quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Centro de Saúde do bairro Amorim é arrombado


Foto: Gazeta do Triângulo
Mais um prédio público é arrombado na cidade
Foto: Gazeta do Triângulo

LUIZ MUILLA, Araguari - Na madrugada de ontem, 9, o Centro de Saúde do bairro Amorim, na rua Coromandel, foi alvo de ataque criminoso. O local teve a porta principal arrombada e uma grade danificada, sendo furtado um aparelho televisor de 50 polegadas com o controle remoto, que se encontrava na parede da recepção.

Funcionárias do estabelecimento foram comunicadas dos fatos por vizinhos, uma vez que o alarme havia disparado. No entanto, houve tempo suficiente para a consumação do delito. Uma machadinha utilizada no arrombamento foi deixada para trás.

O mesmo centro de saúde foi vítima de furto em outras oportunidades, assim como vários órgãos públicos. Casos como o de ontem ocorrem com frequência em Araguari.

A Polícia acredita que o referido furto tem ligação com usuários de drogas. Eles repassam o produto para traficantes em troca de entorpecentes.

Até o fechamento desta edição ninguém havia sido preso.

Transcrito do Gazeta do Triângulo, 10/10/2012.

Pitaco do Blog

Vale aqui o que já falei em outros posts semelhantes. Onde estão os vigilantes dos prédios públicos? Por que a  Prefeitura não contrata empregados na área de vigilância? Não existem contratos de vigilância para esses prédios?
Antigamente, os espaços públicos eram melhor cuidados. As praças, por exemplo, eram vigiadas por empregados da Prefeitura. Eram espaço de convivência. Hoje, se tornaram área de tráfico de drogas e de residência de "moradores de rua". 
Quando o poder público não cumpre o seu papel, a população acaba sendo a maior prejudicada. Seja pelos prejuízos causados com esses roubos, seja pela impossibilidade de uso de espaços que deveriam ser públicos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ei, Edilvo Mota cade voce? to com saudades das suas postagens.GOSTARIA DE SABER SUA OPINIAO. QUE SEMPRE FOI MUITO IMPORTANTE NESTE BLOG

Edilvo Mota disse...

Prezado(a) anônimo(a), tô por ai, tocando a vida.

Agradeço a gentileza. Este é um caso típico de vandalismo, infelizmente cada vez mais comum.

A presença física de vigilante talvez inibisse ou impedisse o ato. Porém, cabe à Secretaria de Administração prestar esclarecimentos, visto tratar-se de atribuição sua a administração do próprio municipal.

Imagino que seria de bom tom algum esclarecimento a respeito.

Saudações...