terça-feira, 31 de julho de 2012

Continua lixão no bairro Independência

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Campanha pelo voto consciente - Dona Maria

Moradores de Piracaíba aguardam construção de casas populares




Pitaco do Blog
Hoje, no programa "Sem Rodeios", Rádio Alternativa FM, a apresentadora Leilamar Costa informou
que o Sindicato dos Trabalhadores Rurais vem fazendo gestões junto à Prefeitura Municipal visando à implantação do Programa Minha Casa, Minha Vida Rural. Entretanto, as moradias ainda não saíram do papel. Com a palavra, as Secretarias de Desenvolvimento e Turismo e de Planejamento.

Falta de água é frequente no bairro Novo Horizonte





Pitaco do Blog

No programa Linha Dura, Rádio Vitoriosa, foi recebida, hoje à tarde, uma denúncia de que a água também não estava chegando aos reservatórios (caixas d'água) de moradores do Bairro Portal de Fátima. Em resposta, o apresentador disse que iria verificar, mas antecipou que não há nada que obrigue a SAE a fazer com que a água suba até as caixas d'água.
Talvez se algumas leis valessem em Araguari, esse tipo de pensamento não mais existiria. A Lei nº 8.978/95, que regula as concessões e permissões no país, afirma, com todas as letras que o "serviço adequado é o que satisfaz as condições de regularidade, continuidade, eficiência, segurança, atualidade, generalidade, cortesia na sua prestação e modicidade das tarifas.". Logo, se o serviço de fornecimento de água não cumpre a sua finalidade, não permitindo ao consumidor usufruir dele, a SAE deveria ser punida e compelida a melhorar a qualidade do serviço. O problema é que não temos um órgão de regulação e fiscalização do setor em Araguari. Também, não se pode esperar muito do Ministério Público na cidade. Será que a "solução" é conviver com o problema e achar que tudo está normal?

Comitiva presidencial em Londres custou R$ 900,1 mil


Filipe Marque e Guilherme Oliveira
Do Contas Abertas
A estadia da comitiva da presidente Dilma Rousseff em Londres para acompanhar a abertura dos Jogos Olímpicos 2012 custou aos cofres públicos R$ 900,1 mil. A delegação presidencial chegou à capital inglesa na última terça-feira (24) e ficou hospedada no The Ritz London Hotel, um dos mais luxuosos da Europa, até o último sábado (28), dia seguinte à abertura oficial das Olimpíadas.
Além da presidente, a comitiva foi composta por outras oito autoridades: o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS); os ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores), Aloizio Mercadante (Educação), Marco Antonio Raupp (Ciência, Tecnologia e Inovação), Aldo Rebelo (Esporte), Gastão Vieira (Turismo) e Helena Chagas (Comunicação Social); e o embaixador do Brasil em Londres, Roberto Jaguaribe. Integra ainda a comitiva o intérprete Paulo Ângelo Liégio Matão.
Esse valor inclui também a hospedagem do chamado escalão avançado. Responsável pela preparação das viagens oficiais, o escalão viaja antes para garantir a segurança e preparar o terreno para a chegada da chefe de Estado brasileira.
Os maiores gastos foram com hospedagem: de R$ 783,6 mil. O Ritz London Hotel recebeu a maior quantia: R$ 588,3 mil reais. Os demais R$ 195,3 mil  foram gastos no aluguel de quartos de hotel para o escalão avançado, no Millennium Hotel London Mayfair.
Tradicional hotel cinco estrelas, o Ritz tem fama de atrair grandes celebridades, como artistas de Hollywood e membros da realeza europeia. O quarto mais caro do Ritz é a Suíte do Príncipe de Gales (Prince of Wales Suite), em que a diária custa, na alta temporada, £2,8 mil (cerca de R$ 8,9 mil). A diária mais barata também impressiona: não sai por menos de £255 (cerca de R$ 808).
O Contas Abertas questionou a assessoria de imprensa da Presidência da República sobre o restante da equipe de apoio que acompanha o grupo, a composição do escalão avançado e quais tipos e quantos quartos a comitiva brasileira ocupou, contudo, as informações não foram divulgadas por motivo de segurança.
Além do custo com hospedagem, o grupo também gastou com telefonia e internet. No Ritz, foram gastos R$ 12,6 mil para manter a comitiva conectada. Já no Millennium Hotel Mayfair, onde o escalão avançado ficou hospedado, os gastos chegaram a quase R$ 1,4 mil.
Apesar de a presidente ter inaugurado a nova embaixada do Brasil em Londres na última quinta-feira (26), o Ministério das Relações Exteriores preferiu não usar a nova sede e gastou R$ 102 mil com o aluguel de escritórios e salas. Mais uma vez, a despesa ficou dividida entre o Ritz, com R$ 68 mil, e o Millennium Hotel Mayfair: mais de R$ 34 mil.
Em comparação, a primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, que chefia a delegação diplomática americana, optou por ficar na embaixada do país em vez de usar os serviços de um hotel. O presidente norte-americano, Barack Obama, não compareceu à cerimônia de abertura, pois se dedica à campanha eleitoral.
Veja aqui tabela com todos os gastos

Transcrito do Portal Contas Abertas

Falta de água é frequente no bairro Novo Horizonte





Pitaco do Blog

No programa Linha Dura, Rádio Vitoriosa, foi recebida, hoje à tarde, uma denúncia de que a água também não estava chegando aos reservatórios (caixas d'água) de moradores do Bairro Portal de Fátima. Em resposta, o apresentador disse que iria verificar, mas antecipou que não há nada que obrigue a SAE a fazer com que a água suba até as caixas d'água.
Talvez se algumas leis valessem em Araguari, esse tipo de pensamento não mais existiria. A Lei nº 8978/95, que regula as concessões e permissões no país, afirma, com todas as letras que o "serviço adequado é o que satisfaz as condições de regularidade, continuidade, eficiência, segurança, atualidade, generalidade, cortesia na sua prestação e modicidade das tarifas.". Logo, se o serviço de fornecimento de água não cumpre a sua finalidade, não permitindo ao consumidor usufruir dele, a SAE deveria ser punida e compelida a melhorar a qualidade do serviço. O problema é que não temos um órgão de regulação e fiscalização do setor em Araguari. Também, não se pode esperar muito do Ministério Público na cidade. O jeito é conviver com o problema e achar que está tudo normal.

domingo, 29 de julho de 2012

Somos governados por quadrilhas?




Trecho da ação penal ajuizada pelo Ministério Público contra os envolvidos na operação "Caixa de Pandora" (Mensalão do Democratas), aqui do Distrito Federal: 


"Como dito, a atuação dinâmica da quadrilha ora denunciada, que conquistou as eleições de 2006 e assumiu o poder político do Governo do Distrito Federal a partir de 2007, passou a ter o seguinte fluxo : a) solicitação e recebimento de vantagem ilícita e indevida (dinheiro em espécie) de empresários do ramo de informática, que tinham interesse em prestar serviços ao GDF e receber regularmente os respectivos pagamentos; b) apropriação de parte do montante para enriquecimento ilícito dos membros; c) emprego do restante para oferecer e pagar propina (dinheiro em espécie) a Deputados Distritais e representantes de partidos políticos, para formar a base de sustentação política dos líderes da quadrilha.".
Vejam que a denúncia fala de uma quadrilha que ganhou as eleições. Afinal, nós escolhemos um governo ou uma quadrilha? Será que temos algo parecido aí em Araguari?

sábado, 28 de julho de 2012

Inimigos ou parceiros?


A manchete acima, extraída do jornal Folha do Sudoeste, de Jataí-GO, mostra que o prefeito daquela cidade mantém boas relações institucionais com o governador de Goiás, Marconi Perilo, mesmo ambos pertencendo a partidos adversários no cenário político daquele Estado. Segundo a notícia, esse bom relacionamento garantiu o funcionamento da primeira Unidade de Terapia Intensiva pública daquela cidade. O governo goiano aplicará 200 mil reais por mês na manutenção daquela UTI.
Essa informação, em princípio, nada tem a ver com a cidade de Araguari. Entretanto, serve para refletirmos sobre a forma como os nossos políticos se relacionam com seus adversários. A gestão Marcos Coelho, por exemplo, com frequência, vem atacando o governo do Estado. Ora, lhe atribui a culpa pela falta de medicamentos. Ora, afirma que o Estado não concedeu nenhum benefício ao município. Esse tipo de comportamento provinciano e retrógrado do governo municipal é frequentemente repercutido pela mídia chapa branca, sobretudo em época de eleições.
Pelo teor do post, você, leitor, já sabe a minha opinião sobre o assunto. Agora, qual é a sua? É esse o tipo de relação a ser mantida com o governo estadual? Esse diálogo deve ser travado entre políticos ou entre entes federativos (município e estado, no caso)? O que deve prevalecer? O interesse partidário ou público? Quais benefícios Araguari vem ganhando com esse tipo de política?

