quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O início das obras de adequação do Hospital Municipal

A propósito do início das obras de adequação de parte do "Hospital Municipal", para ser utilizada provisoriamente como Pronto Socorro Municipal, trago a opinião de Márcio Marques, Gazeta do Triângulo, 05/01. Abra aspas para o competente colunista:

"PRONTO SOCORRO 3

Tenho certeza que vou ser criticado e escorraçado por várias pessoas opositoras do atual governo, mas, preciso creditar essa conquista à dupla Marcão/Jubão, pois eles encamparam de forma excepcional essa bandeira e agora o sonho começa a se tornar realidade. Acredito que essa realização, após completada, será de grande valia para os cidadãos araguarinos e que o nome dessa administração será lembrado por vários anos. Preciso lembrar também que a culpa do não funcionamento não é da atual administração e sim dos antigos gestores que deixaram uma construção tão mal feita ser executada e entregue ao povo. Lógico que Marcos Coelho tem que encampar essa causa, por ser o atual prefeito, mas como disse em colunas anteriores, os verdadeiros culpados têm que ser indicados e indiciados, e proibidos de se candidatar a qualquer cargo político. Parabéns a atual administração que conseguiu essa grande conquista para todos os araguarinos."
 
Pitaco do Blog
É claro que o governo atual quer os louros pela abertura do Hospital Municipal (HM). Também óbvio: o grande responsável pelo não-funcionamento do HM é o ex-prefeito Marcos Alvim, que construiu uma obra inapropriada para o uso hospitalar e sem a mínima viabilidade de funcionamento. Mas um erro não justifica o outro.
Por isso, convém lembrar que somente agora, no último ano do mandato, o governo Marcos Coelho está iniciando os trabalhos de adequação do prédio para utilização provisória como Pronto Socorro Municipal. É bom frisar: a utilização será provisória. O que acontecerá depois com as instalações do HM ninguém sabe. Provavelmente, voltará a exercer sua vocação de "elefante branco" ou de "monumento à incompetência dos políticos araguarinos".
Outro detalhe: o atual gestor somente está se movimentando por força da inegável pressão exercida pelo Ministério Público Federal. Importa lembrar aqui que o Procurador da República Dr. Cléber Eustáquio já havia ameaçado ingressar com ação de improbidade administrativa contra o atual prefeito pelo fato de não colocar o Hospital em funcionamento. Aliás, essa ameaça, a meu ver, permanece válida, uma vez que, mesmo com a transferência do PSM, o HM ainda não estará cumprindo a finalidade para a qual foi construído.
Então, ficamos assim. Os atuais gestores querem um fato político favorável às suas futuras pretensões. Por isso, a presença da claque montada ontem, contando inclusive com a participação de parte da imprensa. Apenas isso. Nossos governantes não estão assim tão preocupados com a população. Se estivessem, o problema já estaria resolvido. Aliás, nem teria sido criado. Além disso, os gestores atuais somente estão agindo sob o fogo intenso do Ministério Público Federal.

8 comentários:

Aline disse...

Não só agindo sob o fogo intenso do Ministério Público Federal,mas também pelo grande interesse politico e prestigio que essa obra trará,pois bem estão abertas as obras no ultimo ano do mandato tem interesse ou não?

Anônimo disse...

Acredito que o MPF só contribuiu para os atrasos... Por que não divulgam o andamento do(s) processo(s) e as medidas propostas contra as irregularidades do Governo Marcos Alvim, neste caso.
Porque não divulgam ou nem sequer questiona a construtora (co)responsável.
Se o Sr. Procurador fez ameaça, o que não acredito, ele também é incompetente. Pois sua função, nos termo do art. 129 da CF, é promover ICP e ACP e não ameaçar
(dinastia de coronelismo)
Por fim, acho sim, que o blogueiro deveria louvar essa vitória do Governo Marcos Coelho, apesar de ser sua obrigação, nós araguarino, em breve teremos uma UPA. Temos que cobrar, mas também apoiar. A cidade é nossa.

Anônimo disse...

"deveria louvar essa vitória do Governo Marcos Coelho"

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Uma administração caótica e incompetente em todos os setores durante todo o seu curso, é até compreensível que uma simples mudança de prédio tornou para o Novo Modelo uma grande obra.

