sábado, 23 de novembro de 2013

Olha a pizza aí, gente!!!

Da coluna Radar, Gazeta, edição de hoje, 23/11:

RETORNO
Depois de afastado do governo por trinta e cinco dias, Leonardo Borelli assume novamente a Procuradoria Geral do Município nesta segunda-feira, 25. Borelli pediu afastamento em 19 de outubro para facilitar os trabalhos da sindicância interna solicitada pelo prefeito Raul Belém (PP) para apurar o fato de integrantes do governo terem sido citados nas transcrições telefônicas da operação “Tarja Preta”, desencadeada pelo Ministério Público de Goiás.


NADA CONSTA
Ainda não tive acesso ao resultado da sindicância interna do governo, mas segundo informações, o parecer final da comissão não constatou o envolvimento dos integrantes do governo então citados nas conversas com a pessoa envolvida no esquema de superfaturamento de medicamentos.
Pitaco do Blog

Algumas coisas ainda não consegui entender.

De acordo com o colunista, a sindicância foi instaurada para apurar "o fato de integrantes do governo terem sido citados nas transcrições telefônicas da operação "Tarja Preta". Isso explica muita coisa. Eu pensei que fosse para apurar diversos outros fatos, tais como: a irregular contratação do escritório de advocacia do advogado Tomaz Chayb, a atuação do procurador e do subprocurador que mantinham contato frequente com o advogado, as ligações entre o empresário Vivaldo (Interlagos) e integrantes da suposta organização criminosa e do governo Raul Belém, etc. Mas, sendo para investigar somente a "citação", tá tudo explicado. Os investigados em Goiás devem apenas ter gostado dos nomes de alguns agentes públicos da Prefeitura de Araguari. Por isso falaram tanto deles e com eles.

O colunista adiantou que o resultado da sindicância não constatou o envolvimento dos integrantes do governo. Claro! Óbvio que não iria constatar. Como uma simples sindicância poderia concluir que o procurador-geral Leonardo Borelli tinha algum envolvimento se foi ele próprio quem determinou a sua instauração? Ou ele teria aberto um processo para investigar, inclusive, a si próprio? Como poderia investigar o prefeito Raul Belém, que é o chefe do Executivo? Aliás, guardadas as devidas proporções (porque, agora, estamos tratando de indícios de crime), fato parecido ocorreu na gestão anterior, quando o prefeito Marcos Coelho instaurou uma sindicância para apurar irregularidades na Secretaria de Saúde (casos do mamógrafo e do marmitex), mas não afastou a então secretária Iolanda Coelho. À época, questionamos como uma testemunha teria liberdade para, eventualmente, depor contra a própria chefe? Clique aqui e leia o post mostrando a semelhança entre os governos na hora de varrer a sujeira pra debaixo do tapete.

Por fim, espero que não somente jornalistas privilegiados tenham acesso ao resultado da tal sindicância. Todos os cidadãos araguarinos merecem uma resposta efetiva do governo municipal. Embora não devesse, tenho ainda a esperança de que os resultados desse processo não contrariem as leis da natureza. Muitas condutas dos investigados foram expostas, escancaradas, desnudadas pelas escutas telefônicas. Ir de encontro ao que está gravado e que, de fato, existiu é atirar na lama a credibilidade dos integrantes da comissão sindicante. Já nem falo da credibilidade do governo Raul Belém, porque esta, pra mim, é natimorta.

15 comentários:

Anônimo disse...


Vamos iniciar a mega-mobilização pelo Impeachment de Raul Belém???

vamos sofrido povo de reri-hell-city?

kkkkk

Aristeu disse...

E o Jonalvo? Onde foi parar o Jonalvo?

Anônimo disse...

Volta Marcel...tudo ja virou zona mesmo !!!

Anônimo disse...

Uma sindicância aberta pelo borelli e apurada por vereadores da situação é como colocar um lobo para vigiar um rebanho de ovelhas.

Anônimo disse...

Aos olhos do povo e do funcionalismo este governo esta sendo um fracasso ja perderam a confianca e a credibilidade falta trabalho e competencia ao prefeito e vice.

Anônimo disse...

O Borelli vai voltar..rss...Araguari virou a cidade da piada pronta.

Anônimo disse...

se mexer mais nessa lama vai aparecer nome de gente do governo que fica na moita

Anônimo disse...

O Executivo esta correto ao agir assim. Temos que ver quais atitudes e providencias da CAMARA quanto a isso, pois se ela cumprir seu papel, certamente vai seguir outra linha de apuraçao, baseada nas transcriçoes telefonicas, as quais nao foram inventadas pela PF e nem pelo MP/GO. Um advogado chamado Tiago Araujo disse que participaria como representante civil nas apuraçoes. A populaçao confia nele tambem. Com a palavra...

Anônimo disse...

Com certeza uma sindicancia aberta para investigar a si proprio nao tem efeito positivo nenhum, ate porque ninguem e obrigado a produzir provas contra si. O papel de fiscalizaçao e provocaçao do MP sao atribuiçoes da Camara. O que a populaçao espera e que as investigaçoes saiam do ambito do Estado e seja capitaneado pelo MP Federal, pois seria mais celere e mais independente, sem blindagem politica.

Anônimo disse...

camara municipal de Araguari investigando alguma coisa?? hahahahahahahahahahahahaha

conta outra piada que essa é velha

Anônimo disse...

Exauriu a macacada, salvem-se quem puder, Araguari está em frangalhos, uma quadrilha ficou alojada no depto de licitação durante 4 meses confeccionando editais e direcionando contratos e ninguém sabia de nada, ninguém é responsável. Meu Deus, fecha a cidade e apaga a luz, depois entrega a chave pro Prefeito.

Anônimo disse...

borelli foi afastado? e os vencimentos também foram suspensos? prefeito e vice reduziram os sala rios em 60% será???????

Anônimo disse...

Mentira Prefeito e vice reduziram 30% cada um....a noticia foi dada de forma errada pelo Gazeta do Triangulo.

Anônimo disse...

jornal sustentado pela prefeitura sempre erra a favor da prefeitura

José Revolta disse...

Vamos lá! O mais rápido possivel.