sábado, 17 de agosto de 2013

TCU manda Câmara cortar supersalários



O Tribunal de Contas da União deu 60 dias para a Câmara dos Deputados ajustar a folha de pagamento ao teto constitucional, de R$ 28 mil, valor recebido por ministros do Supremo Tribunal Federal. De acordo com a decisão, não será mais permitida a incorporação de gratificações de cargos de confiança ao salário-base. Com a medida, o tribunal calculou que haverá uma economia de R$ 517 milhões por ano. Segundo o jornal Correio Braziliense, 94 servidores de nível médio da Câmara ganham mais do que um ministro do Supremo. Estima-se que existam 3 mil pessoas com contracheque superior ao limite máximo.
Cadê o Gigante? Dormiu de novo?!

Fonte: Correio Braziliense

Um comentário:

Edilvo Mota disse...

Resumo da ópera: a Câmara dos Deputados é um bordel sem controle, onde os supostos fiscais do Executivo não conseguem (ou não querem) fiscalizar o próprio traseiro.

Estamos mesmo muito bem "representados" por "suas excelências".