quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Resultado das eleições preocupa o Tazzari Group

Alexandre Fedeli, representante da marca italiana, veio a Araguari consultar sobre a manutenção dos compromissos firmados pelo Prefeito Marcos Coelho para instalação em Araguari da fábrica de carros
 Procurador Geral do Município Dr. Leonardo Henrique, representante da montadora, Alexandre Fideli, Secretária de Desenvolvimento Econômico Tereza Griep e Vereador Giuliano Tibá
 Procurador Geral do Município Dr. Leonardo Henrique, representante da montadora, Alexandre Fideli, Secretária de Desenvolvimento Econômico Tereza Griep e Vereador Giuliano Tibá

 O representante do Tazzari Group (fabricante de carros elétricos) que pretende se instalar em Araguari, Sr. Alexandre Fedeli, veio a Araguari nesta semana para examinar possíveis influências do resultado das eleições locais na concretização do empreendimento, que depende da manutenção dos compromissos já assumidos pelo Prefeito Marcos Coelho e pelo Governo do Estado.

Alexandre Fedeli quis saber especialmente sobre a manutenção dos compromissos intermediados pelo Prefeito Marcos Coelho junto às autoridades estaduais Dorothea Werneck, José Frederico Álvares e Ismael Vilas, respectivamente Secretária de Estado de Indústria e Comércio, Presidente e Diretor do INDI/MG, com ênfase na manutenção dos incentivos fiscais que proporcionem carga fiscal menor ou, no mínimo, igual à oferecida pelo Estado de Goiás, além de total apoio da Administração Municipal.

O Prefeito Marcos Coelho insistiu na manutenção do projeto, dizendo que seu Governo acaba, mas a cidade não pode parar e seu potencial econômico continua cada vez mais forte. Alexandre Fedeli disse que vai procurar o Prefeito eleito Raul Belém para poder decidir sobre a continuidade do empreendimento.

O Vereador Giulliano Tibá, que foi o responsável pela vinda de Alexandre Fedeli e do Tazzari Group a Araguari, participou da reunião e garantiu que a Câmara Municipal mantém total apoio ao empreendimento, acreditando poder dizer em nome dos futuros companheiros de Legislativo que a Câmara vai manter seu apoio à implantação da montadora de carros elétricos em Araguari. 

Transcrito do Correio de Araguari, 11/10/2012

Pitaco do Blog

Primeiro, espero que essa carta de intenções seja verdadeira e que realmente haja o interesse de a empresa se instalar em Araguari. É que não se pode confiar integralmente em notícias veiculadas em períodos eleitorais. Muitas promessas são feitas apenas para enganar os eleitores.
Dito isso, considerando-se concreta a proposta da empresa, entende-se que o novo prefeito tem o dever de dar prosseguimento às tratativas junto ao governo estadual no sentido de obter os incentivos necessários à instalação da empresa. Vale lembrar, neste ponto, que o tempo empresarial é diferente do tempo político. Se o governo de Minas agir com a lentidão e má vontade costumeira, Araguari corre o risco de perder esse e outros empreendimentos para o estado de Goiás, que tem uma forte política de atração de investimentos.
A propósito, numa rede social, há informação um pouco diferente da veiculada pelo Correio. Afirma-se que o novo prefeito já entrou em contato com o representante da empresa, assegurando que adotará as medidas necessárias à instalação da fábrica. Há ainda uma interessante notícia de que o prefeito Marcos Coelho será presentado com o primeiro veículo a ser fabricado na cidade.

3 comentários:

ELTON disse...

Vamos esperar que tudo se concretize e que tenhamos sim esta montadora que começará a dar empregos aqui na cidade.
Tudo conversando que se entenderão .

Jose Flavio de Lima Neto disse...

Esse jornal juntamente com essas Autoridades ainda continuam a alfinetar o Raul. Nas entrelinhas pode-se depreender que há alguma situação não esclarecida em torno dos documentos que foram produzidos entre as partes o Município de Araguari, a montadora e os representantes do Estado de Minas Gerais.

Edilvo Mota disse...

Como mero cidadão penso que, havendo viabilidade e legalidade na proposta da montadora, é claro que o prefeito eleito terá interesse em dar prosseguimento às tratativas.

Em ocorrendo o empreendimento, sugeriria à montadora que, acaso pretenda presentear alguem com um de seus carros elétricos, que promova um sorteio entre aqueles cidadãos araguarinos que, comprovadamente, ainda não possuem automóvel. A responsabilidade social de qualquer empresa deve falar mais alto que paparicos a políticos (seja lá quem for).

Ademais, em tempos de Mensalão convém, doravante, prudência a empresas e gestores públicos em suas relações.