sábado, 24 de novembro de 2012

Inversão de prioridades ou privilégio?

O prédio do Pronto Socorro Municipal (PSM) foi derrubado para dar lugar a uma futura Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Enquanto isso, o município continua alugando imóveis para uso das diversas secretárias. Num dos casos, na própria Pasta da Saúde, o aluguel é pago a uma cunhada do prefeito Marcos Coelho. Um dos motivos alegados para a derrubada do prédio do PSM era a falta de acessibilidade aos usuários (deficientes físicos). Será que a casa da cunhada do prefeito atende a todos esses requisitos de acessibilidade?
Vejam o extrato do contrato publicado no Correio Oficial do Município:
"CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 308/2012
DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº. 24/2012
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAGUARI - CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 308/2012 - DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº. 24/2012 - Objeto: Locação do imóvel situado à Rua Manoel Cruz Póvoa, nº. 100, Bairro Industrial, CEP: 38442-024, nesta cidade de Araguari - MG, destinado a abrigar as instalações do centro de saúde mental e do centro de psicologia, pelo prazo de 12 (doze) meses. Contratante: Município de Araguari - Contratada: Mariantonia Luiza Póvoa Guimarães - Valor: R$ 44.160,00 - Prazo: 12 meses - DO: ( 2 0 1 2 0 5 1 1 ) 02.01.22.10.122.0093.2116.33903614 (Fundo Municipal de Saúde).
Araguari - MG, 03 de agosto de 2012
Dejair Flávio de Lima
Secretário Municipal de Administração"
Fonte: http://admin.araguari.mg.gov.br/jornal/7e7757b1e12abcb736ab9a754ffb617a.pdf

6 comentários:

Edilvo Mota disse...

Justiça se faça: esse imóvel foi alugado para acolher o Centro de Saúde Mental e Psicologia, ainda na gestão Marcos Alvim; salvo engano em 2006 ou 2007.

Não. O imóvel não atende a todos os requisitos de acessibilidade.

Antonio Marcos de Paulo disse...

Caro Edilvo, o imóvel já é alugado há um certo tempo. Até falei sobre isso aqui. Mas, o assunto merece algumas reflexões.
Primeiro, ao assumir a Prefeitura, uma pessoa minimamente ética prorrogaria esse contrato de aluguel?
Segundo, ao tomar a decisão sobre a demolição do PSM foi considerada a economia que poderia ser feita colocando ali alguns órgãos situados em imóveis alugados?
São essas algumas das reflexões que faço acerca do assunto.

Edilvo Mota disse...

Você está certo, meu caro Antônio Marcos. Apenas pontuei a questão do aluguel em época anterior para que nenhum abilolado rebata na tecla de que você "persegue o governo".

De mais a mais, essa mamata de aluguel é tradição. Em abril/2006 foi solicitado à Prefeitura reajuste do aluguel do imóvel onde funcionava (e ainda funciona) a secretaria de saúde. Recebi da secretaria de Administração (responsável pelas locações) termo aditivo ao contrato de locação, aumentando o valor do aluguel de R$ 3.500,00 para R$ 6.000,00 mensais. Manisfestei minha oposição ao aumento, considerando as precárias condições do prédio (que persistem até hoje), além da falta de um laudo de avaliação. Inobstante minha posição, a secretária de administração bancou o aumento, com aval do prefeito.
Assim toca a banda. E assim vemos minguar os parcos recursos públicos.

Edilvo Mota disse...

O prédio em questão (sede da secretaria municipal de saúde) pertence a um grupo de médicos.

Que, claro, não gostaram da posição do secretário...

Aristeu disse...

Saúde Mental e Psicologia? Por isto que a Prefeitura é LOUCAdora.

Anônimo disse...

hum... continha básica: R$44.160/12=R$3680,00. Aluguel caro hein???