Ainda, as raspas de asfalto

Ofício do DNIT informando ao Ministério Público que o uso
 das raspas de asfalto  não traz riscos ao meio ambiente

Mensalão foi o maior caso de corrupção do país, diz Gurgel

Procurador da República encaminhou uma última manifestação ao STF


No texto, ele afirma aos ministros do Supremo que esquema foi o 'mais atrevido e escandaloso' já flagrado no Brasil 


FELIPE SELIGMAN 
DE BRASÍLIA


Em sua última manifestação formal antes do início do julgamento do mensalão, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou aos ministros do Supremo Tribunal Federal um documento no qual afirma que o caso foi "o mais atrevido e escandaloso esquema de corrupção e de desvio de dinheiro público flagrado no Brasil". A expressão faz parte de um vasto memorial que foi entregue na última semana aos 11 integrantes do Supremo e obtido pela Folha. O julgamento começa na quinta. Ao enviar o material, Gurgel visa facilitar o trabalho dos ministros, caso advogados contestem provas citadas pela acusação, ou afirmem que não existem indícios sobre um ou outro ponto. O que Gurgel fez foi pinçar das mais de 50 mil páginas do processo o que chamou de "principais provas" contra os acusados. Esses documentos (como perícias, depoimentos e interrogatórios) foram separados pelo nome de cada réu, em dois volumes. Nos últimos dias, advogados de defesa também entregaram os seus memoriais. No texto em que Gurgel chama o mensalão de o mais "escandaloso esquema", o procurador retoma uma frase que usou nas alegações finais, enviadas ao Supremo no ano passado, quando havia dito que a atuação do STF deveria servir de exemplo contra atos de corrupção. Agora, diz que "a atuação do Supremo Tribunal Federal servirá de exemplo, verdadeiro paradigma histórico, para todo o Poder Judiciário brasileiro e, principalmente, para toda a sociedade, a fim de que os atos de corrupção, mazela desgraçada e insistentemente epidêmica no Brasil, sejam tratados com rigor necessário". Em outro ponto, ele afirma que o mensalão representou "um sistema de enorme movimentação financeira à margem da legalidade, com o objetivo espúrio de comprar os votos de parlamentares tidos como especialmente relevantes pelos líderes criminosos." Em sua manifestação final, Gurgel tentou relembrar alguns detalhes fundamentais, como o papel do núcleo financeiro do esquema. "Impressiona constatar que as ações dos dirigentes do Banco Rural perpassaram todas as etapas do esquema ilícito, desde sua origem (financiamento), passando pela sua operacionalização (distribuição) e, ao final, garantindo a sua impunidade pela omissão na comunicação das operações suspeitas aos órgãos de controle", afirma. Ao resumir o que a ação contém, o procurador concluiu: "Colheu-se um substancioso conjunto de provas que não deixa dúvidas à procedência de acusação".


Transcrito do jornal Folha de S. Paulo, 28/07/2012.

Sobre a raspa de asfalto

Esclarecendo a quem interessar


Antônio Carlos Soares Ribeiro*



CBUQ é abreviatura de Concreto Betuminoso Usinado a Quente.
Para se preparar o CBUQ , a grosso modo, utiliza-se agregados grossos, médios, finos e CAP (Cimento Asfáltico de Petróleo).
Composição do CAP: Hidrocarbonetos aromáticos e parafínicos.
Agregados grossos são compostos por brita 1 e brita 0.
Agregados médios, por areia.
Agregados finos/filler, porção de finos, resíduos de areia e outros materiais geralmente contendo sílica.
Assim, a raspa de asfalto, ou CBUQ desagregada contém poeiras betuminosas e sílica que ascendem aos ambientes em que são aplicados, no caso, será mais intensa dependo da umidade do ar, da velocidade deste, do tráfego no local desagregando ainda mais e mais o material.
Ora, neste sentido, o que se deverá avaliar é a quantidade de poeira respirável e não respirável que chegará aos pulmões dos moradores, a quantidade de betume e sílica que contém esta poeira e o seu volume total. 
Cabe observar que na literatura não tem nenhuma avaliação sobre a aplicação de raspa asfáltica em ruas, qual o impacto da poeira contendo produtos e subprodutos do CBUQ na saúde humana. 
Logo, é enganoso pensar que nossas crianças, pessoas idosas, jovens, etc., não sofreram problemas pulmonares expondo-se aos produtos acima. 
Assim, há de se fazer um acompanhamento da população atingida, verificando-se o aumento de problemas pulmonares. 
Desta forma, todo e qualquer laudo que não contemple a medição acima, poeira respirável e não respirável e é falacioso, há de se fazer medições neste sentido a fim de que a população tenha garantia de que não está respirando produtos, poeiras, sílica e betume, com possíveis danos às suas integridades físicas.



*Engenheiro  especialista em Engenharia de Segurança e Saúde Ocupacional, especialista pela FUNDACENTRO em avaliação de agentes ambientais. 
Comentário feito em dos posts do blog

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Um Réquiem à CLI da Saúde


A cidade vive a política. Mas a Câmara parece morta. Mais parada que água de poço. Movimento inerte. Falando em pasmaceira, como está a Comissão Legislativa de Inquérito da Saúde? Aquela criada para apurar possíveis irregularidades na Secretaria de Saúde. Lembram-se? Ou também já se esqueceram?
Pois é. Triste episódio sob investigação (ou não). Destaque (negativo) para o pagamento por serviços de manutenção do raio-x e do mamógrafo não realizados. Prejuízo evidente num setor carente. As outras mazelas, mesmo graves, foram cuidadosamente omitidas da população. Panos quentes processuais.  Nenhum dos envolvidos foi punido. Única penalizada: a própria denunciante. Perdeu a confiança da Administração. Clara inversão de valores. Nem Kafka criaria enredo mais absurdo.
Quadro pintado. Cores tristes. Saúde pública mergulhada no caos. Onde estão os integrantes da CLI? Tibazinho, Tiboca e Wesley Lucas, os senhores têm algo a  dizer à população araguarina? E às vítimas da falta de saúde pública? Por que esse silêncio nada inocente? Arrisquem alguma palavra antes de a terra cobrir os erros da má gestão da saúde. Já sei! Captei o motivo do silêncio. Os senhores estão ocupados, dando o toque fúnebre final na pizza anunciada. Cuidado! Os eleitores podem se lembrar dessa apatia. Quem varre sujeira pra debaixo do tapete pode, um dia, também ser varrido da vida pública pela vontade soberana das urnas.

A serviço da campanha

A cidade respira política. Alguns agentes públicos trabalham freneticamente. Não no serviço público. Mas sim nos comitês eleitorais. Imaginem se se dedicassem tanto ao trabalho quanto se doam às campanhas eleitorais... O serviço público estaria em outro patamar de qualidade.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Entrevista com o candidato a prefeito de Araguari Raul Belém

Idosa pede ajuda para diagnóstico médico



A saúde pública de Araguari não mudou nada. Aliás, se mudança houve, foi para pior.
Lembro-me que, quando criança, tinha que dormir na fila do antigo INPS (no Edifício dos Bancários) para conseguir "guia" e ser atendido por um médico público.
Durante a minha adolescência, todos os dias, via pessoas dormindo na fila em frente ao Posto de Saúde do Bairro Goiás, a menos de 100 metros da casa dos meus pais.
Agora, essa senhora diz ao repórter que, para ser atendida e tentar conter suas dores, tem que dormir na fila de um posto de saúde. Isso é desumano!
Nas mãos de quem esteve a saúde pública de Araguari nas últimas décadas? Eu tenho uma resposta. O poder em Araguari nunca mudou de mãos. Nunca foi do povo efetivamente. Esse continuísmo ocorreu também na saúde pública. Com raras exceções, vimos gestores mais preocupados com seus interesses particulares do que com o bem-estar da população propriamente dito. A falta de priorização desse setor e de um minimo planejamento colocou os araguarinos num calvário, onde cada estação é mais sofrida que a anterior.
Não há saída no curto prazo. Passar por cima dos direitos do cidadão é uma questão cultural. Um verdadeiro esporte. Precisamos ser mais cuidadosos na hora de eleger nossos representantes e mais exigentes na hora de exercer nossos direitos. Não podemos mais achar que fatos semelhantes aos retratados nessa reportagem são normais. Não são. Precisamos nos indignar.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

União gasta com “vigilância” mais do que investe em saúde


Paulo Victor Chagas
Do Contas Abertas
A União gastou no ano passado quase R$ 1,7 bilhão em despesas com vigilância. A atividade é prestada com o objetivo de garantir de modo ostensivo a segurança de locais e pessoas públicas. O valor é mais que o dobro dos investimentos executados pelo Ministério da Saúde em 2011 (R$ 746 milhões). Caso os recursos tivessem sido aplicados por um ministério, a Pasta da “vigilância” ocuparia a quarta posição no ranking de investimentos executados em 2011, perdendo apenas para os Transportes, a Defesa e a Educação, que executaram R$ 6,1, R$ 5,8 e R$ 2,8 bilhões, respectivamente. Este ano, essas despesas já chegaram a R$ 715 milhões até o final de junho.
Confira os gastos em 2011 e 2012.

