sábado, 22 de setembro de 2012

Salários, Mentiras e Cara de Pau.


Wellington Colenghi*

    Em entrevista à Rádio Vitoriosa, no programa "Manhã Vitoriosa", o vereador Luiz "Porcão" falou sobre o possível aumento de subsídios de prefeito, vice, secretários municipais de governo e vereadores. A justificativa do nobre edil - que, aliás, sempre foi aliado do atual prefeito - é que o aumento seria necessário, pois, sem ele, seria impossível melhorar as condições salariais dos médicos servidores do município e dessa forma, com o que se paga atualmente, não haveria interesse da classe em prestar serviços ao município.
    Um ouvinte fez uma colocação que achei interessante e sem dúvida salutar. Perguntou se o vereador acha justo aumentar os subsídios, enquanto o funcionalismo está há seis anos sem aumento. O vereador concordou que realmente os servidores do município estão com salários defasados e que mereceriam ganhar melhor. Entretanto, segundo o legislador, a iniciativa de revisão de planos de cargos e salários não cabe ao Legislativo e deveria partir do Executivo. BINGO!
    Ora, então no meu ponto de vista, a justificativa de aumento dos subsídios dos cargos políticos caiu por terra. Mesmo se aumentarem estes vencimentos, não será possível beneficiar apenas a classe médica, seria ilegal. Seria necessário para isso, realizar a revisão de plano de cargos e salários de todas as categorias e não apenas dos médicos.
    Partindo desse raciocínio, é fácil perceber mais uma artimanha daqueles que acham que irão se eternizar no poder, como os atuais secretários que já defendem o aumento. Sabemos que Marcos Coelho não realizou a revisão de plano de cargos e salários e que servidor nunca foi prioridade em seu governo. A justificativa de que estão articulando é apenas uma manobra para rechearem mais ainda seus bolsos, pois ninguém, além deles próprios, serão beneficiados. O próprio vereador atribuiu a falta de revisão do plano de cargos e salários ao chefe do Executivo. E se dependermos do atual prefeito para termos melhorias e conquistas, morreremos de fome.
    Mais uma vez, tentam enganar o povo com argumentos pífios. O hilário foi ele tentar convencer o ouvinte de que o prefeito não sabe que o atual projeto tramita no Legislativo Municipal. Obviamente uma medida tão impopular traria rejeição à candidatos, tanto do Legislativo, quanto do Executivo. Talvez por isso, “Porcão”, que não é candidato, tenha ido aos microfones. Se o prefeito não sabe dos projetos, isso eu não duvido. Nosso alcaide já demonstrou desconhecer muita coisa, mas que a maioria do secretariado já sabe isso é fato. Alguns até já defendem o aumento em redes sociais.

    Enquanto isso, o resto do funcionalismo municipal continua esquecido.
  * Funcionário público municipal.

22 comentários:

Luiz Claudio disse...

Eu gostaria de saber se o nobre Edil, fez solicitação via requerimento ao chefe do executivo, pois se o fez, ele esta transgredindo o regimento interno da casa, pois se é matéria de cunho a mexer em onerar o erário público não é competência do legislador,e ele teve bastante tempo pra fazer um pouco o seu dever e obrigação como vereador pra cidade, pois servidor municipal bem remunerado a população agradece, e o prefeito seria visto com outros olhos vocês não acham? Alias o Sr. prefeito tempo atrás disse que não precisa dos funcionários públicos pra se eleger, esta muito enganado .

Anônimo disse...

LUIz Cláudio;
O único vereador à fazer requerimentos em favor do servidor foi o Tiãozinho. Acompanhei de perto a situação e muias vezes Sebastião Vieiera sequer teve resposta do Executivo.
O Chefe do Executivo, sempre acessorado por Levi Siqueira, não fez questão de atender aos funcionalismo, assim como todos os vereadores da base.
Lembro que Levi siqueira tem papel fundamental no processo de pauperização do servidor, pois como secretário de administração, sempre recusou-se à cumprir a lei e fazer a revisão do plano. Infelizmente esse senhor, que abusa da fé e da boa vontade dos outros, irá se eleger.

Anônimo disse...