Marcos disse...

Anônimo das 11h38, penso um pouco diferentemente de vc. Deixa eu explicar.
O Ministério Público sequer deveria interferir nesses. Só atua porque os governantes pisam na bola. Foi assim com o Alvim e está sendo igual com o Marcão.
No caso do Alvim, o Ministério Público Federal fez a sua parte. Ingressou com as ações penal e de improbidade administrativa. Quem não cumpriu sua parte? A Prefeitura e a Câmara, que não fiscalizaram corretamente a obra. Até mesmo o governo atual "vacilou", uma vez que não instaurou o devido processo para penalizar eventuais responsáveis (funcionários envolvidos na construção).
Quanto à ameaça feita pelo Procurador, trata-se de "ameaça" legal para resolver o problema se a necessidade do ajuizamento de outras ações. É uma conduta que varia de acordo com a vontade do representante do MP.
A respeito da mudança do PSM, apesar de ter restrições à forma como está sendo feita, entendo que, pelo menos, o governo resolver sair da inércia. De qualquer forma, não vejo as coisas com tanta simplicidade. Para mim, essa mudança deveria ser precedida de estudos de viabilidade, demonstrando que a medida adotada é a mais acertada. Será que isso foi feito? Se não foi feito, mais dinheiro público escoará pelo ralo. É isso.

Anômimo disse...

este Anõnimo puxa saco do coelho,so pode ser o da tv de plasma,vou pedir o proximo prefeito um presente tambem,quer saber qual?kkkkkkkkkk uma passagem de inda sem volta para o japão, exportando esse puxa saco barato,mas porem posso estar errado,quanto a pessoa este é semi alfabeto não teria capacidade entelectual para escrever termos juridicoskkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

JOSE FLAVIO disse...

A população precisa ser alertada que não adianta prédios destinados à saúde, o que faz a diferença é ter profissionais responsáveis no atendimento e receber o tratamento, tanto preventivo, quanto curativo na hora certa. Os imóveis novos não vão modificar a qualidade do atendimento, nem alterar a atual situação caótica de saúde em que vive nossa população. Será que a Secretaria M. de Saúde já planejou como irá utilizar aqueles amplos espaços que abrigará o pronto socorro? Existem nos quadros municipais profissionais propiciar um atendimento 100% e com humanidade? E os medicamentos em estoque, são suficientes? Ficam aqui alguns questionamentos?

Anônimo disse...

o marcão é um inocente nesta história toda de H.m mal-construido E NÃO CREIO QUE ÊLE AGIU SOB PRESSÃO DO MINISTÉRIO FEDERAL-ELÊ APENAS VISOU O BEM DA SAÚDE DA POPULAÇÃO ARAGUARINA-E ESPERO QUE ELÊ SE REELEJA SIM.E QUANTO AO MARCOS ALVIM ACHO QUE ÊLE DEVE SER PROIBIDO DE EXERCER GARGOS PÚBLICOS EM ARAGUARI PARA SEMPRE POIS ÊLE É UM POLITICO DE ARAQUE E DEVE PAGAR PELO SEUS ÊRROS SIM.E O MARCOS COELHO MERECE SIM OS LOUROS PELA CONQUISTA DA TRANSFERÊNCIA DO PRONTO SOCORRO E PELA CONSTRUÇÃO DA UPA POIS SE NÃO FOSSE ÊLE CORRER ATRAS ENFRENTANDO TANTOS OBSTÁCULOS ESTA OBRA NÃO TERIA SIDO POSSIVEL DE CONCRETIZAR-E AOS INVEJOSOS DE SEU GOVERNO NOTA 10 E CRITICOS- DEIXO AQUI O MINHA MANIFESTAÇÃO DE REPÚDIO.BANDO DE DESPOLITIZADOS AH SEU PEGO VOCES RRRRRRR.

Anônimo disse...

O Marcos Coelho ta merecendo é mais louras para ter coragem de abrir a boca e falar o que mais tem de errado nesse governo.Fica aqui a minha manifestação de repudio a você anonimo(a)e a todos outros que no minimo devem ser daqueles que mamam nas tetas e ta morrendo de medo de perder a mordomia. Ameaça não porque ninguém aqui num tem medo de bandido naum.