Clique aqui e leia a reportagem completa no site Contas Abertas.


Leitor, tire suas próprias conclusões. O que você acha de um governo que gasta mais em vigilância do que em saúde?
Apenas a título de mera informação, baseado no que vejo no meu dia-a-dia, afirmo que essas empresas de vigilância fazem forte lobby perante os governos. Na verdade, muitas delas pertencem a políticos. Vários contratos são recheados de irregularidades. Algumas causam prejuízo ao poder público e aos seus empregados. Depois, como num passe de mágica, desaparecem. Claro, os seus proprietários ou "laranjas" criam outras empresas "limpas" e voltam a prestar serviços aos governos. E assim a vida continua.

Mais ruas do Nova Horizonte receberão massa asfáltica

terça-feira, 24 de julho de 2012

Era uma vez...


Era uma vez um governo que prometeu reduzir os gastos com empreiteiras. Ficou só na promessa. O demonstrativo acima, extraído do Portal da Transparência (quando ele estava disponível) comprova que somente em janeiro deste ano a Prefeitura gastou R$ 118.191,00 (cento e dezoito mil, cento e noventa e um reais) com aluguel de caminhões e máquinas pesadas.

Entrevista com o candidato a prefeito de Araguari Serginho de Jesus

Entrevista com o candidato a prefeito de Araguari Marcos Coelho

PROMESSAS PROMETIDAS É NÃO CUMPRIDAS!

Airton Da Cunha Ribeiro*

Numa fria manhã de 2008 estava caminhando próximo ao Colégio Estadual, para pegar o ônibus que leva diariamente os estudantes universitários araguarinos para Uberlândia. Mais a frente vejo um aglomerado, um tanto estranho, de gente que nunca havia visto naquele local. Continuo a caminhar até que de repente um senhor veio ao meu encontro, com um ar um tanto sério e austero. Ele estende a mão e eu por educação retribui – o gesto. Após este breve contato, continuo a caminhar. Até que novamente sou abordado por uma garota que me entrega um panfleto, de arte gráfica bem trabalhada, material de boa qualidade, bem diferente a minha realidade de militante estudantil. Passo rapidamente os olhos no panfleto, e num lampejo vejo letras garrafais em destaque, onde dizia que aquele senhor de ar sério e austero se comprometia se eleito prefeito a arcar com toda os custos do transporte dos estudantes universitários araguarinos, que estudavam nas universidades fora do município. Em sua carta de programa, esta proposta foi chamada de “GRATUIDADE DO TRANSPORTE DOS ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS”.

Após as eleições de 2008, e a respectiva vitória do referido candidato, graças em grande parte ao voto dos estudantes universitários, que compraram a promessa da gratuidade do transporte, o cenário foi sendo desvendado. Aqueles que detém um mínimo de conhecimento acerca da estrutura do transporte universitário, sabem que é impossível o governo municipal arcar com todo os custo desta transporte. Isso não é ser pessimista, muito menos uma desculpa para se acomodar com a situação que presenciamos naqueles primeiros meses de 2009. Assim indo de desencontro com o status quo araguarino, um grupo de jovens foi reinvindicar a tal da “gratuidade do transporte”, prometida e até aquele momento não cumprida pelo governo. Como de praxe sofremos uma saraivada de desculpas. Mas apesar de tudo mantivemos fiéis a nossa reinvindicação. Naquele momento a mídia pelega do governo começou a desferir os mais variados ataques aos estudantes universitários. Chamando – os de alienados, que utilizavam o transporte universitário para fazer turismo, se divertirem na noite uberlandense, etc.

Do grupo inicial dos universitários que tinham em comum a reinvindicação pelo cumprimento da promessa da gratuidade do transporte universitário, surgiu o M.E.A (Movimento Estudantil Araguari). Até então um movimento de vanguarda para os padrões da cidade. Nossa primeira ação foi publicar principalmente pelos meios digitais (blog, orkut) um manifesto que contra argumentava os fatos colocados pela imprensa governista. Assim o manifesto de gêneses do MEA foi assim escrito:

“O M.E.A. (Movimento Estudantil Araguarino) é uma nova alternativa política que surgiu no momento em que os ânimos dos estudantes mais engajados foram feridos pela falsa promessa de gratuidade do transporte universitário, feita pelo candidato que veio a assumir a cadeira de prefeito da cidade. Também e válido lembrar as ofensas desferidas através do veículo midiático oficioso do governo, que atende pelo nome de Jornal Correio de Araguari, atacando de forma gratuita todo o segmento universitário. Classificando estes como um bando de alienados que não conhece a própria realidade de sua cidade.O surgimento do M.E.A veio desmentir este veículo midiático oficioso, primeiramente na demonstração de que existem, sim, pessoas interessadas na coletividade araguarina, que estão preocupadas com as barbáries políticas que cotidianamente vemos aqui. Por conseguinte veio desmentir que não e possível fazer política fora de instituições pelegas a serviço dos interesses dos donos do poder em nossa cidade.”

Passados quatro anos nos vemos em volta de um novo processo eleitoral, onde as promessas de gratuidade do transporte universitário não mais fazem parte das propostas dos candidatos a prefeito. Este tema foi posto em um segundo plano nos programas de governo. Desta forma nunca e demais buscarmos no passado elementos que nós possam ajudar a compreender o presente. Não se deve acreditar que conquistas para os setores estudantis araguarinos serão conseguidas mediantes a benevolência dos “amigos dos estudantes”, da "juventude que busca renovação", ou das promessas eleitoreiras, etc. Se realmente avançarmos no ponto que se refere a questão do transporte dos estudantes universitários, e por que conseguimos através das mobilizações, da luta, atingir nossos objetivos. Pelo contrário serão apenas mais PROMESSAS PROMETIDAS É NÃO CUMPRIDAS!


* Militante do CDS (Campo do Debate Socialista)

SAE pode estar burlando a regra do concurso público


Estudantes de cursos técnico e superior, para conseguirem estágio remunerado na Prefeitura, devem ser aprovados em processo seletivo. Essa é a regra ou, pelo menos, deveria ser.
O Blog foi informado de que nem todos se sujeitam a esse rigor. Segundo denúncia recebida, na Superintendência de Água e Esgoto de Araguari (SAE), os gestores estariam burlando a lei e contratando sem o devido processo seletivo. Consta o filho de uma funcionária comissionada foi admitido, como estagiário da SAE, sem ser aprovado em seleção pública.

Campanha pelo voto consciente - Osvaldo

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Ministro de Hitler "faz escola" em Araguari

Joseph Goebbels

Para Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolph Hitler, "uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.". Parece ser esse o lema de alguns jornalistas da cidade quando o assunto é a conduta do prefeito Marcos Coelho.

A "síndrome de Goebbels" pode ser vista, por exemplo, na propagação da idéia de que o atual prefeito é honesto. Para introduzir ou reforçar na mente dos araguarinos a certeza de que o prefeito tem essa virtude (que, na verdade, deveria ser uma obrigação de todo gestor público), alguns jornalistas cometeram um erro primário. Distorceram o resultado da primeira pesquisa eleitoral realizada pelo jornal O Tempo, de Belo Horizonte.

O Correio de Araguari (clique aqui), bem como as colunas Em Resumo (clique aqui) e Radar (clique aqui), do Gazeta do Triângulo, cometeram essa falha, ajudando a propagar o mantra da honestidade. Segundo os jornalistas/colunistas responsáveis, o prefeito é considerado honesto por 99% dos araguarinos. Não foi essa a conclusão da pesquisa. Conforme já demonstrado em outro post (clique aqui), 60,8% dos entrevistados pelo jornal O Tempo entre os dias 29/04 e 04/05 reprovavam a gestão atual. Entre esses, apenas 1% a reprovava por considerá-la desonesta. Isso é bem diferente de afirmar que 99% das pessoas consideram o prefeito uma pessoa honesta.

