quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Comercialização ilegal de túmulos no Bom Jesus será investigada



O vereador Carlos Machado defendeu investigação sobre a venda ilegal de espaços no Cemitério do Senhor Bom Jesus. Abre aspas para ele em entrevista ao Gazeta do Triângulo:

“Essa situação sempre me preocupou muito, pois ouvimos sobre a existência desse mercado clandestino de túmulos dentro do cemitério Bom Jesus. Acredito que a identificação dos servidores municipais com uniformes e crachás, poderia ser importante para evitar que terceiros circulem dentro do cemitério e, como se fossem servidores, abordem os visitantes e ofereçam este tipo de negócio. Outro fato que chama nossa atenção é que famílias de pessoas sepultadas no Bom Jesus, às vezes não conseguem encontrar o túmulo de seu ente querido. Recebi a confirmação do secretário que se comprometeu e irá apurar essa possível irregularidade tomando providências para que isso, caso seja real, não ocorra mais".

Clique aqui e leia direto na fonte.

Pitaco do Blog

Esta investigação é extremamente necessária. Há muito tempo estamos sendo vítimas desse tipo de irregularidade no Cemitério do Senhor Bom Jesus.
No governo anterior, uma fonte nos informou que a cobrança de propina (não tem nome melhor do que esse) era comum. Havia, segundo ela, um esquema de corrupção, com o "lucro" sendo partilhado entre os envolvidos, envolvendo "gente graúda".
Já no governo atual, o próprio Secretário de Obras, José Radi Neto, reconheceu que o Cemitério possui mais pessoas enterradas do que o permitido. Implicitamente, disse que foram vendidos mais espaços do que os regularmente disponíveis.
Nesse contexto, só podemos elogiar os questionamentos feito pelo vereador. Tomara que mais essa investigação não termine em pizza. Afinal, é lamentável que pessoas possam se aproveitar da dor pela perda de entes queridos para praticar atos de corrupção.

Um comentário:

Aristeu disse...

Até onde reinam os mortos há gente viva, espertalhona...