quarta-feira, 28 de março de 2012

Campanha eleitoral extemporânea?

Numa rede social, circula a informação de que o prefeito, com seu staff, já iniciou a campanha eleitoral com vistas às reeleições.

Afirma-se que o grupo palaciano está se reunindo com servidores municipais, durante o expediente, no local de trabalho, para falar das "realizações do governo".

Ainda, de acordo com informações passadas por uma estagiária, o staff do prefeito estaria tentando "sensibilizar" os (estagiários) a votar na reeleição. Com isso, teriam os seus "empregos" garantidos num eventual segundo mandato.

Consta ainda que, na quinta-feira, o grupo do prefeito irá se reunir com os funcionários que trabalham no combate à dengue.

Será que o Ministério Público, que muitas vezes não consegue evitar abusos nas contratações de comissionados, temporários e estagiários, terá força suficiente para conter as irregularidades praticadas em época de campanha eleitoral? Fica a dúvida.

9 comentários:

Colenghi disse...

A situação é verdadeira, estão convocando funcionários, contratados, estagiários e concursados. Segundo alguns que já foram, Jubão é quem toma o rumo da reunião, pontuando obras daquele jornal que soltaram na cidade. Amanhã é a vez dos agentes de endemias. Não sei se irei, não é uma reunião sobre serviço, apesar de terem mandando uma convocação. Aliás convocação onde a parte convocante não assinou o documento. Já seria a demonstração de medo de levar um ferro? Se eu for relatarei para vocês aqui. Tirar foto não sei se vão deixar...

Anônimo disse...

Ministério Público vem aqui um pouquinho! Desce mais... ACORDA!!!
Agora não está claro pra vcs o porque que essa atual administração sempre foi contra concurso público heim! A nossa Constituição até já mudou nesse aspecto para evitar o uso da máquina pública para criar o seu curral eleitoral, e isso só é possivel mediante a CONCURSO PÚBLICO. Quanto e quanto tempo isso vem sendo debatido aqui nesse espaço. Próximos as eleições vão usar desse expediente, desse vínculo empregádicio ilegal para conseguir manter-se no poder. Acorda!!!!

Anônimo disse...

Na verdade, a campanha começou no mês de outubro do ano passado, sob o comando do Garotinho e do marqueteiro pago com dinheiro público. O servidor que não adere, sofre assédio moral e é perseguido e ameaçado. Estamos sofrendo horrores.

Edilvo Mota disse...

Se o prefeito não tivesse feito vista grossa, e ignorado a "Carta Aberta" assinada por inúmeros servidores da Secretaria de Saúde, talvez o mal tivesse sido cortado pela raiz.

Ao invés, para que houve foi estímulo à truculência, com a promoção dos jagunços...

Aristeu disse...

Só é seduzido quem quer.

Anônimo disse...

Colenghi, já que você é um dos que defende Tião e os oportunistas do Sistrepa, que deveriam estar atentos também paRA ESSE FATO, qual foi o posicionamento do vereador sindicalita que em teoria teria de fiscalizar esse evento representando-se duplamente, como vereador e sindicalista? E o Dilson...kd esse Povo?

Anônimo disse...

um estagiário contou que foram entregues aqueles jornais com propaganda enganosa do governo e que o Marcos Coelho fez uma certa chantagem com os estagiários: que não saberia dizer que se caso ele não for eleito os contratos seriam renovados!!! isso é ilegal e é pressão para cima dos funcionarios e isso só vai aumentar!!!

Anônimo disse...

Originalmente a convocação era apenas para os agentes contratados no ''Processo Seletivo'', porém mudaram de ideia e resolveram chamar também os agentes concursados.

Colenghi disse...

Anônimo do dia 28 de março de 2012 21:44
Então eles deveriam ter ficado com a idéia original e evitado mais desgastes.