terça-feira, 27 de agosto de 2013

Auditoria nas contas do Marcão


Auditoria
Relatório de auditoria privada contratada pelo governo Raul Belém mostra o óbvio. Existiam irregularidades no último ano da gestão Marcos Coelho. Destaques para a dívida de mais de R$ 5 milhões deixada ao sucessor sem recursos para pagamento, suspeitas de favorecimento em licitações e funcionários públicos desviados de função (fizeram concurso pra uma área, mas trabalham em outra). A primeira dessas falhas poderá gerar até mesmo um processo criminal contra o ex-prefeito por violação à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Auditoria 2
Além das falhas relevantes, a Libertas Auditores e Consultores, provavelmente fazendo a vontade política da contratante (Prefeitura Municipal), listou algumas falhas sem relevância material (baixo valor), mas que chamam a atenção da mídia, a exemplo da compra de bebidas e cigarros com o dinheiro de convênio e a compra de chocolates com o adiantamento feito a um funcionário. Nesses casos, cabe ao governo Raul Belém abrir uma tomada de contas especial e recuperar o dinheiro mal gasto.

Auditoria 3
O mais interessante dos resultados da auditoria é verificar que boa parte das falhas ocorridas no ano passado continua sendo repetida na atual gestão. Entretanto, por razões óbvias, o prefeito não quis fiscalizar o seu próprio mandato. Apenas para exemplificar, no atual governo, estão em apuração pelo Tribunal de Contas o possível favorecimento a uma empresa no Carnaval 2013 e as irregularidades na licitação para contratação dos serviços de publicidade. Já os casos de desvios de função continuam ocorrendo na antessala do Palácio dos Ferroviários.
Transcrito da coluna Matutando, do jornal Observatório, 27.08.2013.

4 comentários:

Edilvo Mota disse...

Boa hora para a Câmara Municipal levantar do berço esplêndido e começar, enfim, a exercer sua função precípua: fiscalizar o Poder Executivo.

Afinal, a R$ 8.000,00 mensais por cabeça, o Município já paga mensalmente (com o dinheiro do contribuinte) R$ 136.000,00 aos virtuais 17 auditores (alguns dos quais advogados e contabilistas).

Aristeu disse...

Desqualificar o anterior é fácil, desqualificar a oposição também se consegue, mas desqualificar os auditores voluntários por amor é impossível.

Anônimo disse...

Interessante contratar uma auditoria por $$$ 190 mil reais sem licitação $$$$ para auditar falhas no governo anterior,,,,mas esta auditoria praticamente faturou $$$$ 1.000 mil reais $$$$ por dia para mostrar que a prefeitura vai mal das pernas !!! Agora digam-me 190 mil reais por uma auditoria...que empresa é essa que merece tanta grana para auditar o óbvio...que em Araguari só temos verbas pra festa...shows e carnaval...quem vai auditar agora a empresa que cobrou 190 mil sem licitação !!! Alo Ministério publico socorro !!!

Anônimo disse...

Essa auditoria só serviu para dar lucro à atual administração... E prejuízo ao povo.