segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Esclarecimentos feitos pela denunciante

A respeito do processo administrativo que apura denúncia de possíveis irregularidades em gastos da Secretaria de Saúde (vide posts anteriores sobre o assunto), creio ser oportuno transformar em postagem um comentário feito pela própria autora da denúncia, a servidora municipal Mirian Lima. Aproveito para parabenizá-la pela atitude cidadã. Espera-se, agora, que o governo municipal também cumpra o seu papel, apurando e, se for o caso, responsabilizando os agentes públicos envolvidos.
Abre aspas para a denunciante:
"No dia 09 de agosto de 2011 formalizei documento na Procuradoria Geral do Município. Fui comunicada verbalmente da destituição do cargo no dia 10 de agosto de 2011 período da tarde, momento que solicitei a Gestora que o fizesse formal, pois poderia inclusive caracterizar que eu estava abandonando meu posto de trabalho. Recebi comunicado formal no dia 11 de agosto de 2011, após o almoço, imediatamente dirigi a Secretaria de Administração onde me apresentei, para os fins de direito. Portanto não cabe aqui que: "denúncias importantes no universo político sempre são de ex-alguma coisa. Ex-diretora do PSM só trouxe à baila as denúncias sobre irregularidades na gestão municipal de saúde após perder o cargo". Podendo facilmente confirmar, pois os documentos devidamente protocolados estão no processo.
Quero esclarecer também que conforme foi noticiado em uma emissora de rádio da cidade onde o repórter afirma que eu continuo trabalhando normalmente "segundo informações que ele mesmo apurou pessoalmente" quero dizer que: Desde o dia 11 de agosto de 2011 até a presente data, Eu Mirian de Lima, funcionária Publica Municipal, concursada no cargo de Analista de Pessoal, desde 1º de abril de 1996, estou à disposição da Prefeitura Municipal de Araguari, ressaltando que por várias vezes compareci a essa Prefeitura Municipal para saber acerca do meu retorno, sem sucesso.
Quanto ao julgamento de não ser qualificada para ocupar o cargo na saúde, sou Gestora Pública por formação, a qual devidamente qualificada para exercer sim essa função até porque se trata de uma diretoria administrativa e não técnica, que aliás vale dizer que a diretoria técnica no período em que lá estive era muito bem representada pela Enfermeira Soraya, a qual sempre trabalhou com muita competência, eficácia e eficiência. Bem como a diretoria Clinica representada por Médicos, primeiramente médico Sérgio de Abreu e quando sai médico Rogério da Cruz.
Aproveito para agradecer a todos e dizer que esse processo, no que depender de mim não irá parar em arquivo morto, estou disposta ir às ultimas instancias. Nesse espaço faço um apelo a todos que puderem estar comigo nessa caminhada, (esse processo não é objeto para prejudicar qualquer pessoa, pois até o momento a única pessoa que foi punida eu mesma "por ser a Delatora") Porém tem como objetivo levar a informação dos fatos que realmente aconteceram e que a JUSTIÇA seja feita.
Ressalto que somente estou pronunciando acerca desse tema agora, porque tive a postura de não interferir de nenhuma forma na condução do processo e que tudo que escrevi é fato da mais pura verdade, de lá não retiro uma só palavra. (JUSTIÇA!!!)

Mirian de Lima"

18 comentários:

Iconoclasta disse...

Chega dar nojo quando lembro do vice prefeito JUBERSON DOS SANTOS em plena campanha prometendo aos funcionários públicos que caso eleito ele e o Marcão selaria o fim das perseguições na prefeitura, e que o "Novo Modelo" seria exemplo de respeito a todos funcionários. Só de lembrar ele dizendo isso me dá naúsea com tudo que o funcionário está passando nessa admnistração.
As perseguições no "Novo Modelo" foram intensficadas em praticamente todos os setores da admnistração. Tudo que os funcionários conseguiram nessa gestão foi por via judicial, vide o vale alimentação. Não há política nenhuma de valorização dos funcionários públicos do municipio. Onde está a revisão do plano de cargos e salários?
A única coisa que recebemos é PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO! PERSEGUIÇÃO!

Antônia Arruda disse...

