sábado, 29 de setembro de 2012

Quem não gosta de Araguari?


Alguns integrantes do governo Marcos Coelho disseram que eu não gosto da cidade, que eu só falo mal de Araguari, etc. O blá-blá-blá de sempre.... Os fatos, alguns recentes e outros nem tanto, comprovam quem realmente não gosta da cidade. Dou-lhes dois exemplos. 
Primeiro, o (des)caso das mamografias. Esse governo que aí está negou às mulheres araguarinas o direito à prevenção do câncer de mama e, em alguns casos, a uma chance de cura. Enquanto esse assunto estava escondido embaixo do tapete, ninguém se sentiu chocado. Afinal, a maioria dos gestores deve ter condições de pagar pelo exame ou de "furar a fila" para realizá-lo na rede pública. Somente depois da exposição do nome da cidade em programas de TV em rede nacional, é que eles se sentiram incomodados. Aliás, ficaram mais incomodados com os efeitos da notícia do que com o sofrimento das pacientes do SUS. 
Segundo, o episódio da compra de votos, também amplamente divulgado na mídia nacional. Há indícios de que, entre os compradores, estejam, também, pessoas ligadas à coligação que apóia a reeleição do atual prefeito. Esses indícios ficaram claros não somente pelas declarações da Polícia Federal, mas também por uma espécie de defesa prévia feita por "porta-vozes" do governo. Antes mesmo do resultado das operações da PF, na quinta-feira, um jornal pertencente ao irmão de um dos advogados que defendem a coligação "ÉTICA" e um radialista alinhado ao governo afirmaram que é normal o fato de se ter, em casa, uma lista com nomes, endereços e números de título eleitoral de cidadãos. Deve ser lista de casamento, né? Só faltou a nota de 50 reais embrulhada para presente. Mais uma vez, o desconforto foi causado pelos efeitos. Não pelas causas. Vale dizer: aos amigos dos detentores do poder é permitido todo tipo de traquinagem. Só não podem ser pegos com a boca na botija. 
Com base nesses tristes episódios, é possível constatar quais pessoas que realmente envergonham os araguarinos. Araguari é uma cidade formada, em sua grande maioria, por gente honesta e trabalhadora. Não merece isso. Enquanto eu continuar sendo criticado por  esse tipo de gente, que vive parasitando governos, permanecerei com a minha consciência absolutamente tranquila. Ficaria, sim, muito preocupado se passasse a ser elogiado por pessoas de caráter duvidoso.

4 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com vc Marcos, se criticamos os maus gestores atuais dizem queé porque somos da oposição, muito pelo contrario somos a favor a da cidade de Araguari e queremos o melhor para todos nós enão é porque falo das mazelas de um governo "duvidoso" que vou votar em "fulano" ou "beltrano" , meu voto é um voto consciente voto em quem confio se não existe candidato o qual eu possa confiar o voto consciente passa a ser o voto "nulo".

Anônimo disse...

nao atribua a um ser honesto e integro o que foi responsabilidade de um governo anterior que o hospital municipal nessa marcos coelho nao teve culpa se liguem malandros o povo nao e bobo nao hem.

Anônimo disse...

O 11 está apelando para a baixaria nessa campanha. Fazer um vídeo fraudulento tentando incriminar o outro candidato é no mínimo uma burrice, para não dizer coisa pior. Só por isso esse candidato não merece nenhum voto do povo araguarino. O meu ele não terá mais. Esse blog que é descaradamente parcial deveria no mínimo divulgar que a tentativa de fraude foi desmascarada pela Policia Federal. No entanto acho que ele não o fará, pois falar mal dos outros é fácil, mas apontar os próprios erros... ai é outra história. Estava em duvida até semana passada, mas depois dessa baixaria, vi o que o 11 é capaz de fazer para subir ao poder e isso não combina comigo. Pela total falta de ética do 11, voto no 15.

Antonio Marcos de Paulo disse...

Anônimo das 20h59, concordo com vc em parte. De fato, a baixaria nestas eleições vem dos dois lados. Ambas me preocupam. Agora, me preocupa mais a que vem do governo. Por quê? Por que eu sou 11 ou 50? Não. Simplesmente, porque essa baixaria está sendo praticada por agentes públicos, que, como o nome diz, deveriam estar trabalhando e não se deixando utilizar como cabos eleitorais em condutas, muitas vezes, irregulares.
Quanto à notícia sobre a compra de votos e videos falsos, de fato, faltou atualizar o blog. No mesmo dia, saíram notícias discrepantes. De manhã, noticiou a operação contra a compra de votos. À tarde, o delegado, reconhecendo um erro parcial, informou que um dos vídeos era falso. Entretanto, a operação continua sendo de combate à compra de votos. O fato de um dos vídeos ser falso não quer dizer que a compra não tenha ocorrido nos demais casos em apuração. Prometo atualizar a postagem ou fazer outra com as notícias mais recentes. Aliás, aguarda-se a divulgação dos nomes dos envolvidos nesse caso, tanto na compra de votos quanto na falsificação de videos. A população tem o direito de saber.
Abraço e obrigado pelo puxão de orelhas.