prol da sociedade.

As cenas vistas diariamente, e pontualmente reportadas como na foto acima, são a clara evidência do despreparo, do descompromisso e do deboche com o dinheiro do contribuinte, que mantém essa farra.

As pessoas que compõem o poder legislativo merecem respeito, claro; a crítica, apesar de ácida, é contra sua (descom)postura como legisladores.

Ocorre que o contribuinte, mantenedor da máquina pública, TAMBÉM MERECE RESPEITO.

Anônimo disse...

Recomendo uma MOÇÃO DE REMOÇÃO sob uma saraivada de VAIAS...

Vaya con Dios, y no retornes más!!!

Anônimo disse...



Cada dia que passa fico mais enojado com os políticos brasileiros em todas as esferas, mas a minha ultima decepção foi ver dois vereadores desfilando em seus carrões (AMBOS-HILLLUX)emplacados em outro estado. Sera que quem paga o salário deles é o governo de Goiás e São Paulo? Ganho pouco mais de um salário mínimo e meu carrinho esta licenciado aqui em Araguari e já estou com o documento de 2014, será que eu é que estou errado? Vamos dar o exemplo poder legislativo!!!!!!

Anônimo disse...

Emplacar carro em outro estado é ilegal, bora fotografar e denunciar ao Detran-MG

Anônimo disse...

Hillux, eles tem Hillux.