Doutor Antônio;
Não sei se irá publicar meu comentário já que sua preferência sempre foi fazer política de terra arrasada à um governo que só trabalha. Mesmo se não quiser publicar meus esclarecimentos, peço que analise sua postura.
Primeiramente, o texto sobre aumento de subsídios elaborado por esse servidor público é tendencioso, unilateral e infrutífero. Ora, o prefeito não interfere no Legislativo e essa matéria do aumento é questão da Câmara e o Chefe do Executivo não pode intrometer-se no fato, ou o senhor não concorda?
Uma revisão de Plano de Cargos e Salários nos moldes que pretendem o funcionalismo é impossível devido as limitações e a Lei de Responsabilidade Fiscal, talvez o senhor já tenha ouvido falar dessa lei.
O prefeito inovou e prefere aplicar o dinheiro público de maneira séria em infraestrutura e obras. Será que seria realmente viável aplicar esse dinheiro no servidor, o qual na maioria das vezes é sempre conformado com seu status de concursado? Não é de seu conhecimento que concurso é feito para "acochambrar' serviço? Não é verdade que o pessoal contratado produz bem mais,pois sem estabilidade, assim são obrigados à proceder?
Por sua opinião senhor advogado, sempre mostrando-se como opositor, o senhor é contra melhorias dos salários do médicos, que é o que realmente se pretende com essa medida? Prefere que se beneficie cargos menores, ás vezes até sem necessidade e que deixe os médicos preteridos? Ou será que o senhor não quer um bom atendimento na saúde, que passa pela melhoria salarial dos médicos?
Me responda o que o doutor tem contra nosso prefeito trabalhador, e ainda, qual o motivo de sua parcialidade e simpatia por tipos opositores, ora oriundos do funcionalismo, ora da oposição? Talvez a distância entre brasília e Araguari esteja atrapalhando-lhe o julgamento.

Antonio Marcos de Paulo disse...

Prezado "Anônimo" das 17h51, o seu comentário está publicado. Vou até tentar respondê-lo. Por partes.
Primeiro, não sou doutor. Sou um mero graduado em Direito.
Terra arrasada é a política feita por novos novos governantes quando se referem aos seus antecessores. "Governo que só trabalha" é algo que só existe em ficção. O governo Marcos Coelho está longe de ser trabalhador. Se me disse que trabalha em causa própria ou no interesse da família e dos apaniguados, tudo bem. Eu concordaria.
Terceiro, de fato, o aumento dos salários de agentes políticos para o próximo mandato e legislatura é matéria afeta ao Legislativo. Entretanto, sabe-se que o prefeito tem grande poder sobre os vereadores. Até costumava assistir às sessões da Câmara, numa forma velada de pressionar a sua base aliada. Logo, se o prefeito quiser, pode muito bem influenciar os legisladores, mostrando-lhes a inconveniência desse tipo de aumento.
Quarto, eu não defendo um plano de cargos e salários na forma pretendida pelos servidores municipais. O plano, obviamente, surgiria de um consenso, observando-se a reserva do possível e a legalidade. Acho interessante esse argumento da Lei de Responsabilidade Fiscal ser utilizado somente na hora de conceder aumento aos funcionários concursados. Na hora de aumentar o número ou o salários dos comissionados, por exemplo, essa lei sequer é lembrada.
Quinto, "o prefeito inovou e prefere aplicar o dinheiro público de maneira séria em infraestrutura e obras": sem comentários. Séria é demais para o meu gosto.
Sexto, dizer que servidor concursado gosta de acochambrar não é uma verdade. Ao menos, não se pode generalizar. Existem bons funcionários concursados, assim como existem também comissionados. Servidor precisa ser bem remunerado, motivado e fiscalizados. Só isso.
Sétimo, não sou contra melhorias dos salários dos médicos. Sou contra irregularidades praticadas por alguns desses profissionais no serviço público. Vejo isso no meu dia-a-dia em auditorias. Óbvio, não posso generalizar. Mas esse setor merece ser rigorosamente fiscalizados pelos gestores. Em regra, só se vê omissão das Secretarias de Saúde, que deixam alguns maus profissionais deitarem e rolarem. Por que um servidor público tem que ganhar mais que o prefeito? Qual a lógica disso? Isso não abriria porta para outros profissionais privilegiados no serviço público?
Oitavo, não tenho nada contra o prefeito "trabalhador". Faltou chamá-lo de honesto, como reza a lenda. Tenho, isto sim, contra condutas irregulares. Nada pessoal.
Nono, aproveitando o ensejo, não nutro apreço algum pela oposição. Um grupo não representa uma efetiva mudança. E outro é uma incógnita. Entretanto, vendo as práticas políticas deste país, sou totalmente contra o instituto da reeleição. Logo, por definição, defendo a mudança periódica dos mandatários do país, do estado e da cidade.
Décimo, essa alegada distância de Araguari não me impede de ver o que se passa aí. Modéstia às favas, consigo enxergar algumas "coisas" melhor do que alguns araguarinos residentes. Mesmo não passando 365 dias nessa cidade, sou afetado pelas falhas na sua gestão. Recentemente, perdi um ente querido na fila do Pronto Socorro. O que você, anônimo, faria no meu lugar? Cruzaria os braços e acharia tudo normal?
Por fim, quero dizer que a participação de todos é muito bem-vinda aqui. Democracia só se aprende fazendo. Cada opinião é um tijolo importante para a construção do edifício democrático e de uma cidade melhor.

