terça-feira, 18 de junho de 2013

Onde está a verdade?

Em 4 de janeiro, um "porta-voz" do governo informou que somente existiam 151 mil reais na conta bancária da Prefeitura.
Em janeiro, um "porta-voz" do governo Raul Belém informou, em uma rede social, que a gestão anterior havia deixado apenas 151 mil reais na conta bancária da Prefeitura.
Agora, a ex-secretária de Planejamento, Thereza Christina Griep, encaminhou ao blog um parecer informando que o governo Marcos Coelho deixou uma disponibilidade de caixa de R$ 26.349.689,23 (vinte e seis milhões trezentos e quarenta e nove mil seiscentos e oitenta e nove reais e vinte e três centavos).

A Matemática é a ciência do “ser” e não a do “pode ser”, do “deve ser”... Os números são frios. Embora os conceitos de "conta bancária" e de "caixa" nem sempre se confundam, é possível se presumir que a maior parte dos recursos públicos estejam em contas bancárias. Guardar dinheiro público em gavetas ou cofres é exceção. Logo, diante de uma diferença tão grande entre os valores informados por um e outro governo, pode-se afirmar que pelo menos uma dessas duas informações esteja errada. 
Esse questionamento pode parecer sem sentido. Mas, tem seus fundamentos. Primeiro, porque, dependendo da quantidade de recursos deixados no caixa, o ex-prefeito Marcos Coelho poderá ter violado a Lei de Responsabilidade Fiscal. É o que aconteceria se, por exemplo, esses recursos fossem insuficientes para pagar as obrigações assumidas nos últimos oito meses de mandato. Segundo, porque foi justamente essa alegada insuficiência de caixa que levou o governo atual a atrasar pagamentos de funcionários e fornecedores da Prefeitura. 
Dessa forma, é preciso saber: onde está a verdade?

3 comentários:

Edilvo Mota disse...

Enquanto isso, um monte de vereadores preocupados com eleição 2014; e também em discutir se "A" apoiou "B" na eleição de 8 anos atrás.

Seria apenas ridículo, se não fosse bancado com dinheiro público o faz-de-conta de fiscalizar o que realmente interessa.

E agora, quem mentiu? A ex-secretária ou o assessor extra-oficial?

Anônimo disse...

Se tivesse jeito de ver a conta bancaria da prefeitura que ambos alegam, nós saberiamos a verdade!

Anônimo disse...

Excelente ideia a do colega acima, seria muito interessante ver o extrato da conta bancária da Prefeitura, pois assim todos saberiam quem está com a razão.