Mirian não sei se vc se lembra de mim, mas sempre te vi como uma funcionária dedicada, me lembro que quando entrei em 2002 na Prefeitura de Araguari vc trabalhava no departamento pessoal e sempre teve responsabilidade e respeito para com os colegas que lá te procuravam, não te conheço com intimidade, porém aprendi a te respeitar enquato uma exelente profissional e me lembro bem qukando vc assumiu o pronto socorro municipal, um dia te encontrei e vc estava cheia de planos e esperança para melhorar o atendimento a população "humanizar" o PS. Todas as vezes que precisei encontrar com vc profissionalmente sempre fui muito bem atendida, te deixo aqui um forte abraço e sincero de uma funcionária que também sempre lutou por JUSTIÇA E CONTINUA LUTANDO, muita força e coragem pois para sermos HONESTOS neste país infelizmente passamos por muita dificuldade, já senti na pele muitas vezes a mão forte dos desonestos.

Antônia Arruda

Dilson Martins disse...

Conte comigo! Você é digna de elogios e aplausos. Quem dera um dia ter a metade do seu conhecimento acerca da administração pública do nosso município.

A justiça certamente será feita!

Edilvo Mota disse...

Mirian,

reitero neste espaço o que já lhe disse pessoalmente:

PARABÉNS !

Aristeu disse...

Bem-vinda ao Clube dos Delatores Sindicados. A culpa é nossa.

Jose Flavio de Lima Neto disse...

Quero informar para Sra. Mirian que estou e estarei à disposição para qualquer eventualidade.

Carlos Cesar Amaral disse...

Miriam, vc um exemplo de coragem e determinacao, sempre tive muito respeito e admiração por vc agora mais que nunca vc demonstra o quanto tem carater, quero dizer que aqui em casa todos estamos a sua disposiçao pra essa luta e vamos estar contigo onde vc estiver. Sei o quanto luta e qiero que sabe que vc nao esta sozinha, estamos todos juntos vamos estar com vc em todos os momentos, sempre arrebanhou muitas pessoas exatamente pela sua garra e luta por uma cidade melhor, é uma guerreira Miriam e sinto honrado de estar ao seu lado carregando essa bandeira. O nosso abraço carinhoso: Carlos Cesar, Silvia, Matheus, Marquinho, Sarah, Sandra Rosa, Marilia, Maria Fernanda, e tenho certeza de tantos outros que as vezes nao ´pde dizer o nome mais a gente sabe que ta com vc

Anônimo disse...

Queria pedir licença pro dono do blog pq muitas pessoas ta querendo escrever ai mas nao pode por o nome por causa de pérseguissão mas a gente quer apoiar a nossa amiga a Miriam, que sempre foi uma pessoa muito educada e amiga de todos aqui da secretaria de saude e quremos falar que agente acredita em tudo que ela falou. E que a gente apoia ela e que tem muita gente na secretaria de saude que gosta muito dela. Que a Iolanda faz isso tudo ai mesmo, eu ja vi ela gritando com os outros e fazendo maldade. E nao e a primeira vez que ela faz isso nao.

Anônimo disse...

Marcos;
devido à perseguição, eu e um grupo de servidores enviamos à CGU As possíveis irregularidades e tivemos a seguinte resposta:
Prezado senhor,

Em atendimento à mensagem eletrônica de 09/12/2011, dessa procedência, que comunica fatos eventualmente ocorridos no município de Araguari/MG, informo que, consoante o art. 24 da Lei nº 10.180/01, além de outras competências, a CGU realiza auditoria sobre a gestão dos recursos públicos federais sob a responsabilidade de órgãos e entidades públicos e privados. Nesse sentido, solicito que sejam apresentadas maiores informações acerca dos fatos narrados, uma vez que não foi possível identificar a origem dos recursos públicos que estão sendo supostamente mal administrados. Tal identificação é necessária, visto que a Controladoria-Geral da União tem competência para apurar desvios ou irregularidades na gestão de recursos federais.

Assim, para auxiliar nesta identificação, informo que os repasses realizados aos municípios, por meio de convênios ou transferências diretas, podem ser consultados por meio do Portal da Transparência no endereço eletrônico: www.portaldatransparencia.gov.br. Por oportuno, informo ainda que, no caso de existência de indícios de malversação de recursos federais, poderá ser acessado o site da Controladoria-Geral da União (www.cgu.gov.br/denuncias) e preenchido o formulário correspondente, não sendo obrigatória a identificação do denunciante.