Alessandre Campos disse...

Pelo que sei todo o dinheiro que está sendo investido na cidade é do governo do Estado, da União e da iniciativa privada. Realmente este dinheiro não pode ser investido nos servidores.

E agora me diga: onde foi parar o dinheiro arrecadado pela Prefeitura com os impostos, tendo em vista que a saúde morreu (desvio de verba do TFD, superfaturamento dos Marmitex, demolição do Pronto Socorro, falta de mamógrafo, falta de remédio na farmácia popular, etc), a ação social foi para os parentes (empreguismo), o desenvolvimento foi das suas empresas (conforme o jornal O Tempo), etc.?

Anônimo disse...

Antônio Marcos de Paulo parabéns por suas colocações acima,sou concursada (serviços gerais) e concordo com você existem bons funcionários independente de contratados ou concursados,numa creche por exemplo se trabalha muito,um trabalho que exige amor e dedicação e como está a situação; recreadoras e professoras entraram na justiça novamente para conseguir receber o "PISO NACIONAL" que é direito delas e não tem essa de "acochambrar" serviço,pois as crianças que lá estão dependem o dia todo de nós... concordo com você não acredito em REELEIÇÃO é dar tempo de mais desvios , também não é preciso estar aqui em Araguari para saber a quantas anda nossa cidade...

Anônimo disse...

"ORA, O PREFEITO NÃO INTERFERE NO LEGISLATIVO"

Então cara pálida o que o prefeitão foi fazer na Câmara Municipal quando os vereadores iriam decidir pela abertura ou não de uma CLI na saúde? A presença do "xefe" do executivo naquela sessão não era para influenciá-los?

"ESSA MATÉRIA DO AUMENTO É QUESTÃO DA CÂMARA "

Cara pálida! O Plano de Cargos e Salários é matéria que compete ao executivo. É o executivo que deveria sentar com os funcionários e estudar as propostas destes e avaliá-las. Só para lembrá-lo, o executivo até procurou os funcionários para tratar sobre a questão da revisão do plano, mas isso ocorria frequentemente em períodos em q o executivo tinha interesses, por exemplo, em 2010 deu falsas expectativas ao funcionário ao reunir com as diversas categorias nas vespéras das eleições daquele ano, onde o interesse da atual administração era eleger o Jubão deputado. Vc entendeu ou precisa desenhar?
Na verdade, o funcionário é preterido pela atual gestão, a qual conseguiu benefícios apenas quando acionado a justiça do trabalho, como foi o caso do vale alimentação em que o Novo Modelo buscou de todas as formas imagináveis e inimagináveis para não conceder o beneficio. Estou mentindo? Então pegue o contra-cheque de qualquer funcionário da prefeitura e veja lá escrito: “Pagamento do vale alimentação por determinação judicial”. A mentira é a principal característica de vcs do 15.

“O PREFEITO INOVOU E PREFERE APLICAR O DINHEIRO PÚBLICO DE MANEIRA SÉRIA EM INFRAESTRUTURA E OBRAS.”

Qual infraestrutura? Quais obras? O q a atual administração fez em matéria de desenvolvimento e progresso para a cidade? Já sei! Empregou vários membros da sua família na prefeitura. Estou certo? Vcs apenas sabem divulgar a recuperação das avenidas, mas isso talvez cola com uma parcela do eleitora menos esclarecido, pois o Novo Modelo ou 15 como queiram não tiveram competência para desenvolver um projeto capaz de obter recursos do governo estadual e federal sem comprometer os cofres da prefeitura. E a sociedade araguarina vai ter que pagar por essa incompetência durante 15 anos! As casas populares Minha Casa Minha Vida é outra obra que vcs do 15 fazem uma enorme propaganda, até parece que todo o projeto dessas construções populares é exclusividade de vcs, quando na verdade esse projeto é do GOVERNO FEDERAL, é um programa que existe no país todo, a população ainda paga para ter suas moradias. A prefeitura de Araguari não gastou um tijolo se quer, ficou apenas com a questão burocrática a qual mesmo assim mostrou total incompetência, e foram inúmeras, que vai de documentação, sorteio até infraestrutura, como por exemplo nomes de ruas etc...
Vcs ainda não tem a vergonha na cara de divulgar tantas outras obras que não tem nem recursos garantidos, onde está a UPA q tanto falavam? E a extensão da UFU? E o Hospital Municipal? Não era administração q dizia resolver todos os problemas do Hospital? Chegou até mesmo a afirmar uma emissora de rádio local q “o negócio agora é hospital regional”. kkkkkkkkkkkkkkk A única infraestrutura que a prefeitura investiu foi no estacionamento do próprio filho do prefeito, em q o executivo tratou em alterar a lei do plano comunitário de asfalto para beneficiar membros da sua família. Vcs são uma piada!

