segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Pronto Socorro de Araguari começa a funcionar em março de 2012

Abre aspas para o Portal G1 Triângulo Mineiro:
"Anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (5), durante reunião.
Liberação ocorreu porque o município apresentou Memorial de Atividades.
O Pronto Socorro do Hospital Municipal de Araguari vai começar a funcionar até março de 2012, segundo a Gerência Regional de Saúde (GRS). A informação foi anunciada na manhã desta segunda-feira (5) durante reunião com representantes do município, da GRS e da Vigilância Sanitária. Um mamógrafo e um aparelho de raio-x serão utilizados na unidade. O último faz parte da lista de aparelhos parados há mais de dois anos no local, já que o hospital que foi inaugurado três vezes (em 2003, 2006 e 2008), mas nunca entrou em operação.
A liberação do PS foi possível porque o município apresentou o Memorial de Atividades, documento que contém a disposição e a quantidade de móveis como cadeiras e mesas, além de outros objetos que vão compor o local.
Na última quinta-feira (1º), uma equipe da Vigilância Sanitária Estadual suspendeu a vistoria porque o município não havia apresentado a documentação necessária no momento da visita. A secretária de Saúde de Araguari, Iolanda Coelho, alegou que o órgão não havia exigido a papelada.
Apesar de ter confirmado que já havia solicitado o documento anteriormente, o gerente regional de saúde, Daltro Catani, disse hoje que houve um mal entendido. “O Memorial de Atividades pode ser feito também verbalmente. Não foi esse papel que adiou a liberação do Pronto Socorro.
Na verdade a reunião estava marcada para a manhã de hoje e o anúncio seria feito durante o encontro. O problema envolvendo o hospital se arrasta há muito tempo, mas hoje conseguimos dar esse passo importante para a saúde no município”, disse.
Ainda de acordo com Daltro, nos próximos 90 dias devem ser feitas adequações na ala destinada ao Pronto Socorro, como mudanças na voltagem de energia de algumas salas que oferecem apenas 220V, pequenos reparos de alvenaria e instalação de aparelhos. “Foi o prazo solicitado e entendemos que é possível deixar tudo pronto até março, para finalmente o atendimento de pacientes começar a ser feito”, afirmou."

Pitaco do blog
Enquanto cidadão, só nos resta esperar e torcer para que realmente ocorra a transferência e a melhora dos serviços prestados pelo Pronto Socorro Municipal.
Convém lembrar, no entanto, que essa mudança, caso concretizada, não resolverá, por si só, os problemas da saúde pública no município. O caos na saúde pública não se apagará com a mera inauguração de instalações. Necessita, isto sim, de consideráveis melhorias na gestão, envolvendo desde a parte política (inclusão da saúde como prioridade de governo) até a administrativa (humanização do atendimento e controles mais rígidos de gastos, por exemplo).

3 comentários:

Edilvo Mota disse...

Boa nova.

Toda ação destinada a melhorias no atendimento na Saúde Pública merece destaque e nosso reconhecimento.

Aristeu disse...

Balela

Edilvo Mota disse...

Caro Aristeu,

conheci de perto as agruras de todo gestor municipal do SUS, decorrentes do descaso generalizado (inclusive da população), da falta de priorização por parte das instituições políticas e do excesso de tentativas de ingerência (em alguns casos, bem sucedidas).

Inobstante a série de problemas gerados pelo Hospital Municipal (já amplamente debatidos, aqui e acolá) qualquer ação voltada a melhorias merecerá sempre meu apoio (embora, neste caso, certamente ele seja dispensado pelo governo de plantão).

Abraço