terça-feira, 26 de março de 2013

Novo sorteio de bolsa de estudos




Conforme combinado, ocorreu no sábado, 23, o sorteio de uma bolsa de estudos para o Intensivão - Concurso da Polícia Militar, a ser realizado pelo ProJur Cursos e Concursos. O ganhador, de acordo com  o resultado da extração da Loteria Federal daquela data (1º prêmio: 10.485), foi o portador da inscrição nº 5, Rafael de Melo Morais.

Entretanto, o sorteado, por motivos particulares, não poderá realizar o curso. Abriu mão da bolsa. Assim, NOVO SORTEIO SERÁ FEITO AMANHÃ de acordo com o resultado da Loteria Federal. Novas inscrições serão aceitas até as 18 horas de amanhã, mediante comentários neste post e no Facebook, bem como emails enviados para marcos@observatoriodearaguari.com.

Atualizado às 23h17.

domingo, 24 de março de 2013

Municipalização do Trânsito

A concretização da municipalização do trânsito está próxima. Com ela, boas e más novidades.

Entre as boas, a necessidade de realização de concurso público para preencher os empregos de agente de trânsito. De acordo com a legislação, poderão ser criados até 60 vagas.

Entre as más, o surgimento da famosa “indústria da multa”, com a instalação de barreiras eletrônicas, “pardais” e detectores de avanço de sinal. Não é de se duvidar que algumas empresas que prestam esses serviços já estejam em contato com a Prefeitura de olho em futuros contratos.

Contratações irregulares de servidores na mira do Ministério Público e da Câmara



Denúncia recebida pelo Ministério Público na sexta-feira, 15, noticiando a existência de 20 “funcionários” em situação irregular no Pronto Socorro Municipal (PSM), causou mal estar no Poder Executivo. De acordo com o denunciante, algumas pessoas estariam exercendo função pública e praticando atos administrativos no âmbito daquela unidade de saúde sem terem sido devidamente investidas em cargos públicos (não teriam sido nomeadas e empossadas). Ainda segundo a denúncia, essas pessoas teriam sido colocadas nos “cargos” pelo Secretário de Saúde, Alfredo Paroneto.
A mesma denúncia também repercutiu no Poder Legislativo. Os vereadores, assim que tomaram conhecimento dos fatos, suspenderam a sessão de terça-feira, 19, deslocando-se até o Pronto Socorro Municipal para averiguações. Na ocasião, verificaram a existência de documentos assinados por uma das pessoas que supostamente estariam exercendo irregularmente cargo público no PSM. Em face do constatado, a Câmara fixou prazo de 72 (horas) para que o Executivo prestasse esclarecimentos sobre o assunto.

Pitaco do blog
A regra na Administração Pública, embora por vezes descumprida, é a contratação de agentes públicos mediante concurso público. Como exceções, figuram a contratação de servidores para o exercício de cargos em comissão e funções de confiança, bem como as contratações temporárias em hipóteses excepcionais.
A Constituição Federal não permite esse tipo de “contratação” supostamente existente na Prefeitura Municipal. De acordo com a denúncia, esses “funcionários” não foram formalmente nomeados para os cargos públicos. Pior, não estavam sendo remunerados pelos serviços prestados. Dano imediato para eles próprios. Possibilidade de prejuízo futuro ao Município, com o pagamento de indenizações.
A situação aparenta gravidade. Indica deficiências na gestão de pessoal da Prefeitura Municipal. Falhas que, ao que parece, não se restringem à Secretaria de Saúde. Fala-se muito, por exemplo, no caso de servidores estaduais que estariam prestando serviços ao município em situação de duvidosa legalidade.
O que esperar do poder público agora? Aguarda-se que o Executivo, o Legislativo e o Ministério Público cumpram o papel de que foram investidos pela Constituição Federal. O primeiro, exercendo os poderes hierárquico e disciplinar, mediante a correção das falhas e a punição de eventuais culpados. O segundo, cumprindo a nobre (porém, esquecida) missão de fiscalizar e controlar os atos do Executivo. O terceiro, desempenhando o importante papel de fiscal da lei e, portanto, de órgão legitimado a realizar investigações e, eventualmente, a deflagrar ações judiciais, com vistas à punição cível e criminal dos responsáveis.

