quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Na marca do penalti?!


Comenta-se estar próxima a exoneração do Secretário de Saúde, Alfredo Paroneto. O principal motivo seria o desgaste provocado pela possível interferência do secretário no trabalho da Vigilância Sanitária. Há informações de que ele tentou impedir a autuação e interdição cautelar do Restaurante Napolitano, localizado no centro da cidade.

Indícios desse desgaste foram vistos em várias mídias nos últimos dias.

A coluna Radar, Gazeta do Triângulo, edição de ontem, por exemplo, noticiou que:
SERÁ? 

Rumores dão conta de que o governo Raul Belém (PP) pode sofrer a sua primeira baixa nos próximos dias em relação ao quadro do governo municipal.
Além disso, a jornalista Leilamar Costa, após entrevistar o Promotor de Justiça Valter Shigueo Moriyama, na Rádio Alternativa FM, afirmou ontem nas redes sociais que:

o promotor disse que existem provas documentais de secretário de saúde e sua adjunta teriam interferência para não interditar restaurante... afirma que tudo será encaminhado à procuradoria de justiça e que se comprovado pode ter desdobramentos sérios tipo perda de mandado (se revestido de mandato eletivo) e demissão sumária (de ocupantes de cargos públicos).
Aguarda-se para hoje, na Rádio Vitoriosa, outra entrevista com o mesmo promotor.
Ainda a respeito do assunto, recebemos ontem à tarde o seguinte email:

a imprensa foi chamada a Promotoria onde eu estava todos lá pode acompanhar a entrevista do Promotor a imprensa;Promotor pediu a cassação do secretário de saúde Dr.Alfredo Paroneto por ação administrativa e criminal por impedir o fechamento do Restaurante Napolitano.Onde no local tem ratos e alimentos misturado com produtos de limpeza.O promotor classificou a ação do Secretário como Criminosa e com sérios prejuízos a cidade,o mesmo tem provas contra o secretário,gravações e documentos.Amanhã a entrevista será veiculada na Rádio Araguari Vitoriosa e Tv Vitoriosa, os únicos presentes na coletiva de imprensa!!!"

Pitaco do Blog

Há vários pontos a serem comentados sobre esse assunto. Obviamente, não é possível esgotá-lo num só post. Por ora, abordo quatro aspectos.

Primeiro, o Ministério Público, sozinho, não pode cassar ou demitir um agente público de qualquer dos Poderes. Pode, isto sim, recomendar que o município adote alguma medida de interesse público ou pedir a punição criminal e cível dos envolvidos via processo judicial.

Segundo, se confirmada, a atuação do secretário de Saúde foi simplesmente desastrosa. Não se pode admitir ingerência política ou pessoal na atuação dos fiscais de qualquer área, sobretudo partindo de quem tem o dever de zelar pelo controle sanitário (que também faz parte da saúde pública). Os fiscais, por definição, devem ter autonomia funcional no exercício de suas funções. Devem ser concursados e bem remunerados, justamente para evitar esse tipo de pressão.

Terceiro, independente do desfecho desse caso, fica claro o erro político cometido pelo prefeito Raul Belém. A nomeação de Alfredo Paroneto sempre foi visto com restrições. Nem tanto técnicas, mas principalmente políticas. Era certo que ele iria enfrentar rejeição no meio da sociedade e, principalmente, dentro da própria Secretária de Saúde. Logo, o governo está colhendo aquilo que plantou.

Quarto, do ponto de vista administrativo, cabe ao governo Raul Belém determinar uma imediata apuração dos fatos, sob pena de ser também responsabilizado por omissão. Vale lembrar que a eventual exoneração do secretário independe do resultado dessa apuração, uma vez que o cargo por ele ocupado é de confiança (não é preciso indicar os motivos para exonerár). Ressalte-se, por fim, que, historicamente, os governos do município não têm o costume de "cortar na própria carne". Os casos do "marmitex/mamógrafo" e dos "eucaliptos", ocorridos no governo Marcos Coelho, comprovam essa espécie de condescendência com ilegalidades.

30 comentários:

Aristeu disse...

Alimentos guardados com material de limpeza podem ocorrer facilmente e não é motivo de nenhum escândalo. Quanto aos ratos eles tem o hábito de ir e vir por onde queiram. Seu ambiente, mesmo que bem cuidado, poderá sofrer uma visita deles indesejada e, há quem diga, que pessoas os transportam nos bolsos e os abandonam onde conveniente. Tudo isto são ilações. Eu fui proprietário de uma padaria e, minha vizinha, criava galinhas. Não dava conta da mosquitada que "pulava" o muro e outros odores que foi necessário pedir licença e tentar melhorar o quintal dela para que meu comércio não fosse prejudicado.
A propósito o Zezinho sempre privou pela higine, na década de 70, quando trabalhei pra ele. Muito enjoado por sinal.