A pergunta que me martela a mente é a seguinte: a quem serve esse tipo de jornalismo? Eu tenho algumas suspeitas. 


Intencionalmente ou não, ele está servindo aos atuais detentores do poder. Veja um exemplo. A coligação que apóia a reeleição do prefeito Marcos Coelho recebeu o nome de Ética: sigla formada pelas iniciais das palavras experiência, trabalho, integridade, credibilidade e ação. Ora, a escolha da palavra Ética não surgiu por acaso. Demonstra que os marqueteiros da coligação escolheram, como lema, a suposta honestidade do prefeito. Valeram-se, obviamente, de uma imagem construída e reforçada, em parte, pelas informações inverídicas acima mencionadas. 


Veiculando inverdades, esse tipo de jornalismo praticado por alguns em Araguari acabou servindo de instrumento de propaganda de governantes. Semelhante à escola de Goebbels, ajudou a cultuar nome e imagem de detentores do poder. Como "seguro morreu de velho", permaneço com uma dúvida. Fechando o post, a repasso aos leitores. Se essas falhas forem propositais, fariam parte de alguma estratégia de marketing previamente colocada em prática a partir da proximidade entre governantes e alguns jornalistas?

Moradores questionam retirada de terra em avenida

Perguntar não ofende

Enquanto as formiguinhas vão e vêm, não custa perguntar: o raio-x e o mamógrafo (públicos) da Policlínica já estão funcionando?

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Juiz federal inspeciona Hospital Municipal em Araguari


Foto: Arquivo
A inspeção será acompanhada por representantes do município


Medida antecede audiência de instrução marcada para o mês de outubro

SÁVIA DE LIMA, Araguari - Com o objetivo de verificar in loco os problemas apontados pelo Ministério Público Federal em ação civil pública e processo criminal movidos contra o ex-prefeito Marcos Alvim e outras quatro pessoas, o juiz José Humberto Ferreira, titular da 2ª Vara Federal em Uberlândia, estará hoje, dia 20, em Araguari para realizar uma inspeção judicial. 

Marcada para as 14h, a inspeção será acompanhada pela equipe da Justiça Federal bem como representantes do município de Araguari, tendo em vista que a secretaria de Saúde foi intimada para disponibilizar o acesso ao imóvel. De acordo com informações obtidas pela reportagem, as partes envolvidas também foram intimadas para acompanhar a inspeção caso assim desejem. 

Nas ações, o procurador Cléber Eustáquio Neves, representante do Ministério Público Federal (MPF), denuncia o ex-prefeito por improbidade administrativa e por crimes cometidos durante a construção do Hospital Municipal previstos no Código Penal Brasileiro (arts. 299 e 312), na Lei 8.666/93 (Lei de Licitações – art.92) e na Lei 201/67 (Lei dos Prefeitos – art. 1º, I e XI). 

Além de Marcos Alvim, respondem judicialmente pelas acusações do MPF, com exceção dos crimes previstos na Lei dos Prefeitos, Rosi Mari Teresinha Cima - Engenharia e Empreendimentos LTDA (administradora da empresa que executou a obra) e os engenheiros Galeno Monteiro Araújo (então secretário municipal de Obras), Paulo Araújo (então diretor do Departamento de Engenharia) e Marcelo Maldaner (responsável técnico da Cima). 

A conduta adotada pelos envolvidos, segundo o MPF, comprometeu o projeto e inviabilizou o seu verdadeiro objetivo que era o de atender a população, pois, conforme relatório da própria Fundação Nacional de Saúde, o imóvel é inservível para fins hospitalares e deve ser demolido. Entre as principais falhas na infraestrutura, técnicos do governo federal apontaram o efeito esponja do piso, a altura irregular do pé-direito, problemas na parte hidráulica, inclusive, em tubulações para a passagem de oxigênio. 

Como provas, o MPF anexou aos processos relatórios da Divisão de Convênios e Gestão do Ministério da Saúde, de inspeções da Controladoria Geral da União e de levantamentos técnicos da Vigilância Sanitária Estadual bem como cópias de documentos da própria prefeitura de Araguari e de processo criminal por sonegação fiscal contra a então administradora da Cima.  

De acordo com a Justiça Federal, a audiência de instrução para tratar do assunto está marcada para ocorrer no dia 17 de outubro.



Transcrito do jornal Gazeta do Triângulo, edição de 20/07/2012.


Pitaco do Blog
O processo segue seu curso. Lento. É assim que as coisas funcionam em terras tupiniquins. Espera-se que, pelo menos, ao final seja feita a justiça possível.
Não se espera uma justiça perfeita. Isso não existe. Não existirá decisão judicial capaz de reparar todos os prejuízos sofridos pela sociedade araguarina com o não-funcionamento do Hospital Municipal.
Agora, antes de culparmos o Poder Judiciário pela lentidão, devemos fazer um mea culpa. Nós contribuímos para o quadro atual. Os supostos envolvidos por ação (ex-prefeito) ou omissão (vereadores da época, que aliás nem foram processados) são agentes públicos. Não vieram de Marte. Foram eleitos pelo bom povo araguarino. Pensemos nisso!

1ª Pesquisa Eleitoral em Araguari



Pesquisa em Araguari
O Instituto Veritá em parceria com a TV Paranaíba (afiliada da Rede Record) divulgou ontem a primeira pesquisa de opinião sobre a eleição para prefeito de Araguari, após o registro das candidaturas na Justiça Eleitoral. O empresário Raul Belém (PP) aparece na frente na pesquisa estimulada. Ele tem 41,1% da intenção de votos. O atual prefeito Marcos Coelho (PMDB) está em segundo lugar com 29,4%. O terceiro colocado na pesquisa é o candidato do PSOL, Serginho de Jesus, que tem 1,2%. Foram 19,4% dos entrevistados que não souberam ou não quiseram responder. Brancos e nulos totalizaram 8,9%. A pesquisa registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) com o número MG-00149/2012 foi realizada entre os dias 14 e 16 de julho e foram consultadas 504 eleitores. A margem de erro é de 4,35 pontos percentuais para mais ou para menos.
Atualização em 26/08/2012 às 14h36: como o link do Correio de Uberlândia onde constava o resultado da pesquisa não está mais acessível, disponibilizo abaixo o link do próprio Instituto Veritá, responsável pela realização da pesquisa: http://www.institutoverita.com.br/ultimas.html

Jogando dinheiro fora


A Prefeitura está jogando dinheiro fora. Ou melhor, está ajudando a enriquecer o Correio de Araguari. Explico.
O município estava (eu disse: estava) doando até o dia 20 de junho 9.000 metros cúbicos de terra aos cidadãos (essa medida em ano eleitoral já seria discutível, mas não vem ao caso agora). Ocorre que, mesmo depois do dia 20 de junho, a Prefeitura vem pagando ao Correio de Araguari, pela publicação no Correio Oficial, de um comunicado informando a doação dessa terra (bem público, diga-se de passagem). Essa publicação irregular ocorreu nas edições de 22/06, 27/06, 04/07, 06/07, 11/07, 18/07 e 20/07, conforme foto acima.
Seria bom que integrantes do governo explicassem ao cidadão-contribuinte o porquê dessa publicação desnecessária e onerosa aos cofres públicos. Aliás, seria salutar que o Ministério Público atuasse  com o rigor necessário nesse caso, cobrando a devolução de valores eventualmente pagos ao jornal de forma indevida.

Asfalto parcial deixa moradores do bairro Vieno revoltados

MP propõe investigação sobre suposta ação eleitoreira em Araguari


 

Do G1 Triângulo Mineiro

O Ministério Público de Araguari, no Triângulo Mineiro, propôs uma investigação sobre uma suposta ação eleitoreira por parte do prefeito Marcos Coelho (PMDB), na última sexta-feira (13). Segundo o Ministério Publico, o projeto de lei, aprovado pela Câmara, que perdoa dívidas dos moradores da cidade com valor de até R$ 500 em impostos municipais seria uma ação promocional que prejudica os cofres públicos. O procurador de Araguari, Leonardo Henrique Oliveira, disse que já foi notificado da ação e prepara recurso. Ele tem até o próximo sábado (21) para apresentar o recurso.
Pitaco do Blog
Nesta época eleitoral, convém ouvir e ver o que diz a mídia regional sobre Araguari. Essa notícia importante, por exemplo, dificilmente será divulgada pela Rádio Vitoriosa (que recebe grande parte dos gastos de publicidade do município). Igualmente, não será lida no Correio de Araguari, que foi criado para fazer propaganda do governo Marcos Coelho, sendo muito bem remunerado para isso (publicidade oficial, compra de exemplares, impressão e distribuição do Correio Oficial, etc.). Da mesma forma, não será lida no Diário de Araguari, que pertence ao irmão do Dr. Valdir Dias, advogado do prefeito Marcos Coelho e colega de escritório do procurador-geral do município.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Esgoto corre a céu aberto em bairro de Araguari

Saber sobre política - Campanha Voto Consciente

Música de campanha do Marcão




Esta será a música mais tocada na campanha da coligação que apóia o atual prefeito. Dois grupos a escolheram por diferentes motivos. O primeiro, porque tá ruim (o governo), mas tá bom (o emprego público comissionado, o contrato feito com a Prefeitura, etc.). O segundo, porque tá ruim (o governo atual), mas o futuro poderá ser pior, dependendo da forma como poderão ser conduzidos o fatiamento do poder e a gestão pelos diversos grupos reunidos na oposição.