Anônimo disse...

O desespero toma conta...a turma já está sentindo que o tempo está curto...os cargos de "CONFIANÇA" se desesperam , o jeito é arrumar as trouxinhas por embaixo do braço e arregaçar as mangas , as"TETAS" vão secar...quem sabe vocês no próximo mandato fazem concurso e verão o quanto é suado ser CONCURSADO...11 rumo a VITÓRIAAAAA...

Anônimo disse...

tem funcionário da sec de saude, que trabalha na vig sanitária que em horário de trabalho esta todos os dias no comite de um verador na rua dr afranio. quer dizer que funcionário publico pode frequentar comite politico em horario de trabalho.

Antonia disse...

Realmente no comité uma determinada praça na cidade também esta cheio de cargo de confiança durante todo o horário de trabalnho só não dgo de quem é ete comite.....

Antônia Martins Arruda disse...

Prezado "Anônimo" das 17h51.

"Prefere que se beneficie cargos menores, ás vezes até sem necessidade e que deixe os médicos preteridos? Ou será que o senhor não quer um bom atendimento na saúde, que passa pela melhoria salarial dos médicos?"

Espero que vc não faz parte nenhum quadro da saúde pública e nem pretenda a fazer suas escritas acima é uma ofensa aos principios do SUS, primeiro saúde não é feita apenas por médicos, pelço contrario quando se procura um médico no SUS geralmente o paciente já esta sem saúde, a principal forma de cuidar da saúde é aprevenção e neste sentido todos os funcinários dentro da saúde possuem a mesma importancia, não existe "cargos menores" o que seria do atendimento médico sem o funcionário da limpeza, sem a recepcionista, sem a enfermeira, sem o maqueiro, sem o incinerador do lixo hospitalar, vc realmente acha que apenas o médico é o único funcionário que merece respeito? Quanta tristeza ao ler tantas asneiras.

Anônimo disse...

O AÉCIO NEVES ESTÁ COM RAUL!

Assistam ao vídeo

http://www.youtube.com/watch?v=iBTqtUtARS8&feature=youtu.be

Anônimo disse...

tem gente acha que médico é Deus, mais não é não. Quem é rico fica curtindo a cara da pobreza

Anônimo disse...

E Antonia ta muito dificil nos funcionarios estamos jogados as traças; voce se lembra em uma reuniao com Jubao ele nos prometeu um plano de saude , Vou te falar a verdade to sem motivaçao cansada , sem esperança, sem saude e a espera do tao prometido plano de saude.Ainda bem que estou sentada.

Anônimo disse...

Antônia e 27 de setembro de 2012 22:01
Mas se vocês votarem no Raul, ele colocará Rafael Lima para chefiar vocês. Será que é sso que voc~es querem? Não é melhor continuar como está?
Se Rafael entrar vocês terão problemas,pois ele é truculento. O espertalhão está sondando as reuniões de Raul.

Anônimo disse...

Ninguém sabe com certeza quem será o coordenador do controle de zoonoses caso o Raul vença a eleição, portanto não vamos fazer conjecturas sem termos certeza do futuro; no mais é aguardar o resultado do dia 07 e torcer que a pessoa eleita trabalhe para o bem de nossa cidade e passe a tratar melhor o funcionalismo público.

Anônimo disse...

"Será que é sso que voc~es querem? Não é melhor continuar como está?"

Só dando mt risada mesmo. kkkkkkkkkkkkk

Insistir na incompetência seria o maior signo da burrice. E mais, o fato do tal suposto pretendente ao cargo de coordenador ser truculento e tal, não quer dizer q o melhor a se fazer é parmanecer com o atual quadro da coordenação com os seus inoperantes shows de horrores.