Anônimo disse...

Outros escândalos estão por vir serão criados mais 6 cargos de subsecretários no valor de 5.727,78, uma vergonha....além de cargos de Assessores Especiais do Prefeito e do Vice com o salário de 3.750,00 R$, e ainda administrador do cemitério com salário de 3.500,00
Resumindo todos estes projetos de lei estão em trâmite na Câmara de Vereadores e sua aprovação é iminente.

Anônimo disse...


Segundo documento protocolado no Ministério Público diz o seguinte
Informamos que em reinspeção sanitária no estabelecimento self- service na praça Manoel bonito 142 as irregularidades etc foi verificado e relatados além de vestígios de presença de roedores etc . Diante dos fatos a equipe de vigilância entendeu que deveria fazer a interdição do local ate que fossem sanadas todas as irregularidades etc . Mas foram surpreendidos por um telefonema da secretaria Sandra 34 88468600 que não deveria efetuar a interdição que o Secretario de saúde resolveria o caso. onde solicitaram a ordem por escrito porem foi dito
pela secretaria Sandra que o secretario de saúde disse que quem estaria descumprindo as normas seria ele o Secretario e o prefeito e não os fiscais.E finalizaram estamos a disposição para mais esclarecimentos e apresentação de documentações se necessários.

equipe de inspeção dos vigilantes sanitários.

Anônimo disse...

já se sabe que os vigilantes protocolaram documentos no ministério público onde tem ordem do secretario de saúde para não interditar estabelecimentos usando ate o nome do prefeito.

Paulo disse...

Este Secretário de Saúde e sua adjunta estão no lugar errado pois tratam as pessoas de qualquer jeito fora com eles prefeito já deu tempo para ver que eles não servem para a cidade

Paulo disse...

Este Secretário de saúde e sua adjunta nem deveriam ter assumidos e sim sumidos de araguari pois tratam não só os funcionários com desrespeito mas também os que mais precisam da área da saúde e só para lembrar quem elegeu o prefeito foi o servidor municipal

Edilvo Mota disse...

É preciso sempre prudência para evitar pré julgamentos contra pessoas e instituições. A empresa tem amplo direito de defesa e o benefício da dúvida no contraditório.

Deste episódio, resta lamentar a suposta tentativa de ingerência superior no trabalho dos fiscais sanitários, que possuem autonomia funcional, na forma da lei.

Nem o gestor do SUS, nem o prefeito têm o direito de interferir; logo, caso tenha de fato ocorrido, o fato caracteriza gravíssimo desvio de conduta.

Sintomaticamente, o excesso de vereadores se envolvendo no episódio dá bem o tom de o quanto é difícil aplicar a lei neste país.

Adriano disse...

Aristeu, para com isso, prefiro mil vezes ter noticias como estas que este pessoal "está trabalhando (VS)" do que fulano e siclano "são bacanas, exigentes, enjoados" isso não é qualidade é obrigação, poxa vida, depois destas reportagens se nao for feito alguma coisa VOCE ou quer que seja, NÃO comeria lá sossegado. Ele que dê exemplo (estabelecimento) de ser o mais aciado e cumpridor de suas obrigações ainda mais pelo preço que cobra(que é caro), isso tudo é só pra fazer o velho ditado...
...passado de mulher e cozinha de restaurante se voce conhecer....

Paulo disse...

Acredito que vai dar em pizza pois quem vai querer tirar o secretário de saúde e sua queridinha adjunta pois são elite e parece que o prefeito esqueceu que os vigilantes são funcionários da prefeitura que deveriam ser parabenizados pelo seu trabalho pois estão pensando no bem estar das pessoas.

Anônimo disse...

VAI PRA CASA PARONETOOO

Anônimo disse...

Depois que li a segunda postagem anonima de como foi que tentaram parar o pessoal da Vigilancia Sanitaria de INTERDITAR é que me veio na cabeça uma coisa que acho que mtos não virão. O dono do restaurante Napolitano o Sr.Zezinho,é da mesma igreja do Prefeito e ta ai mais um motivo para a não interdição do local. Agora queria saber se o senhor secretario será q o mesmo não teria nenhuma participação nos lucros do restaurante tbem? Já que o secretario é dono de mta coisa dentro e fora da cidade ex. uma lavanderia que lava as roupas de hospitais de outra cidade e quem sabe será que não lava roupa de algum hospital daqui de araguari tbem não?? Por mim o atual secretario deveria já ter deixado o cargo a mais tempo igual ele deixou de ser candidato a Prefeito na eleição passada,ppois a cidade inteira sabe e tbem as cidades vizinhas que o Secretario o Tal DR. Não ganha nem pra presidente de bairro.

garliene arts disse...