O foguete vai subindo, vai. Vai levando o meu imposto, vai...


Antigamente, soltavam-se fogos para homenagear os santos juninos. Depois, a queima de fogos passou a simbolizar a renovação do estoque de drogas nas bocas de fumo. Agora, a moda é soltar foguetes em inaugurações ou lançamentos da pedra fundamental de obras públicas. Essa mudança cultural mostra a degradação dos valores éticos da sociedade. A devoção de outrora deu lugar ao crime (dos traficantes) e ao desvio de finalidade (do poder público).
Andei pesquisando esses gastos públicos no Portal da Transparência. Constatei que as informações disponibilizadas pelo município são insuficientes. Vejam, por exemplo, o que foi publicado naquele portal no campo denominado Licitações:
SERVIÇO DE QUEIMA DE FOGOS DE ARTIFICIO (03 BATERIAS) PARA SEREM UTILIZADOS DURANTE O EVENTO DO LANÇAMENTO DA PEDRA FUNDAMENTAL DO INICIO DA CONSTRUÇÃO DAS SEDES DA SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DA POLÍCIA MILITAR, DIA 22/06/2012 AS 10 HS.
Essa publicação não atende aos comandos da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei de Transparência. Primeiro, porque está inserida, equivocadamente, na parte relativa a licitações, sendo que a compra foi feita de forma direta, sem processo licitatório. Segundo, porque não discrimina o valor do gasto. Terceiro, porque não informa o nome do fornecedor, a marca do produto, etc.
Então, senhores leitores, alguém se arrisca a dizer o quanto dos nossos impostos tem subido aos céus araguarinos em forma de foguetes? É legal e moral a realização desse tipo de gastos numa cidade repleta de outras necessidades mais urgentes?

Clique aqui e acesse a informação no Portal da Transparência.

sábado, 14 de julho de 2012

Demóstenes, Cachoeira e Araguari?

Ex-senador Demótesnes Torres, em foto extraída do Portal G1


De acusado a acusador. Com o mandato cassado, Demóstenes Torres deixa o cargo de senador. Irá reassumir suas funções de procurador do Ministério Público do Estado de Goiás. Agora terá a função de investigar e acusar as quadrilhas que atuam naquele estado, inclusive a chefiada pelo seu amigo Carlos Cachoeira.
Esse fato aparentemente nada tem a ver com a cidade de Araguari. Entretanto, por mostrar que as redes de corrupção já se enfronharam em órgãos estatais importantes, como o próprio Ministério Público, demanda uma certa reflexão por parte dos araguarinos.
Como tem sido a atuação dos promotores de justiça na cidade? Alguns desses membros do Ministério Público são pessoas próximas demais de integrantes do governo? Há sinais de leniência de promotores com certos atos praticados por agentes políticos da cidade? Dependendo das respostas dadas as essas perguntas, saberemos se, também, em Araguari, existem sinais de que organizações criminosas conseguiram invadir instituições relevantes para fiscalizar a fiel execução das leis. 

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Importante avenida de Araguari é revitalizada



Pitaco do Blog
As rodoavenidas foram se deteriorando ao longo dos anos. Sucessivas administrações omitiram-se na resolução do problema. Eis que no apagar das luzes do governo Marcos Coelho, estão sendo foram recapeadas.
Além desses, outros detalhes merecem ser lembrados. Primeiro, em vez de revitalização, está sendo feito mero recapeamento das vias. Revitalização abarcaria muito mais, como, por exemplo, a troca da iluminação em todas as vias, a reforma dos canteiros centrais, a redução de retornos na via, a construção de passarelas, etc.
Segundo, o município, claramente, não corrigiu as irregularidades criadas com a construção de estacionamentos em vários pontos das vias. Esses estacionamentos, além de ferirem o Código de Trânsito Brasileiro, privilegiam, sobretudo, alguns ricos comerciantes. O uso dessas áreas em benefício de poucos é irregular. O Ministério Público deveria ser mais rigoroso do que tem sido nessa área.
Terceiro, há um ponto que merece ser melhor analisado. A opção de contrair dívidas para restaurar as avenidas foi a melhor possível? Não existia outro meio mais econômico para realizar esse serviço? Pela falta de transparência e de fiscalização, dificilmente saberemos.

Reforma da rodoviária de Araguari é concluída



Pitaco do Blog
Os problemas do terminal rodoviário eram antigos. Desde outubro do ano passado, os banheiros estavam interditados, causando transtorno aos usuários.
A reforma, apesar de necessária, ainda não é suficiente. É preciso cuidar dos espaços públicos ociosos dentro do terminal, criando opções para os usuários. A entrevista do secretário de Trânsito e Transporte indica que as melhorias prosseguirão.

Prefeito é investigado pela Justiça Eleitoral



PROCESSO:Nº 24222 - AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL UF: MG
16ª ZONA ELEITORAL
Nº ÚNICO:24222.2012.613.0016
MUNICÍPIO:ARAGUARI - MGN.° Origem:
PROTOCOLO:1790602012 - 19/06/2012 17:03
AUTOR:MINISTERIO PUBLICO ELEITORAL
INVESTIGADO:Marcos Coelho de Carvalho
JUIZ(A):PEDRO VIVALDO DE SOUZA NOLÊTO
ASSUNTO:AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL - CONDUTA VEDADA A AGENTE PÚBLICO - MULTA E INELEGIBILIDADE
LOCALIZAÇÃO:ZE-016-CARTÓRIO ELEITORAL DA 16ª ZE DE ARAGUARI
FASE ATUAL:20/06/2012 09:39-Autuado zona - AIJE nº 242-22.2012.6.13.0016


O Ministério Público Eleitoral (MPE) já está atuando na tentativa de coibir irregularidades nas eleições municipais. Conforme informação acima, o MPE já ajuizou Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra o prefeito Marcos Coelho, candidato à reeleição. O motivo da ação seria a doação de terras e de gasolina pela Administração Pública no decorrer deste ano, conduta proibida pelo artigo 73 da Lei 9504/97. Se o pedido for julgado procedente, o prefeito poderá ser punido com multa ou ter seu registro de candidatura cassado.

Propostas de governo da chapa Raul Belém/Werley Macedo



.
Nome: Raul José de Belém                    
Partido: PP
.
Nome: Werley Ferreira Macedo                
Partido: PDT


Como combinado, segue abaixo a agenda de governo da chapa Raul Belém/Werley Macedo (coligação "Araguari Merece Mais"):


SAÚDE
- fortalecer o Conselho Municipal de Saúde;
· ampliar e modernizar as Unidades Básicas de Saúde existentes. Construir novas
Unidades de Atendimento em bairros e regiões a serem definidos por uma câmara
técnica, visando satisfazer as necessidades da população;
· investir na valorização dos servidores, na qualificação contínua e na concessão de
melhor estrutura de trabalho, bem como na ampliação do quadro médico;
· prestar,com eficiência e dignidade, os serviços de remoção e transporte de pacientes por meio de novas ambulâncias;
· aperfeiçoar e implantar ações visando melhoria do atendimento Materno-Infantil.
· instituir e aplicar programas específicos, destinados a saúde da mulher; da criança e do
Idoso;
· combater doenças e epidemias através da medicina preventiva e programas
específicos;
· ampliar as equipes do PSF - Programa Saúde da Família, nos distritos e na sede do
município;
· reorganizar o sistema de atendimento de saúde, visando reduzir o tempo de espera
para atendimento, consultas, exames e procedimentos eletivos;
· implantar sistema informatizado nas unidades de saúde;
· descentralizar a entrega dos medicamentos, proporcionando a população o conforto
de retirar dos medicamentos oferecidos pela administração municipal, nas próprias
UBS (Unidades Básicas de Saúde) e no ESF (Estratégia de saúde da Família);
· criar a Central de Exames, uma estrutura moderna que disponha de instrumentos
avançados para realização e análises de procedimentos de imagens e exames
laboratoriais. Ainda nesta vertente de atendimento, ampliar, através de parcerias com a
rede privada, o número de exames disponíveis ao usuário da saúde pública.
· ampliar o programa de saúde bucal;
· ampliar a oferta de consultas especializadas, por meio da contratação de mais
profissionais;
· viabilizar a implantação de uma unidade de referência em Cardiologia -- Propedêutica
e Terapêutica.


