segunda-feira, 28 de maio de 2012

Presidente da Câmara não tem pressa em acabar com mordomias

O jornal Correio Braziliense, 23/05, trouxe uma lista dos benefícios dos deputados federais. Vejam:

- salários (15 por ano): R$ 26,7 mil;

- apartamento funcional ou auxílio moradia = R$ 3 mil;

- cota de atividade parlamentar = de R$ 23 a R$ 34 mil, dependendo do estado de origem do deputado;

- verba para contratar assessores = R$ 60 mil;

- assistência médica = reembolso dos gastos com saúde em hospitais ou adesão ao plano de saúde dos funcionários da Câmara;

- total máximo por mês para cada deputado = R$ 125 mil;

- total máximo por ano para cada deputado - R$ 1,5 milhão.

Apesar de tantas mordomias, o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), não se mostra sensível à necessidade de dar rápida tramitação ao projeto que acaba com os 14º e 15º salários. Pior que isso, ironicamente, ele teve a coragem de afirmar:
E aí? Os senhores leitores concordam com ele? Consideram justo um deputado federal ganhar 15 salários por ano enquanto a maioria da população sobrevive com um salário-mínimo por mês?
"Deputado não tem direito a fundo de garantia, não recebe participação nos lucros. Falar mal do parlamento é moda."

Se discordarem, podem reclamar diretamente aos deputados
clicando aqui.
 

Um comentário:

Aristeu disse...

Se fosse apenas isto que eles ganhassem eu concordaria.