Anônimo 21 de fevereiro de 2013 10:51

Sua denúncia é grave, tire cópia do recibo de salário do qual faz a denúncia e pública aqui..assim todos podemos acompanhar a veracidade da denúncia.

Anônimo disse...

Eu acho um absurdo vereadores, secretários e prefeito interferirem nessa situação. A lei está para ser cumprida e ponto! Se os estabelecimentos estão irregulares, que se deem um tempo para a adequação. Mas interferirem para amenizar a aplicação das leis é ilegal. É o mesmo caso dos trabalhadores na fazenda do Ex prefeito marcão, que foram em uberlandia no MT pra abrandarem a punição da lei. O Brasil só vai pra frente quando esses ratos deixarem o poder. Precisamos sim de gente séria, idonea nas adm publicas.

Anônimo disse...

Eu acho um absurdo vereadores, secretários e prefeito interferirem nessa situação. A lei está para ser cumprida e ponto! Se os estabelecimentos estão irregulares, que se deem um tempo para a adequação. Mas interferirem para amenizar a aplicação das leis é ilegal. É o mesmo caso dos trabalhadores na fazenda do Ex prefeito marcão, que foram em uberlandia no MT pra abrandarem a punição da lei. O Brasil só vai pra frente quando esses ratos deixarem o poder. Precisamos sim de gente séria, idonea nas adm publicas.

Juliana enfermeira(concursada) disse...

Sr prefeito era o senhor que ia valorizar o funcionarão público e agora o secretario de saúde junto com sua adjunta tratam eles do jeito que lhes convém , este secretario tem que sair e junto com ele a sua adjunta.

Aristeu disse...

Adriano, não entendi com o que devo parar. Se você verificar o meu texto verá que depois que eu disse algumas teorias eu acrescentei: "Tudo isto são ilações", ou seja especulações minhas. A seguir relatei o que vivi, tanto como proprietário de padaria ou nos tempos de balconista do Bar Napolitano. Estou longe de Araguari, mas se tal restaurante de grande porte for fechado é de se dar os parabéns à fiscalização, principalmente se continuar neste grande propósito. Tomara que sobre o Arafrangos, pois adoro almoçar lá.

leidy disse...

excelente ação da vigilancia e deste promotor araguari precisa crecer,melhorar ja chega de pagarmos por um alimento sem se quer saber a procedencia se e ou não o que aparenta

Anônimo disse...

Por partes:
Primeiramente o erro deve se analisado desde à época de Iara Borges, que foi a gestora que recebeu o comunicado das adequações necessárias, com prazo de 6 meses para a VISA visitar, educar e orientar comerciantes. A ex- secretária ( aquela do mamógrafo, lembram?) não tomou qualquer medida e no fim do prazo de seis meses, como não educaram nem orientaram, o governo Marcos Coelho mandava o Ronaldo Cesar na Ràdio, dizer que a culpa era do Estado não da prefeitura.
O problema pasoou, graças a inanição da secretária das CLIs para Iolanda, sua cupincha, que todos sabemos, ordenou aos agentes da Visa que não se fizesse vistorias, pois estavamos em épocas de eleição e isso prejudicaria Marcão. Ora, nessa époc anão houve escandalo, afinal O coordenador da Visa era cargo de confiança do Marcão, indicado pela Iolanda.
Se na época todos sabiam da ingerência da IOIO, por que o promotor não fez esse alvoroço todo? Será que o promotor é 15? Dois pesos, duas medidas. não defendo a atitude do Dr. Paroneto, se comprovada, entretanto, por que o mesmo tratamento não foi dado à Iolanda?
E enquanto o Executivo mede forças com o Judiciário e vice-versa, quem pagará por tudo isso? Quem será o maior prejudicado? Minha opinião é que se for para caçar bruxas que se comece por quem iniciou o erroe foi inanimada com a situação.

Anônimo disse...