sábado, 23 de março de 2013

Sorteio de Apostilas do Banco do Brasil

Atenção, concurseiros! Sortearei algumas apostilas para o concurso de Escriturário do Banco do Brasil aqui no blog. É "de grátis"! A primeira será sorteada no próximo sábado, dia 30. A segunda, no dia 6. Já a terceira, no dia 13. O sorteio, como sempre acontece, será feito com base no resultado da Loteria Federal. Quem não for sorteado na primeira estará automaticamente concorrendo aos demais sorteios, com o mesmo número de inscrição.
Para participar, basta comentar esta postagem ou enviar email para marcos@observatoriodearaguari ou, ainda, via Facebook, por meio de comentário no grupo Observatório de Araguari. É necessário apenas informar o nome completo e email de contato.
Boa sorte a todos no sorteio e, especialmente, no concurso!

terça-feira, 12 de março de 2013

Sorteio de Bolsa de Estudos do ProJur


Estaremos sorteando no dia 23 de março, sábado, uma bolsa de estudos para o Intensivão - Concurso da Polícia Militar, a ser realizado pelo ProJur Cursos e Concursos. O ganhador será escolhido conforme o resultado da extração da Loteria Federal naquela data. O curso terá início no dia 26 de março.
As inscrições para o sorteio poderão ser feitas via e-mail: marcos@observatoriodearaguari.com. O(a) interessado(a) deverá informar o nome completo. As inscrições também poderão ser feitas nos comentários a este post aqui e no Facebook. Serão aceitas inscrições feitas até as 18 horas do dia do sorteio.
Aproveito para agradecer ao Professor Alexandre Arantes Goulart, do ProJur Cursos e Concursos, pela gentileza em conceder mais essa bolsa de estudos aos leitores do blog. 

Atualização em 23/03 às 19 horas.
Concorrentes: 1) Francielly da Silva Sousa; 2) Susy Sayonara; 3) Cássio Genaro; 4) Daniele da Silva Vidal; 5) Rafael de Melo Morais; 6) Antônia Arruda; 7) Erika Cristina dos Santos; 8) Bruno Barbosa Marques; 9) Rodrigo Stevão Lima de Oliveira: Oliveira.

domingo, 10 de março de 2013

Raul Belém: um governo informal



Valendo-me de uma expressão matemática, posso afirmar que Marcos Coelho está para os parentes assim como Raul Belém, para o informal. O primeiro usou e abusou da contratação de parentes durante o seu mandato. O segundo vem usando e abusando da informalidade na prática de atos públicos desde o primeiro dia da gestão. Comuns, em ambos os casos, os fortes indícios de burla às leis e aos princípios da moralidade e da impessoalidade, entre outros.

Falando apenas do governo atual (do anterior já cuidamos aqui), nos próximos parágrafos, lembro alguns casos desse informalismo exagerado e perigoso.

Já no dia da posse, os gastos com a festa (sonorização, iluminação, arquibancadas, tendas, shows, etc.) não foram contabilizados. Vale dizer: não aparecem em lugar nenhum. Disseram que foi uma doação aos novos governantes. Doação de quem? A troco de quê? Se foi doação por que não está lançada na contabilidade pública?

O informal continuou imperando. Alguns servidores da Secretaria Estadual de Educação prestam serviços ao governo desde o início do mandato sem nunca terem sido nomeados. Por quê? Essa situação é regular? Qual a jornada de trabalho dessas pessoas no Estado? Eles podem acumular o cargo estadual com o cargo em comissão municipal? Como esses "funcionários" estão sendo remunerados pelo município? Ou será que trabalham de graça? Permanecemos sem respostas.