EDUCAÇÃO


- apoiar financeira e tecnicamente as entidades que atendam crianças em regime
especial ou em centros de educação infantil (CMEI’s);
· implantar sistema em que pessoas possam ‘‘adotar’’ um aluno de família de baixa
renda, fornecendo-lhe voluntariamente material escolar, roupas e calçados;
· promover campanhas para erradicar o analfabetismo;
· informatizar as escolas e proporcionar acesso gratuito à internet sem fio;
· construir escolas modelo para Educação em Tempo Integral, incorporando os
conceitos de obra ecologicamente correta (captação de águas pluviais,
aproveitamento de luz natural, baixo consumo de energia elétrica, coleta seletiva do
lixo, torneiras econômicas, uso de madeira plástica, etc.);
· priorizar a qualidade e variedade nos alimentos da merenda escolar;
· Terceira Idade: Construir um grande Centro de Convivência da Melhor Idade, com
academia, pista de caminhada, cozinha industrial, salão de eventos e danças e pavilhão
de ensino com salas de aula e oficinas;
· buscar a implantação de cursos profissionalizantes através de convênios já existentes
junto ao Governo de Minas e ao Sistema S (Senai, Senac, Senar, Sebrae e Outras
instituições ou organizações do setor produtivo).

ADMINISTRAÇÃO
- realizar uma gestão aberta, transparente e democrática


Incentivar a participação popular nos diversos Conselhos Municipais;
· criar a Ouvidoria Municipal, que será o principal canal de comunicação entre a
população e o governo;
· humanizar o atendimento ao contribuinte;
· disponibilizar informações atualizadas na internet sobre todas as receitas e
despesas realizadas pelo governo, em linguagem acessível aos cidadãos;
- criar programa a ser desenvolvido junto à equipe de servidores do Município e coordenado
pelo Departamento de Recursos Humanos, com o objetivo de aperfeiçoar, racionalizar e
agilizar o atendimento ao contribuinte e cidadão em todos os órgãos da administração
municipal;
- implantar o programa de desburocratização;
- realizar reforma administrativa;
· realizar concursos externos e internos;
· valorizar o servidor público - através de recomposição salarial gradativa,
considerando o equilíbrio orçamentário do município; da revisão e cumprimento do
Plano de Cargos e Salários e de processos de qualificação e requalificação permanente;
· integrar os órgãos por meio de rede informatizada.

ASSISTÊNCIA SOCIAL
- implantar programa de planejamento familiar, abordando temas como gravidez
precoce, prevenção de doenças, controle financeiro familiar e capacitação profissional;
· desenvolver um programa efetivo de prevenção ao uso de drogas;
· fortalecer os conselhos municipais antidrogas, de assistência social e dos direitos da
criança e adolescente;
· desenvolver os Centros de Referência de Assistência Social - CRAS;
· ampliar o Programa lote produtivo, visando o aproveitamento de áreas ociosas com
apoio técnico da prefeitura e de órgãos estaduais e federais em convênio com o
município;
· aperfeiçoar os programas de atenção aos idosos e portadores de necessidades
especiais;
· desenvolver programas de proteção aos direitos da mulher;
· desenvolver programas de aproveitamento de alimentos;
· manter e ampliar os programas de inclusão e promoção social;
- criar a SECRETARIA ESPECIAL DA JUVENTUDE E ANTIDROGAS.

MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA
- criar os Programas ‘‘Araguari Ecológica’’ e ‘‘Praça do Povo’’;
- construir novos espaços para prática de esporte e lazer;
- revitalizar os CESAC’s;
- criar o ‘‘Ônibus do Lazer’’, que levará aos bairros, em ônibus adaptados, diversas atividades esportivas e de lazer, beneficiando crianças, jovens e também idosos de famílias de baixa renda;

- criar o programa de certificação ambiental, instituindo um ‘‘Selo Verde’’ para produtos
e para residências, além de indústrias, comércio e serviços;
· fortalecer e valorizar o Conselho Municipal de Meio Ambiente;
· operacionalizar programa de reaproveitamento de entulhos da construção civil;
· desenvolver novas políticas públicas de cultura, visando apoiar produtores
culturais para que possam obter benefícios de leis de incentivo cultural;
· modernizar e reestruturar os projetos culturais da cidade, promovendo Festivais de
Dança, Música e Teatro;
· realizar ações visando colaborar com a segurança pública, tais como a valorização e
execução de propostas do Conselho Municipal de Segurança e melhorias na
iluminação pública.

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - URBANO E RURAL
- criar o ‘‘Condomínio Distrito Industrial’’, espaço para a consolidação e desenvolvimento de
micro e pequenas empresas do setor industrial;
- implantar o Programa Empresa Fácil, em parceria com o MINAS FÁCIL (Governo de Minas),que terá por objetivo estimular empreendedores das micro e pequenas empresas que se encontram na
informalidade a legalizarem seus estabelecimentos comerciais, industriais ou de prestação de
serviços;
- prestar orientação técnica aos produtores rurais sobre o quê, quando, quanto e onde
plantar ou criar, visando aumentar a produtividade e lucratividade;
· criar canais de comercialização adequados aos produtores rurais;
· incentivar atividades de pesquisa e fomento à diversificação das culturas agrícolas e
pecuárias, para reduzir a dependência da economia municipal a fatores sazonais
adversos, incidentes sobre determinado produto;
· organizar patrulhas mecanizadas para prestação de serviços em parceria com os
produtores, dar manutenção constante nas estradas rurais;
· promover medidas para aumentar a segurança no campo, inibindo invasões e danos às
propriedades rurais;
· descentralizar o Parque de Máquinas, criando parques próprios em cada um dos
distritos de Araguari. 

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
- promover cursos de capacidade tecnológica nas diversas áreas industriais da cidade,
visando aperfeiçoamento técnico;
· promover cursos de reciclagem do trabalhador, facilitando a permanência no emprego
dos profissionais já empregados;
· promover cursos de reciclagem e adequação às novas tecnologias àqueles
profissionais que estão afastados do mercado de trabalho, facilitando sua recolocação
no mercado;
· implantar o programa Universitário Empreendedor, criando mecanismos para estimular
e apoiar os universitários recém-formados a abrir o próprio negócio;
· realizar cursos profissionalizantes de pequena duração em pontos estratégicos da
cidade para atender a demanda por mão de obra qualificada do mercado e formação
de profissionais autônomos;
· aproveitar os salões comunitários dos bairros para oferecer
cursos de qualificação profissional, facilitando o acesso do trabalhador, evitando
deslocamento para outras regiões da cidade;
· criar o projeto PRIMEIRO EMPREGO, que vai profissionalizar e colocar jovens no
mercado de trabalho. A meta é criar 500 vagas por ano para jovens que ainda não
tiveram experiência profissional.

INFRAESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DO MUNICÍPIO
- readequar e reformar todas as estradas rurais do município já no primeiro ano de
governo;
- ampliar a qualidade dos serviços urbanos, especialmente a limpeza e manutenção das praças,
jardins e parques; 
- realizar estudos, visando à revisão/readequação do Plano Diretor de Desenvolvimento
Urbano do Município, bem como estudo, revisão/adequação e apresentação ao
legislativo das leis complementares ao referido complexo de leis tais como: Código de
Obras, Código de Postura, Lei de Uso e Ocupação do Solo -- dentre outras,
considerando a fundamental importância do sistema de infraestrutura, saneamento
básico, ambiental e demais temas correlacionados para conceder à Araguari a
condição de tornar-se referência em planejamento e gestão urbana e rural;
· reestruturação do sistema viário e organização do trânsito;
· efetivar municipalização do Trânsito;
· instituir programas permanentes de educação no trânsito;
· Definir critérios para a expansão do perímetro urbano;
· Aperfeiçoar o sistema de iluminação pública em toda a cidade;
· Construir ciclovias;
· Aperfeiçoar a sinalização viária horizontal e vertical, especialmente as placas indicativas
de nomes de ruas e avenidas.

