segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Os novos velhos paradigmas


Alessandre Campos*

A cidade vive um momento de turbulência jurídico-política. O que respeitar: as leis ou os poderosos? Quem ganhará este cabo de guerra? Só sei de uma coisa: quem perde sempre é o povo.

Agora, para justificarem erros, acusam a oposição por tudo de errado que estão fazendo. Mas, quem é a oposição? Os asseclas do governo espalham que as ações de vigilância sanitária foram motivadas por denuncia de pessoas ligadas ao ex-governo. Insinuações, por vários grupos do face, querem induzir a população a acreditar que tudo isso é manobra para prejudicar o governo atual.

A novela se repete, pois no inicio do governo Marcão, quando fecharam açougues o governo da época acusava a oposição por tudo aquilo que acontecia.

Como é mais fácil acusar o "imaginário" ao invés de assumir suas responsabilidades e criar politicas públicas de melhoria da qualidade de vida das pessoas os governos se repetem em atos e atitudes, mesmo aqueles que fizeram discursos de "viver aqui é bom demais", "desenvolvimento é aqui", "novo modelo de administração" ou que "agora é pra mudar". Todos esses "slogans" nunca passaram de peças publicitárias que não condiziam com as práticas politicas prometidas.

Desde 2004, quando da aprovação do Plano Diretor, Lei Complementares, tais como: Lei de Uso e Ocupação do Solo; Código Sanitário, Código Ambiental, Código de Posturas, Código de Obras, enfim, toda a regulamentação necessária para que todos os problemas que ocorrem hoje pudessem ser evitados ou minimizados, não foram votadas, ficando todo esse arcabouço jurídico parado na Câmara de Vereadores de 2007 até o fim do mandato em 2008; todo mandato do ex-governo e agora, todo esse assunto vem a tona, pois, por interferência do MP serão obrigados a fazer um Código Sanitário as pressas para cumprir TACs. Mais uma lambança, como a do Código Tributário, será feita.

Como percebem, vereadores não votam leis necessárias, mas saem em defesa dos grandes comerciantes e industriais da cidade, em detrimento de toda um população que está a deriva neste barco chamado "interesse político".

Infelizmente, como ainda não somos civilizados e evoluídos ao ponto de convivermos em harmonia sem tantas regras, somos obrigados a seguir as leis que, em muitos casos, privilegiam uns e incriminam outros pela omissão ou pelo excesso. Os discursos políticos são belos, porém, as atitudes são levianas. Se existir algum culpado, este será o povo.


*Arquiteto, urbanista e servidor público efetivo do Município.

7 comentários:

Edilvo Mota disse...

Perfeita a abordagem.

Clara, serena e contundente.

Aristeu disse...

Contundente rima com Alessandre.

Anônimo disse...

incrivel né...o vice prefeito luta contra o que é melhor para a população. conheço esse tipo...ruim. araguari era uma cidade boa de se morar...mas com atual administração tudo mudou...é uma bauburdia total. vamos ver o que vai se tornar nossa querida cidade até o fim do mandato desses...ah sem comentarios.

Anônimo disse...

Só queria saber porque não divulgam o documento que os vigilantes protocolaram mo MP onde a secretária Sandra fala em nome do prefeito e do secretário conhecido como o secretário autoritário SR Paroneto para não fechar o restaurante napolitano
Fora Paroneto

Anônimo disse...

Nada será mostrado....Melhor nada que um bom advogado bem pago não converta.
A secretária Sandra que ainda vai sair ferida nessa história. Ficará a palavra dela contra as do chefe e da adjunta.
E aí....coitadinha!... Se depender do vice-prefeito , alguns vereadores e do advogado braço direito do prefeito e amigo do secretário da saúde ela que é somente povo, vai estar sozinha!
Mas uma coisa é certa: ela fez o que devia ter feito. Parabéns pela dignidade. Ela pode sofrer, mas Deus com certeza anotará em seus anais tamanha prova de desconsideração.

Anônimo disse...

já se fala nos bastidores sobre o que a secretária Sandra esta sofrendo , e ontem um passarinho me contou como estava na secretaria de saúde e escutou o tom de voz mais alta que se podia ter dentro da secretaria pelo secretário conhecido como o autioritário PARONETO, eu eim

Anônimo disse...


Faust Régis
ESCLARECIMENTO:

Tem algumas pessoas dizendo por aí que eu tenho andado atrás
de pessoas dentro da administração para que ocupe cargo de
confiança neste governo.

1o. - Eu sou concursado no Município e Estado;
2o. - Não preciso disso na minha vida;
3o. - Não tenho compromisso algum com este governo;
4o. - Não tenho interesse algum em fazer parte deste governo;
5o. - Inventem outra mentira, pois esta não cola mais;

Esse governo, na minha opinião, não tem mais credibilidade,
tem revelado incompetência, desrespeita a cidade e seus cidadãos
e não assume as suas responsabilidades como eu esperava...

CONCLUSÃO: Que se lixe esse governo e todos mais que ficam por
ai falando tanta bobagem a meu respeito.