O Carnaval, festa pagã que é, não poderia ficar fora do clima de informalidade. A licitação e a contratação do evento foram cercadas de inúmeras dúvidas. Aparentemente, a empresa responsável pelo evento já estava "informalmente" contratada desde o final do ano passado. A licitação teria sido apenas um "jogo de cartas marcadas". O clima de "tudo é permitido" gerou outras situações estranhas durante a festa. Havia servidor público vendendo camarotes e abadás. A rádio "official" do Carnaval 2013 foi a Rádio Mais FM, dirigida pelo Vice-Prefeito da cidade. A informalidade foi tanta que um vereador afirmou que o evento rendeu mais de 2 milhões de reais para a empresa contratada. Talvez por isso não seja tão absurdo um comentário anônimo postado aqui no blog, dizendo que um empresário saiu da cidade com alguns sacos de dinheiro nas mãos.

Esses são apenas alguns exemplos. Se forçarmos um pouquinho a memória, iremos nos lembrar de muitos outros. 

Ninguém aqui está defendendo uma Administração Pública  amarrada, travada. As próprias leis já permitem algumas flexibilizações. Agora, o que não se pode admitir é um governo, desde o primeiro dia, fazer  exatamente aquilo que os seus integrantes tanto criticaram na gestão anterior. Cumprir as leis, ser e aparentar ser honesto, tratar os cidadãos com imparcialidade são obrigações mínimas assumidas e que, por isso, deveriam ser cumpridas pelos governantes. Estamos só no início do governo, mas, pelo andar da carruagem, a vaquinha tá com cara de que irá pro brejo. 

sábado, 9 de março de 2013

Tá tudo dominado!!!


A Prefeitura vai contratar empregados temporários sem sequer fazer um processo seletivo. Isso está previsto numa lei que o Executivo teve a cara de pau de elaborar. Claro, os Vereadores foram corajosos o suficiente para aprovar. Tá tudo dominado!!! 

Os argumentos? Os de sempre: emergência em saúde pública ou até que seja realizado o respectivo concurso público. Os governantes são especialistas na arte de "fabricar emergências" e de "empurrar com a barriga" os concursos públicos.

Se já havia abuso na contratação temporária por meio daqueles processos seletivos estranhos, imaginem agora? Como é que funciona isso? O cara passa lá na porta da Prefeitura e, se forem com a cara dele, contratam na hora? 

Ah, minha bela Araguari, os seus políticos não têm jeito...

Ganhadores das apostilas da PMMG



Conforme prometido, sorteamos duas apostilas para o concurso ao cargo de soldado da Polícia Militar de Minas Gerais. Uma no dia 20 e a outra no dia 27/02. De acordo com os resultados da Loteria Federal nessas datas, os ganhadores foram Francielly da Silva Sousa e Reginaldo Moreira Faustino, inscritos com os números 3 e 5, respectivamente. Clique aqui e veja os resultados da Loteria Federal. 

A intenção inicial era entregar as apostilas da Editora Vestcon. Entretanto, por estarem em falta no estoque da empresa, adquiri e já enviei para Araguari as apostilas da Editora Solução.


Em breve, novos sorteios.

Poder bandido

     Aqueles que exercem o poder público, como o próprio nome diz, deveriam agir em nome da sociedade. Não no interesse próprio. Infelizmente, a realidade não corresponde aos nossos anseios ou à teoria. 
     Ao chegar ao poder, o governante leva consigo pessoas dos mais variados níveis éticos. Se a gestão será boa ou ruim para o povo, isso depende de quais dessas pessoas "darão as cartas" no governo. Quais terão mais força na teia do poder? Os honestos? Ou os bandidos? 
     É comum encontrarmos nos governos pessoas que querem se enriquecer rápida e ilicitamente. Não é raro vermos indivíduos valerem-se do poder para alavancar seus  negócios privados ou, no mínimo, para pagar dívidas particulares ou de suas empresas. Ainda, é fácil encontrar na teia do poder pessoas que se valem de seus cargos para se aperfeiçoarem na prática de atos ilegais, normalmente iniciada, com a omissão de muitos, em organizações menores, como, por exemplo, entidades sem fins lucrativos e diretórios acadêmicos de faculdades. 
     É certo: não se pode generalizar. Mas, não tenham dúvida, encontrar pessoas de caráter em cargos políticos está cada vez mais difícil. Essa situação se repete em todos os níveis de governo. Logo, a  regra, infelizmente, também vale - e como vale - para Araguari.