TRANSPORTE PÚBLICO MODERNO E EFICIENTE

- criar o Terminal de Central de Transporte Urbano, proporcionando mais conforto e
praticidade aos usuários do sistema;
· garantia de segurança e modernidade dos ônibus do sistema;
· recuperação e modernização dos abrigos para ônibus por modelos mais confortáveis;
· reavaliar e reestruturar os atuais trajetos das linhas do transporte coletivo;
· fortalecer o Conselho Municipal de Trânsito e Transporte Público;
· consolidar os conceitos de acessibilidade para os ônibus e pontos de
embarque/desembarque.


Fonte: assessoria dos candidatos.
Gazeta do Triângulo (fotografias).

Clique aqui e leia, na íntegra, as propostas da chapa Raul Belém/Werley Macedo.

Clique aqui e veja o post com o programa da chapa Marcos Coelho/Juberson, da coligação "ÉTICA - Experiência, Trabalho, Integridade, Trabalho e Ação".

Clique aqui e veja o post com o programa da chapa Serginho de Jesus/Maguila, do PSol.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Programa de governo da chapa Serginho de Jesus/Maguila


Serginho de Jesus e Maguila, candidatos do PSol a
prefeito e vice, respectivamente.


Recebi hoje de integrantes do Partido Socialismo e Liberdade (PSol) as propostas de governo da chapa Serginho de Jesus/Maguila. O projeto é extenso, contendo, além das propostas, uma relação de princípios e a previsão de fóruns permanentes. 


Como prometido, disponibilizo aos leitores do blog as propostas dos candidatos do PSol:


GESTÃO 2013/2016

PROPOSTAS:

ADMINISTRAÇÃO
– CRIAR UM PORTAL ELETRÔNICO DE INFORMAÇÃO E SERVIÇO, DINAMIZANDO 
E INTERLIGANDO A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COM A POPULAÇÃO.
– IMPLANTAR TERMINAIS PARA QUE AS PESSOAS POSSAM ACESSAR O PORTAL
ELETRÔNICO DA PREFEITURA EM ESCOLAS MUNICIPAIS E PRÉDIOS
PÚBLICOS.
– COM A SISTEMATIZAÇÃO DA PREFEITURA, E COMO ACONTECE COM O 
PORTAL TRANSPARÊNCIA, DA CONTROLADORIA – GERAL DA UNIÃO, O 
CIDADÃO PODERÁ ACOMPANHAR A EXECUÇÃO FINANCEIRA DOS 
PROGRAMAS DO GOVERNO MUNICIPAL, ACESSANDO ATRAVÉS DA INTERNET 
OU DOS TERMINAIS ESPALHADOS PELOS ÓRGÃOS MUNICIPAIS (ESCOLAS, 
UNIDADES DE SAÚDE, CENTROS ESPORTIVOS).
– AMPLIAR O ACESSO DAS PESSOAS À REDE DE SERVIÇOS DA 
MUNICIPALIDADE, ATRAVÉS DA INTERNET, TERMINAIS ELETRÔNICOS, 
TELEFONE 0800 E BALÇÃO DE ATENDIMENTO. 
– CRIAR UM PROGRAMA INTEGRADO ENTRE AS SECRETARIAS DE EDUCAÇÃO, 
SAÚDE, FAEC, ESPORTE E LAZER, COM APOIO DA SECRETARIA DE AÇÃO 
SOCIAL, CRIANDO UMA REDE INTERNA DE TROCA RÁPIDA DE INFORMAÇÕES. 
– GOVERNAR MANTENDO CONTATO DIRETO COM OS PODERES PÚBLICOS 
ESTADUAL E FEDERAL.
– CONSELHOS DISTRITAIS PARA DEBATER, PROPOR AS DEMANDAS DOS 
DISTRITOS À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.

SERVIDORES PÚBLICOS
– INSERIR NO PORTAL ELETRÔNICO UM MECANISMO ON – LINE DE 
CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS, AOS MOLDES DA MODALIDADE 
DE ENSINO A DISTÂNCIA.
– ESTRUTURAÇÃO DE UM PLANO DE CARREIRAS REGIMENTADO NAS LEIS 
NACIONAIS.
– ESTABELECER EM CONJUNTO COM OS SERVIDORES UM CALENDÁRIO PARA 
NEGOCIAÇÃO DE REAJUSTES SALARIAIS.
– REALIZAR UM CONGRESSO ANUAL ENTRE OS SERVIDORES DE CADA
SECRETARIA, PARA DISCUTIR E ESCOLHER DIRETRIZES QUE NORTEARAM AS
MELHORIAS DE SERVIÇO PÚBLICO PRESTADO, QUE SERÃO DELIBERADAS POR
DELEGADOS EM CONFERÊNCIA ANUAL DOS SERVIDORES.

TURISMO, ESPORTE E LAZER
– DESENVOLVER O ECO TURISMO, TENDO NA PRESERVAÇÃO, COMO NO 
ESTUDO DO ECOSSISTEMA EXISTENTE NO MUNICÍPIO, SUA PRINCIPAL 
FUNÇÃO.
– DESCENTRALIZAÇÃO DAS ESTRUTURAS ESPORTIVAS, COMO TAMBÉM A 
AMPLIAÇÃO DAS EXISTENTES, NOS BAIRROS PERIFÉRICOS, TORNANDO – AS 
CENTROS POLIESPORTIVOS.
– INCENTIVAR O APOIO DAS EMPRESAS AO ESPORTE E À CULTURA DAS PESSOAS 
DO MUNICÍPIO.

CULTURA
– CRIAR UMA ARCERVO ÁUDIO – VISUAL, E UMA BIBLIOTECA BRAILLE PARA OS
DEFICIENTES FÍSICOS DA CIDADE.
– USAR AS ESCOLAS NOS BAIRROS COMO CENTROS CULTURAIS. 
– INCLUIR ATIVIDADES CULTURAIS PERMANENTES NA REDE DE ENSINO
INFANTIL E FUNDAMENTAL.
– DAR INSENTIVOS FISCAIS PARA AQUELES QUE DESENVOLVEREM ATIVIDADES
VOLTADAS PARA A CONCIENTIZAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO
HISTÓRICO DA CIDADE.

EDUCAÇÃO
– CAPACITAR OS PROFESSORES E AUXILIARES NO DESEMPENHO DE SUAS
FUNÇÕES PERMANENTES COM OS CURSOS FORNECIDOS ON-LINE PELO PORTAL
ELETRÔNICO, GRATIFICANDO AQUELES QUE MAIS SE CAPACITAREM E
OBTIVEREM BONS RESULTADOS NA FUNÇÃO.
– REAJUSTAR GRADUALMENTE A REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DO
ENSINO ACIMA DOS ÍNDICES INFLACIONÁRIOS DE REPOSIÇÃO SALARIAL.
– REALIZAÇÃO DE UM CONGRESSO ANUAL ENTRE OS SERVIDORES MUNICIPAIS
DA EDUCAÇÃO E A POPULAÇÃO EM GERAL PARA DISCUTIR E DELIBERAR AS
POLÍTICAS EDUCACIONAIS PARA O ANO SEGUINTE.
– ADEQUAÇÃO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DAS CRECHES AOS
HORÁRIOS DOS PAIS.
– MELHORAR AS ESTRUTURAS DAS ESCOLAS NO PERÍMETRO RURAL.
– ATUALIZAR O ACERVO DA BIBLIOTECA MUNICIPAL, BEM COMO AMPLIAR SEU
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO ATÉ AS 22HS.
– INSTALAÇÃO DE BIBLIOTECAS E CENTROS DE INFORMÁTICA NAS CRECHES E
ESCOLAS DO MUNICÍPIO.

SAÚDE
– COLOCAR UM TERMINAL DE ACESSO DO PORTAL ELETRÔNICO DA
PREFEITURA EM TODAS AS UNIDADES DE SAÚDE DO MUNICÍPIO.
– CAPACITAR PERMANENTEMENTE OS MÉDICOS E AUXILIARES PARA O
DESEMPENHO DE SUAS FUNÇÕES COM CURSOS FORNECIDOS ON – LINE PELO
PORTAL ELETRÔNICO DA PREFEITURA, GRATIFICANDO AQUELES QUE MAIS
SE CAPACITAREM E OBTEREM BONS RESULTADOS NA FUNÇÃO.
– REEXAMINAR, PARA MELHOR, OS CONVÊNIOS FIRMADOS ENTRE A
PREFEITURA E ENTIDADES HOSPITALARES E LABORATORIAIS.
– AMPLIAR O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL O NÚMERO DE MÉDICOS NO PRONTO
SOCORRO.
– ESTENDER EM FORMATO DE RODÍZIO ENTRE OS PSF SEU HORÁRIO DE
FUNCIONAMENTO ATÉ AS 22HS, PARA ATENDER AOS HORÁRIOS DOS
TRABALHADORES.
– REDE DE SERVIÇO DE SAÚDE PELA INTERNET, TERMINAIS ELETRÔNICOS NAS
UNIDADES DE SAÚDE, TELEFONE 0800, BANCÃO DE ATENDIMENTO.
– AUMENTAR AS EQUIPES DE SAÚDE PARA O ATENDIMENTO DAS PESSOAS NOS
DOMICÍLIOS.
– TRABALHAR PARA QUE SEJA IMPLANTADO O AMBULATÓRIO INFANTIL , QUE
CUIDARÁ DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS, COM SAÚDE
FRÁGIL, É QUE NÃO TENHA CONDIÇÕES FINANCEIRAS DE SE TRATAR. ESTÁ
NOVA UNIDADE DE SAÚDE FUNCIONARÁ NO ANTIGO PRÉDIO DO PRONTO
SOCORRO.