Em 2011 mostraram toda sua incapacidade ao concluir apenas 3 dos 6 ciclos exigidos.
Em 2012 só no piorou a situação porque a coordenação teve q dar o braço a torcer para aquele grupo mais experiente ao programar o trabalho para 6hrs diárias.
A incompetência é tamanha que apostaram nas 8hrs até o fim, quando perceberam q não estava dando frutos tiveram q reconhecer mesmo que forçosamente o q os ex-supervisores sempre falaram. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

E mais, a atual coordenação da dengue não soube nem mesmo tirar aproveito desse monte de contratações para o serviço. Hj o trabalho conta com um excesso de agentes q ultrapassa o q é exigido pelo próprio programa, mas como são péssimos em lógistica, nem mesmo sabem organizar o pessoal para um melhor resultado. Até afirmo, q pelo perfil dessa coordenação, acho q nem consegue enxergar essas contratações como uma mera jogada política e nada mais q isso. Para piorar mais um pouco esse quadro de horrores, ainda tem a incoerência de passar uma lista para trabalho aos sabados com gastos em horas extras! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Resumo: 1ª demoraram enxergar a natureza diferenciada do trabalho na rua;
2ª Não souberam utilizar essa grande mão-de-obra disponível;
3ª Vão onerar os cofres públicos com contratações além do necessário e agora com gastos em horas extras.

AINDA QUEREM CONTINUAR? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


Anônimo disse...

Em plena època de campanha política e na reta final das eleições as duas corrdenadoras do Controle da Dengue, estão utilizando de truculência para com os funcionários.
Acontece que mesmo com toda a contratação que houve, a capacidade de logística é ineficiente,faltando muitas vezes recursos para o desempenho das funções dos servidores. Faltou,inclusive EPIS e uniformes, que só foi nos dado agora às vésperas de eleição. Isso não devia acontecer, já que nosso setor tem verba própria.
Devido à deficiência e ao amadorismo da coordenação, o ciclo de combate ao vetor continua atrasado, mesmo com o exarcebado número de contratos, que é inclusive, além da necessidade. As duas coordenadoras estão obrigando os agentes à trabalhar no fim de semana para cumprir o ciclo através de convocações. O que mais nos revolta é que não há diálogo conosco e estão nos impondo essa condição sem qualquer chance de sermos ouvidos. A democracia, o bom senso não existe mais no nosso setor. Temos mães e pais de família, alunos de faculdades, colegas que usam o sábado para acrescentar mais renda ao pouco salário,mas as coordenadoras negam-se à ouvir nossa condição. Uma das coordenadoras disse inclusive que está apenas esperando Marcão reeleger-se para ela fazer o que bem entender com nosso setor.
Infelizmente o Governo Marcos Coelho e seus representantes, parecem seres desatualizados do mundo do trabalho e não estão dispostos à ouvir e menos ainda, premiar o trabalhador. Não há incentivo, apenas cobranae e truculência.
Não temos culpa da má logística do serviço e não podemos pagar por isso. Mostraremos nossa insatisfação domingo nas urnas!

Anônimo disse...

Esse comentário da zoonose parece quase verdade kkkkkkkk.....

Anônimo disse...

Se o Coronel vencer os agentes sanitários contratados estão perdidos, vão todos ficar à mercê de alguns contratados aos quais foi dado o ''poder''; serão mais quatro anos de trevas. kkkkkkkkkkkk

Wellington Colenghi disse...

Prezados(as);
Não entrarei em mérito de discussões,mas digo aos que me conhecem na zoonoses, meus companheiros, colegas e amigos que estão trabalhando, concursados ou não, que a única maneira de mudar a realidade opressiva que se instalou em nosso trabalho é mudança. O ùnico que nos apresentou proposta de mudança e ouviu-nos, foi Raul Belém.
Nossa única saída para melhorar tanto nossas condições de trabalho quanto à questão do plano de cargos e salários é mudar o governo que aí está. Juntamente com Raul e o Tiãozinho que sempre auxiliou-no,s tenho perspectiva de mudanças, os que aí estão serão mais do mesmo. Lembremo-nos dos benefícios que tínhamos e perdemos à partir de outubro de 2010, quando houve à caça às bruxas em nosso departamento. È hora de mostrar nossa força. Vamos de mudança, vamos de 11.

Anônimo disse...

Realmente e graças a Deus essa gestão caiu. Uma coordenação incompetente qu e favoreceu alguns e que jamais olhou para nós agentes de campo .Colenghi, você esta certo.fui de 11, e espero mudanças para a nossa classe de agentes sanitários que foi completamente isolada da gestão anterior.vamos de mudança!