segunda-feira, 15 de julho de 2013

Nem tudo está perdido


Reguffe foi escolhido por jornalistas para o Prêmio Congresso em FocoFoto: divulgaçãoReguffe foi escolhido por jornalistas para o Prêmio Congresso em Foco
O deputado federal José Antonio Reguffe (PDT-DF) foi escolhido pelos jornalistas que cobrem o Congresso como um dos três melhores deputados federais para o Prêmio Congresso em Foco. Os outros dois mais votados por suas atuações foram os deputados Chico Alencar (Psol-RJ) e Jean Willys (Psol-RJ).

O deputado do DF apresentou 31 projetos, 14 requerimentos de informação, 18 emendas e proferiu 186 discursos desde o início da legislatura. Entre os projetos, está o que retira os impostos dos remédios.
Reguffe também está no seleto grupo de sete deputados que têm 100% de presença no plenário, sem ter tido uma falta sequer desde o início da legislatura em 2011, sendo o único do DF nessa condição. Nas emendas ao orçamento, enquanto muitos deputados colocaram suas emendas em shows e eventos, o parlamentar do DF colocou para a compra de remédios para os hospitais públicos e para a construção de escolas em tempo integral.
O parlamentar também foi escolhido como o deputado mais citado no tema Defesa do Consumidor pela sua atuação na comissão sobre o tema. No primeiro dia do mandato, Reguffe abriu mão dos salários extras, reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores de 25 para apenas 9, entre outras medidas, que geraram uma economia direta aos cofres públicos de mais de R$ 2,3 milhões.
Fonte: Jornal O Coletivo (www.jornalcoletivo.com.br).

Pitaco do Blog
Normalmente, sou muito chato com relação à atuação dos políticos em geral. Mas, nunca podemos cometer o erro de generalizar.
A reportagem mostra que os deputados federais Antonio Reguffe (PDT-DF), Chico Alencar (Psol-RJ) e Jean Willys (Psol-RJ) vêm correspondendo à vontade dos eleitores.
Acompanho mais de perto de atuação do deputado Reguffe, aqui do Distrito Federal. Desde antes de ingressar na vida pública, ele defendia a moralização da politica brasileira. Como deputado distrital foi uma grata surpresa, cumprindo aquilo que prometera aos eleitores. Tanto isso é verdade que, proporcionalmente, foi o candidato a deputado federal mais bem votado do Brasil. Recebeu em torno de 19% dos votos dos eleitores do DF.
Esse tipo de atuação, que deveria ser regra, acabou-se tornando exceção no jogo sujo da politica tupiniquim. De qualquer sorte, nos mostra que nem tudo está perdido. Cabe ao eleitor selecionar melhor os futuros ocupantes de cargos eletivos. Essa seleção é fundamental, sobretudo porque, como sabemos, os partidos políticos e o próprio Poder Judiciário costumam ser bondosos com pessoas desqualificadas que buscam a eleição para assegurar a impunidade dos atos do passado e a prática de novas irregularidades.

Um comentário:

Aristeu disse...

O Reguffe é honesto, o Reguffe é honesto, o Reguffe é Honesto... Estou cansado de ouvir isto e isto não o leva a lugar nenhum.