EMPREGO E GERAÇÃO DE RENDA
– ESTABELECER UMA POLÍTICA DE REGULAMENTAÇÃO DOS SETORES
INFORMAIS (MOTO - TAXISTAS, AMBULANTES, ETC.).
– FORTALECER AS COOPERATIVAS DE TRABALHO EXISTENTE, E PROPICIAR
CONDIÇÕES PARA O SURGIMENTO DE OUTRAS.
– REALIZAÇÃO DE CURSOS PARA OS CIDADÃOS (ZONA RURAL E URBANA),
UTILIZANDO AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO PÚBLICAS MUNICIPAIS EM
PERÍODOS OCIOSOS.
– CRIAR MECANISMOS DE CAPACITAÇÃO E FINANCIAMENTO DA AGRICULTURA
FAMILIAR.
– INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO DOS DEFICIENTES FÍSICOS,
CUMPRINDO A LEI NACIONAL DE 5% RESERVADO A ESTES TRABALHADORES.
– PROMOVER A CRIAÇÃO DE COOPERATIVAS DE HORTIFRUTIGRANJEIROS, NOS
BAIRROS PERIFÉRICOS, PARA GERAR RENDA E EMPREGO, COMO TAMBÉM
PROPICIAR A CRIAÇÃO DE UM CINTURÃO VERDE, PARA ABASTECER OS
PROGRAMAS ALIMENTARES DA PREFEITURA E A POPULAÇÃO EM GERAL.
– FORNECER EQUIPE TÉCNICA DE APOIO AGRÍCOLA E FINANCIAMENTO RURAL
(BANCO DO POVO) AOS COOPERADOS.

DESENVOLVIMENTO DO SETOR DE COMÉRCIO, SERVIÇO E SETOR 
AGROPECUÁRIO
– PLANEJAR E PROMOVER EVENTOS SÓCIO – ECONÔMICOS COM AS 
ENTIDADES EMPRESARIAIS.
– CRIAR UMA INCUBADORA DE EMPRESA, QUE FORNEÇA APOIO TÉCNICO E
ADMINISTRATIVO, PARA PERMITIR QUE INICIATIVAS EMPREENDEDORAS
POPULARES INICIEM SUAS ATIVIDADES DE MANEIRA SEGURA.
– INCENTIVAR A INSTALAÇÃO DE EMPRESAS DE TECNOLOGIA, PROPICIANDO
NUM FUTURO PRÓXIMO A CRIAÇÃO DE UM POLO TECNOLÓGICO.
– CRIAR ESCRITÓRIOS DE REPRESENTAÇÃO SÓCIO – ECONÔMICA EM BELO
HORIZONTE E BRASÍLIA, PARA SERVIR DE APOIO AOS DESENVOLVIMENTO
SÓCIO – ECONÔMICO DO MUNICÍPIO NAS CAPITAIS DO ESTADO E DO PAÍS.
– CRIAÇÃO DE UM BANCO MUNICIPAL PARA FINANCIAMENTO DE PEQUENOS
PROJETOS DE MICRO EMPRESÁRIOS.

SEGURANÇA
– OUVIR AS AUTORIDADES DE SEGURANÇA PÚBLICA DA CIDADE, PARA
TRAÇAR UM PLANO CONJUNTO EMERGENCIAL, E OUTRO PARA COMBATER
DE FORMA PLANEJADA AS PRÁTICAS CRIMINOSAS, EXECUTANDO AÇÕES DA
ALÇADA DO MUNICÍPIO.
– ILUMINAÇÃO DE TODAS AS RUAS DA CIDADE.
– MUDAR A SEDE DO CORPO DE BOMBEIRO PARA AS INSTALAÇÕES ONDE
FUNCIONOU A TRANSPORTADORA AGADEWAY (BAIRRO INTERLAGOS). A
JUSTIFICATIVA PARA TAL AÇÃO SE DEVE PELA NECESSIDADE DE
PROPORCIONAR UMA MELHOR INFRAESTRUTURA AO CORPO DE BOMBEIRO.
– CRIAR EM COOPERAÇÃO COM A OAB, AS UNIVERSIDADES E AS ASSOCIAÇÕES
DE MORADORES, OS CENTROS DE CIDADANIA NAS COMUNIDADES PARA
APOIO JURÍDICO PERMANENTE.

INFRAESTRUTURA
– CONSTRUIR NOVAS CRECHES E POSTOS DE SAÚDE NOS NOVOS BAIRROS,
CRIADOS A PARTIR DO PROGRAMA FEDERAL “MINHA CASA, MINHA VIDA”.
– INSTITUIR UM CONSELHO SOCIAL ESPECÍFICO ENTRE ENTIDADES DA
SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA E OS LÍDERES COMUNITÁRIOS DOS NOVOS
BAIRROS, PARA PLANEJAR E EXECUTAR AS PRIORIDADES DOS REFERIDOS
BAIRROS.
– NAS GRANDES AVENIDAS QUE CORTAM A CIDADE SERÁ IMPLANTADO CICLO
– VIAS PARA GARANTIR A SEGURANÇA DOS CICLISTAS, QUE UTILIZAM ESTE
TRANSPORTE PARA SE LOCOMOVEREM PELA CIDADE.
– PROMOVER UM ESTUDO DE ENGENHARIA DE TRÂNSITO PARA CRIAR UM
PROJETO PARA ATENDER AS NOVAS DEMANDAS, SURGIDAS COM O AUMENTO
DO FLUXO DOS VEÍCULOS PARTICULARES NAS PRINCIPAIS VIAS.
– RESPEITAR E FAZER RESPEITAR O PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO.
– PADRONIZAÇÃO E INSTALAÇÃO DO PISO TÁTIL PARA OS DEFICIENTES
VISUAIS, NAS PRINCIPAIS RUAS DO CENTRO.
– COBRANÇA DO IPTU OBSERVANDO AS CONDIÇÕES E SITUAÇÕES SOCIAIS
DIFERENCIADAS.
– COMPENSAÇÃO FISCAL DOS MORADORES QUE RESIDEM PRÓXIMOS A
TORRES DE TELEFONIA E RÁDIO, POR ESTAREM EM UMA ÁREA DE RISCO.

MEIO AMBIENTE
– INTRODUZIR NO MUNICÍPIO AS DIRETRIZES PROPOSTAS NA AGENDA 21
– INSTALAÇÃO DE UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DO ESGOTO NO CÓRREGO
BREJO – ALEGRE.
– ANÁLISE DO CONTRATO DO SERVIÇO DE COLETA DO LIXO, POSSIBILITANDO
UM PLANEJAMENTO E POSTERIORMENTE A RETOMADA DA EXECUÇÃO DO
SERVIÇO.
– REVITALIZAÇÃO DO BOSQUE JOHN KENNEDY, TORNANDO UM ESPAÇO DE
SOCIABILIDADE E AO MESMO TEMPO UM LOCUS ECO – CULTURAL DE
DEBATE SOBRE A TEMÁTICA DO MEIO AMBIENTE.
– AMPLIAR E CRIAR NOVAS COOPERATIVAS DE CATADORES DE MATERIAL
RECICLADO.
– PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DENTRO DA GRADE CURRICULAR DO
ENSINO PÚBLICO MUNICIPAL.



Fonte: assessoria do PSol.
Gazeta do Triângulo (fotografias).

Clique aqui e leia todo o projeto do Partido Socialismo e Liberdade.



Clique aqui e veja o post com o programa da chapa Marcos Coelho/Juberson, da coligação "ÉTICA - Experiência, Trabalho, Integridade, Trabalho e Ação".

Clique aqui e veja o post com o programa da chapa Raul Belém/Werley Macedo, da coligação "Araguari merece mais".