A questão é, irregularidades existem nestes locais e a população corre risco. Presença de roedores e baratas onde alimentos são armazenados, bem como alimentos misturados com produtos de limpesa é sinônimo de falta de higiene e descaso com cliente , sim ! Estes animais tem como e devem ser eliminados com segurança. Isto nao é comum em lugar nenhum que se preze pela higiene. O erro da vigilância foi nao ter interditado há mais tempo. Isto tudo é uma vergonha ... Mas antes tarde do que nunca!
Fica também uma pergunta. Por que o prefeito e o secretario de saude estão se doendo somente por este restaurante e nao também pelos outrs estabelecimentos interditados? A lei é para todos. Que fique a lição .

Anônimo disse...

só me responde uma coisa, como um restaurante interditado continua a servir refeiçoes para funcionarios, como o que foi denunciado por funcionarios do pronto socorro. pode isso? na outra gestao nao podia cancelar o contrato porque o restaurante era do primo do prefeito e agora qual o motivo. se esta interditado nao pode servir mais, ou se nao os que estai interditados tambem podem começar servir quentinhas com as portas fechadas. por favor me expliquem.

Anônimo disse...

Parece que não e só ele que vai para casa, segundo se escuta na cidade o clesio e o ólirio estão Com a cabeça a prémio, por conta de irregularidades do carnaval

Anônimo disse...

UMA HORA É PARENTE OUTRA HORA É PÁ DE GENTE TA DANADO

Anônimo disse...

Dois pontos para a promotoria só no começo de 2013.
1º: a retirada do carnaval da Av. Theodolino, o que resultou em menores danos ao patrimônio público e mais facilidade no trabalho policial

2º: o pedido (em favor do bem estar da população) de exoneração do secretário de saúde que deixa claro sua ingerência com a coisa pública.

Parabéns aos promotores

Anônimo disse...

É Aristeu, lendo o seu comentário do dia 21 penso: Se ainda estivesse no ramo de alimentos, provavelmente seu estabelecimento seria interditado. É difícil atender as exigências? Pode ser. Mas hoje temos regras que devem ser cumpridas. Do contrário, trabalhe com outra atividade.

Não é porque existe "lixo"* espalhado por toda parte que devemos nos acostumar com ele. Temos que nos indignar. Não podemos Achar NATURAL, CORRIQUEIRO.

*uso aspas pra não me limitar à sujeira do restaurante, ampliando o termo a uma série de degenerações em nossa sociedade, sobretudo, à atos como o do sr. secretário de saúde de Araguari.

Anônimo disse...

Com relação às reflexões sobre os interesses da atual gestão em oposição à anterior penso o seguinte:

1º: o mais importante é que a lei se cumpra em benefício geral da população, e não de interesse de grupos privilegiados;

2º: se ocorreram desmandos no passado, eles devem ser apurados ainda hoje. Tem sempre muita gente "pagando de bom moço";

3º: uma ação errada e ate criminosa no passado não deve servir para justificar outras da mesma natureza no presente.

Enfim, temos que presar pela coisa certa daqui para a frente. Do contrário, - sobretudo tendo em vista a história nada gloriosa e muito imoral da política brasileira -, estaremos fadados a um futuro de invariável desmando e corrupção.

Parabéns ao promotor Walter e aos fiscais de saúde.

O desfecho deste episódio em algumas semanas será um bom indicador dos rumos da atual gestão (Raul Belém). Resta-nos saber se o sr. prefeito Raul Belém teme pelo seu cargo ou acredita ser inatingível. POIS, NO FINAL, A RESPONSABILIDADE É, SOBRETUDO, DELE.

Estaremos de olho.

Anônimo disse...

Gostaria de fazer uma simples pergunta a População de Araguari: Quem é que gostaria que o secretario de saúde Dr. Alfredo Paroneto continuasse no cargo??

Anônimo disse...

É meu caro Aristeu, ainda bem que vc abandonou sua Padaria, e o Zezinho do Restaurante Napolitano te demitiu, e o Arafrangos também foi interditado,porque vc com esta mentalidade de achar que ta tudo normal, será que ta tudo normal com vc? ou é melhor rever teus conceitos sobre higiene.

Anônimo disse...

Respondendo a pergunta do anônimo do dia 22, acho que ele e a corriola dele apenas ainda querem que ele fique, mas os outros milhares de Araguarinos querem ver ele bem longe da nossa saúde... Ele não entende nada de administração pública.

Anônimo disse...

Esse promotor não quer se candidatar a prefeito não?

Anônimo disse...

FICA FRIO GENTE ESPERA DR PARONETO PREFEITO DE ARAGUARI 2016 NAO ADIANTA FORCAR BARRA CONTRA O CARA É BOM