“Lei da Igualdade” ainda aguarda votação no Plenário



Dyelle Menezes
Do Contas Abertas
Apesar do Dia Internacional da Mulher, celebrado ontem, mais uma vez, não foi aprovado o projeto de lei 4.857, do deputado Valtenir Pereira (PSB-MT), que torna crime qualquer discriminação contra a mulher no mercado de trabalho. O texto tramita desde 2009 na Câmara dos Deputados e aguarda aprovação em Plenário. Em 2012, perto da data comemorativa, o texto também foi colocado em pauta sem sucesso.

Segundo Pereira, o projeto apresenta dificuldades para a aprovação porque trata de relação complexa que é a do trabalho. “Ainda há receio muito grande por parte de segmentos da sociedade, principalmente os empregadores. Estamos trabalhando para convencer as lideranças a votar o projeto para vigorar, produzir efeito e depois alterar o que for necessário com o decorrer da aplicação da lei”, afirma o parlamentar.

Transcrito do Portal Contas Abertas. Clique aqui e leia o restante da reportagem diretamente na fonte.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Mulheres representam 46% dos servidores do Poder Executivo


As mulheres representam 46% da força de trabalho do Poder Executivo. Ao todo, a administração federal possui 241.635 servidoras públicas federais ativas. É a maior quantidade de mulheres dos últimos três anos. Os dados são referentes ao Boletim Estatístico de Pessoal, produzido pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).
O número representa aumento de 1,7% em relação às 237.447 servidoras de 2011. Em 2010, 233.438 mulheres eram ativas no funcionalismo público do Poder Executivo. Em 2009, as mulheres chegaram ao número recorde de 244.848, o maior dos últimos 16 anos.

Clique aqui leia o restante da reportagem no Portal Contas Abertas.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Audiência pública e a privatização da 050


Aconteceu ontem (28/02/2013) a Audiência Pública sobre a privatização dos trechos da BR-050 e a introdução das praças de pedágio entre as cidades de Araguari e Uberlândia. 


A proposta apresentada por nós dos movimentos sociais presentes, e a construção de uma pauta conjunta, onde estejamos resguardados juridicamente e socialmente para a não introdução das praças de pedágio, ou para adiar a licitação do processo privatista.

Para isso contamos com o Poder Público em todo seu âmbito, para que de subsídios para a criação de espaços de debate, popularizando ainda mais esta questão dos pedágios.

Tiramos como data o dia 14/03/2013 para a realização de uma nova reunião (local a definir) para traçarmos novas intervenções, bem como ampliar o debate a todos os setores da sociedade (sindicatos, organizações, associações,etc.), das cidades de Araguari e Uberlândia. É de extrema importância que todos se insiram no debate, e por conseguinte na construção deste movimento.


Publicado por Airton da Cunha Ribeiro no Facebook


Pitaco do Blog

Apoiamos essa ideia.

Sabemos que a luta é difícil. O poder econômico e político de grandes empresas está por trás dessas privatizações. Antes mesmo das licitações, os vencedores costumam ser conhecidos. São os mesmos grupos de sempre.

Algumas concessões ainda não foram realizadas simplesmente porque esses empresários não estão concordando com o percentual de lucros oferecido pelo governo. É o caso de trechos da BR-040, por exemplo. Não basta ganhar uma rodovia duplicada para explorar. Não é suficiente receber empréstimos públicos para realizar os serviços. São necessários lucros estratosféricos.

Do outro lado, o pobre usuário. Terá que pagar para ir trabalhar ou estudar em Uberlândia. É mais um intervenção prejudicial na economia das pessoas e das cidades. É a mão invisível do Estado e do mercado mexendo no nosso bolso novamente. O dinheiro, obviamente, todos nós sabemos para aonde vai.