quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Servidores fantasmas...em Araxá




A Câmara Municipal de Araxá pode ter que reduzir o quadro de servidores comissionados em mais de 400%. A recomendação foi feita pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). O Legislativo tem dez dias para se manifestar sobre o pedido. Atualmente, a Casa possui 131 funcionários comissionados. O número corresponde a mais de cinco vezes a quantidade de servidores efetivos (concursados), que são apenas 25.

Em entrevista ao jornal O Tempo, de Belo Horizonte, Mara Lúcia Silva Dourado, promotora do Patrimônio Público no município de Araxá, informou que foi instaurado inquérito civil após o recebimento de denúncias da existência de servidores “fantasmas” na sede do Legislativo. 

A promotora afirmou, ainda, que os próprios dados fornecidos no portal da transparência do órgão estavam com erros. Nele constavam apenas os nomes de 57 cargos comissionados. Depois de examinar a documentação encaminhada pelo Legislativo, o Ministério Público constatou a irregularidade. Se a Câmara não cumprir as recomendações, a promotora deverá ingressar com pedido junto ao Poder Judiciário a fim de corrigir a irregularidade e punir os responsáveis.

Transcrito do jornal Observatório, 11/9

Um comentário:

Aristeu disse...

Ara, achar eles só com Globuster.