quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Incompetência

Prefeitura e Caixa não conseguem realizar o sorteio das 500 casas do Residencial Monte Moriá



Membro do CODEMA (Maurício Lopes Moraes), que teve área desapropriada em favor do empreendimento, participa das reuniões que decidem pela não liberação do respectivo loteamento

A construção das 500 casas do Residencial Monte Moriá já foi concluída, mas a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal não conseguem realizar o sorteio das mesmas, para seguinte entrega às famílias beneficiadas, devido a incidente oposto pelo CODEMA (Conselho de Defesa do Meio Ambiente) e nos pareceres que emite para análise da Curadoria de Defesa do Meio Ambiente, a quem cabe liberar a expedição dos “Habite-se” das casas, pois o empreendimento está sob sua investigação (do Ministério Público) relativamente a questões ambientais, especialmente quanto ao destino final das águas pluviais que são recolhidas pelas galerias implantadas no Residencial.

Clique aqui e leia a reportagem completa em que o Correio de Araguari, a exemplo do radialista Valmir Brasileiro, tenta afastar a incompetência da Prefeitura e passar a culpa pelo atraso na entrega das casas a terceiros e até ao Ministério Público.

6 comentários:

Anônimo disse...

qual seria o enterece do radialista Valmir Brasileiro em defender tanto o novo modelo de administração do pref Marcos Coelho.

Aristeu disse...

"Entereçante" não. O integrante do Conselho que teve a área desapropriada deve fazer parte sim da mesa, afinal ele ama tal área e não a venderia de modo algum não fosse pelo bem comum.

Iconoclasta disse...

Nem ouço o programa desse radialista, isso é perda de tempo. A pessoa pode até defender o seu ponto de vista, mas tem que ter qualidade na informação, e não é o caso desse programa.
O programa desse radialista é voltado para as classes menos esclarecidas da nossa sociedade, pois aqueles que buscam informações sérias sobre a nossa cidade, e também sobre política vai atrás de outras fontes. Podemos citar esse blog por exemplo.

Anônimo disse...

SERIA INTERESSANTE QUE ALGUÉM DA IMPRENSA COM INPARCIALIDADE, LESSE OS AUTOS JUNTO A PROMOTORIA DO MEIO AMBIENTE E TIRE AS CONCLUSÕES, QUE ESTAS AFIRMAÇÕES SÃO INFUNDADAS, E APENAS TENTAM ENCOBRIR TODOS OS ERROS COMETIDOS PELOS NOSSOS ADMINISTRADORES E EMPREENDEDORES

Anônimo disse...

Nem mesmo com o GOVERNO FEDERAL dando tudo mastigado, essa estirpe do novo modelo consegue fazer as coisas caminharem. É uma vergonha essa turma!

Anônimo disse...

Vamos ver se entendi bem:
1- Minha Casa Minha vida é recurso do Governo Federal;

2- A prefeitura contrata uma empresa para elaborar projeto habitacional sem LICITAÇÃO e ainda por cima a proprietária da empresa é parente do próprio PREFEITO;

3- O projeto possui falhas e atrasa a entrega das casas, prejudicando diretamente a população.

4- Que ainda tem a coragem de reeleger essa turma?