Atenciosamente,

Washington Luís Oliveira de Sousa e Silva

Assessoramento

CGU-R/MG
Como não entendemos nada, o que fazer para que a CGU entre no caso, afinal verba de saúde geralmente é quase toda federal.

Mirian Lima disse...

Agradeço a todos pelo apoio e solidariedade. São pessoas como vocês que me fortalece e me motiva a continuar nessa caminhada. Sei que não estou mais sozinha, que juntos podemos lutar e acreditar que somos capazes de fazer a diferença na construção de um mundo melhor...

*** Eu tenho cópia de todo o processo (aos cuidados do meu advogado) tenho certeza que uma cópia já foi encaminhada para o MPF.

Mirian Lima

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 14 de dezembro de 2011.

Prezada Mirian Lima,

Acompanho com muita atenção todas as postagens sobre este assunto.

Quando de qualquer tipo de DEMANDA, creditamos total confiança em nosso PROCURADOR, e seguimos à risca sua orientação.

Links na Internet direcionados a Números de Processos em qualquer instância, AINDA não fazem parte do que se possa DETERMINAR como "Segredo de Justiça".

Está na Internet ?! É DE DOMÍNIO PÚBLICO.

Fique à vontade para - mesmo instruída a não comentar o conteúdo - apenas postá-los aqui.

É a ÚNICA forma de sabermos se o MPF realmente está no caso... e o acompanhamento de históricos ON-LINE é bastante salutar, inclusive, por você mesma.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Anônimo disse...

Parabéns Miriam.

Precisavamos que pelo menos 10% da população tivessem condutas assim.

Atenciosamente.
Riberto de Sousa Junior.

Mirian Lima disse...

Mais uma vez utilizando esse espaço para compartilhar com vocês que:

Um dia após o Senhor Prefeito participar de uma entrevista no programa bate papo, com Silvio Vieira e Wilson Prado, o qual o mesmo se comprometeu em tomar providências acerca da minha situação, fui convocada para retornar ao trabalho, isso ocorreu no dia 21 de dezembro de 2011, ou seja, mais de quatro meses após ter sido destituída do cargo que ocupava e colocada a disposição.

Ressalto que até o momento não fiz praticamente nada, além de cumprir minha carga horária dentro daquela "sala".

Mirian de Lima
Servidora Pública

Edilvo Mota disse...

Quatro meses??

E quem seria o chefe que se permite deixar uma servidora sem trabalho, apenas cumprindo horário, em prejuízo da própria trabalhadora e do serviço público?

Anônimo disse...

"Ressalto que até o momento não fiz praticamente nada, além de cumprir minha carga horária dentro daquela "sala"."

Mirian, vc é ética, honesta e tem muita competência, ou seja, todas as qualidades que não se encaixam no perfil do modelo vigente. Fique tranquila, talvez fosse frustrante se tudo estivesse funcionando perfeitamente e vc então olha pra dentro de si e pensa: "eu era mesmo ridícula alí dentro..." Mas não é o caso, fique orgulhosa de sua postura.

garliene arts disse...

Parabénsss Mirian ..pela sua coragem e agora aguardar de FATO o desenrolar deste processo que ja de inicio tem muitas paginas .... Sinto orgulho de ser sua amiga ...a justiça tarda mas não falha..esperança de dias melhores =)

Anônimo disse...

Hoje será um dia decisivo para a comunidade Araguarina, pois ocorrerá a reunião na Câmara Municipal de Araguari para instauração da CLI da saúde. Hoje saberemos realmente o carater e tão quanto estão interessados os senhores vereadores em realizar sua competência e obrigação de investigação das irregularidades ocorridas na secretaria de saúde.

Anônimo disse...

Mirian, você é a funcionária publica de mais coragem que já conheci, pois existem vários funcionários que enfrentam as mesmas perseguições e se omitem para continuar sobrevivendo, são obrigados a calar porque necessitam desse vinculo empregatício. Parabéns! Você da início a um novo marco do funcionalismo publico desse município servindo de exemplo para os demais não omitirem.