terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Terra Arrasada e Ilusionismo


Se os políticos araguarinos não existissem, precisariam ser inventados. O mundo não teria graça nem desgraça sem eles. Sobretudo, aqueles que se utilizam de emissoras de rádio para alavancar carreiras políticas.
Hoje, ouvi o radialista Carlos Machado, na rádio Onda Viva, questionar a qualidade da obra da Policlínica. Após falar de rachaduras na edificação, fez um paralelo com outra unidade de saúde, afirmando que foi feito um verdadeiro terrorismo com o prédio do Hospital Municipal. Na visão do radialista, o HM teria perfeitas condições de funcionar.
Penso que a utilização de veículos de comunicação social para reverberar picuinhas políticas não é recomendável. Em vez de criticar as instalações da Policlínica, o radialista, que também é vereador, deveria usar a tribuna da Câmara para denunciar essas falhas, encaminhando denúncia aos órgãos competentes.
Quanto ao Hospital Municipal, a opinião do vereador-radialista está totalmente fora de sintonia com a realidade. As irregularidades ocorridas na obra foram constatadas pelo governo federal em auditoria realizada no município. Trata-se, portanto, de uma constatação técnica. Não política. Tais falhas causaram um grande prejuízo ao município (mais de quatro milhões de reais). Por causa disso, os responsáveis, entre eles, o ex-prefeito Marcos Alvim, estão sendo processados administrativa e judicialmente.
Essa fuga da realidade, além de fomentar as tais picuinhas, traduz, em certa medida, o pensamento político do atual governo. Influenciada e integrada por apoiadores do ex-prefeito Marcos Alvim, a nova gestão tenta passar para a população a ideia de que tudo que foi feito pelo anterior governo é imprestável. Por pertencer à base aliada do atual governo, o radialista-vereador apenas reproduziu esse pensamento. Espera-se que os defensores da nova gestão não passem os quatro anos falando da terra arrasada e fazendo ilusionismos. Araguari não merece isso de novo.

10 comentários:

Edilvo Mota disse...

Lamentável.

Provavelmente, o pior está por vir...

Anônimo disse...

Quero ver a atuação desses vereadores analfabetos. Zé Miranda e Carlos Machado serão os campeões de pérolas. Quanta coisa bizarra eles farão...Pensar que um analfabeto desses ganha uma fortuna é pra deprimir qualquer batalhador que estuda, trabalha, estuda, trabalha e não consegue nada na vida!

Anônimo disse...

Agora entende a historia da familia 11 ,hoje na secretaria de saude teve festinha de aniversario do secretário de saúde, tortinha e parabéns na sala fechada so pro dr paroneto, dra fernanda debs e meia duzia de mais intimos. Parece que nao mudou nada

Anônimo disse...

um monte de gente da santa casa nomeada na secretaria de saude, virou anexo

Anônimo disse...

até agora as grandes realizações do dr Paroneto na saúde foi suspender fisioterapia, dimunir o número de guia, negar ambulância para dois pacientes inclusive uma grávida, fazer festinha vip de aniversário na sala dele e encher a secretaria de cupichas da santa casa, até a ex-secretária e amante, grande renovação

Anônimo disse...

Paty Paty

PQ O RAUL JOSE O NOSSO ATUAL PREFEITO NÃO CONVIDOU O LUCIANO MAZAO OU O PAI DELE PARA A SECRETARIA DE SAUDE??????
O POVO QUER SABER????

Curtir · · Seguir publicação · há ± 1 hora

Keylla Cristina Aguiar Paty,eu tinha certeza q o Luciano Mazão iria ser o secretário de saúde!!!Mas a casa ainda está sendo organizada,pq foi dxado pela gestão anterior uma verdadeira baderna!!!A esperança é que a nossa saúde venha a ter prioridade!!Fé em Deus!!

Anônimo disse...

Paty Paty

ACORDA ARAGUARI!!!!
O QUE O NOSSO PREFEITO ESTA ESPERANDO PARA MANDAR O PESSOAL DO COELHO EMBORA E CHAMAR OS AMIGOS E COMPANHEIROS!!!!!!
A CAMPANHA NAO ACABOU!!!!
OK .....
FALO EM NOME DO POVO!!!!!

Anônimo disse...

ontem na câmara o secretário da saúde dr paroneto mentiu quando respondeu pra vereadora Eunice, ele falou q tinha liberado guia de fisioterapia dia 7 de janeiro, mais só foi liberado no dia 21, a coisa vai mau na saúde

Edilvo Mota disse...

Se esta informação acima tiver fundamento, há três fatos graves a considerar:

1º) o secretário (o governo) teria faltado com a verdade, na tribuna da câmara;

2º) as empresas prestadoras de serviço terão prejuízo no mês de janeiro, visto que terão seu faturamento reduzido em, digamos, 70% enquanto seus custos operacionais serão os mesmos;

3º) poderá ter ocorrido um espécie de "economia" de recursos, à custa da negativa de atendimento à população.

Fatos a serem averiguados pela Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Araguari.

ROSEVANE disse...

CONCURSO PUBLICO JÁ!