sábado, 17 de dezembro de 2011

Gasto milionário com combustíveis

Há alguns dias, noticiou-se que o município estava pagando R$ 3,28 (três reais e vinte oito centavos) pelo litro de gasolina.
Como as informações sobre a quantidade e o valor do combustível não são publicadas no mentiroso Portal da "Transparência" da Prefeitura, tivemos que fazer uma pesquisa para encontrar, pelo menos, o valor total gasto com combustível pelo município.
Verifica-se que, para este ano, estão previstos gastos de R$ 1.591.090,82 (um milhão, quinhentos e noventa e um mil, noventa reais e oitenta e dois centavos) com a compra de combustíveis na empresa Auto Posto Melo Viana Ltda.
Observações pitorescas: esse gasto é equivalente a 485 mil litros de gasolina (a esse preço absurdo de R$ 3,28 o litro). Daria para fazer mais de 80 mil viagens (ida e volta) a Uberlândia anualmente.  Se considerarmos que o preços dos demais combustíveis são mais baixos, poderiam ser feitas mais alguns milhares de viagens.
Fonte: Diário Oficial de Minas Gerais, 26/01/2011.
Atualizado às 11h15.

14 comentários:

Anônimo disse...

que assalto a mão armada! e o filho do dono deste posto é diretor na perfeitura(cargo de confiança) é legal mas este absurdo?

Anônimo disse...

Esse gasto é mensal ou anual??

Marcos disse...

O valor é anual. Já fiz a correção. Obrigado pelo questionamento.
Marcos

Edilvo Mota disse...

VELOZES E FURIOSOS

Leandro Cezar Maniezo disse...

E tem funcionário (motorista) que abastece o carro próprio com gasolina da prefeitura!

Edilvo Mota disse...

Publicado no jornal Gazeta do Triângulo, por Miguel de Oliveira (ex-secretário do Novo Modelo):

"Perguntas no ar. Gasolina de R$ 3,28 o litro
Cupom fiscal de 22.08.11

Que resposta se deu ao vereador Tiãozinho do Sindicato sobre a denúncia de que se teria pago à empresa vencedora da licitação, gasolina a R$ 3,28 em agosto? Foi uma vez? Duas? trinta? Pode ter ocorrido por desempenho falho de funcionário do Posto... Está aí o valor da imprensa. Na linha do respeito, discrição e sem alinhamento automático. Alguns não gostam, mas acabam se acostumando. Democracia é isto. Salvo para os bajuladores ou interessados, que além de não divulgar, ocultam os fatos"

Anônimo disse...

se falar que secretaria deu no dia eleiçao da escola jose carneiro onde ganhou jose carlos.gasolina para quem votar.

pode isso

Anônimo disse...

Ontem por volta das 16:45 horas fui abastecer meu veículo no posto citado. Havia uma viatura pick-up da secretaria de meio-ambiente, sendo abastecida não no tanque, mas em galões em sua carroceria. Qual a necessidade disso? Como controlar desse jeito?
O Motorista uqando percebeu que eu estava olhando ficou um tanto desconcertado...

Anônimo disse...

Leandro Cesar

Dá nome aos bois, desmascara esse ladrao de coisa publica, realmente nao e dificil roubar gasolina do municipio não, o controle teria que ser mais eficaz e eficiente.

Marcos disse...

Na época em que eu era militar, lembro-me bem, os veículos, para entrar e sair do quartel, tinham os odômetros anotados. Para sair, era preciso ter uma rota determinada e anotada na ficha. Nenhum veículo "dormia" fora do espaço público. Mesmo assim, nós tinhamos alguns desvios.
Agora, imaginem a total falta de controle, como parece ser no caso de Araguari?
A propósito, eu deixo duas perguntas. Por que o município não compra combustível diretamente de distribuidoras? Não existem na Prefeitura depósitos de combustível?

Edilvo Mota disse...

"Anônimo disse...
Ontem por volta das 16:45 horas fui abastecer meu veículo no posto citado. Havia uma viatura pick-up da secretaria de meio-ambiente, sendo abastecida não no tanque, mas em galões em sua carroceria. Qual a necessidade disso? Como controlar desse jeito?
O Motorista uqando percebeu que eu estava olhando ficou um tanto desconcertado...
17 de dezembro de 2011 16:18 "


Seria um NOVO MODELO DE ABASTECIMENTO ??

Anônimo disse...

Pra que comprar direto Marcos, se o dono do posto é mais um apadrinhado da prefeitura.Essa é mais uma chance pra se fazer rolos.

Colenghi disse...

Não é difícil fazer falcatruas com gasolina em qualquer setor da prefeitura. Quando era supervisor possuía uma viatura à minha disposição, à qual devido à falta de manutenção gastava mais que o normal. Era uma Pick-up Fiat estrada à álcool que as vezes não estava fazendo nem 5 km por litro.
Quando comecei no cargo de supervisor, abastecia no Posto Pedroca, ali perto do União, na Theodolino e ali havia um controle melhor, sem contar que a qualidade do combustível era bem superior, ao contrário do posto onde se realiza o serviço hoje. Havia até controle de km por litro, coisa que hoje não existe.Eu era responsável pelo abastecimento das máquinas de fumacê portáteis, era só pegar uma requisição na secretaria e abastecer os galões de 20 litros. Niguém nunca me fiscalizou, nunca conferiu onde eu estava usando a gasolina. Resumindo, uma responsabilidade assim nas mãos de desonestos é prejuízo na certa aos cofres públicos. Tenho um ford fiesta velhinho, mas ando sempre de bike e de ônibus. Além da honestidade, penso em sustentabilidade, os cofres públicos e o meio-ambiente agradecem

Anônimo disse...

Ta dificil esse novomodelismo... Em tudo que se procura encontra-se uma nova forma de falcatrua...

Pelo jeito, anda-se de patinete motorizado até dentro dos corredores palacianos, e somado isso a quantidade de salgadinhos pagos pela secretaria de ação social vai ter gente saindo rolando rampa abaixo no final mandato...

Atenciosamente.
Riberto de Sousa Junior.