quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Praça Getúlio Vargas: mais dúvidas do que soluções


     Em meados de agosto, a imprensa noticiou que o prefeito Marcos Coelho havia emitido ordem de serviço para a reforma da Praça Getúlio Vargas. A empresa responsável pela obra seria a FNC Construtora Ltda-ME, de Carmo do Paranaíba, que venceu a licitação com o preço de R$ 342.997,86.
     Segundo o jornal Correio de Araguari, já estariam liberados cerca de 330 mil reais do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, "provenientes do apoio político do Deputado Federal Gilmar Machado, que atendeu reivindicação do Vereador Giulliano Tibá. A Prefeitura irá entrar com contrapartida igual ao valor restante para a realização da obra.".
     Esta é a notícia. Agora, vamos à realidade. Conforme foto acima, os serviços de reforma (ou de destruição?) foram iniciados. Contudo, alguns detalhes nos chamam a atenção.
     Primeiro, a retirada do piso de parte da praça não foi feita pela empresa contratada. Consta que esse serviço foi realizado por funcionários da própria Prefeitura. Ora, se uma empresa foi contratada, por que o município é que está realizando diretamente o serviço?
     Segundo, o valor da obra noticiado pelo jornal não corresponde à verdade. Conforme dados da Controladoria-Geral da União (CGU), o custo total da obra é de R$ 315.658,99, sendo R$ 290.406,27 - oriundos do Convênio nº 723701 - e R$ 25.252,72 - vindos dos cofres do próprio município.
     Terceiro, também a informação de que os recursos federais já estavam liberados não corresponde à verdade. Segundo a Controladoria-Geral da União, ainda não foram liberados recursos federais para execução dessa obra. É muito estranha a emissão da ordem de serviços antes mesmo da liberação de recursos pelo Ministério do Turismo.
     Diante desse quadro, algum representante do governo deveria vir a público explicar o que está acontecendo. Como cidadãos, temos o direito de saber como é que se deu início a uma obra sem a liberação dos recursos federais. Além disso, é preciso que seja esclarecido por que os serviços estão sendo feitos pela própria Prefeitura e não pela empresa contratada. Por fim, é necessário que o governo esclareça que serviços serão feitos na praça e quando serão concluídos.

Clique aqui e veja as informações no site da CGU.
Clique aqui e leia a reportagem do Correio de Araguari.

6 comentários:

garliene arts disse...

E olha que o contrato de reforma da praça vai até 21/12 conforme disse a SECRETARIA Thereza , mas pelo que vemos, isto talvez nem termine este ano. Lamentavel =S

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 9 de novembro de 2011

Prezadas Araguarinas,

Nem praça, nem banco, nem flores, nem jardim.
Tudo é diferente e estou ainda mais triste,
Pois sequer tenho A PRAÇA perto de mim...

( Tem alguém aqui, que NUNCA namorou nesta praça ?! )

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Ao som melancólico ...
(Ah! Brega, mas bonitinha.)

A Praça
Ronnie Von

Hoje eu acordei
Com saudades de você
Beijei aquela foto
Que você me ofertou
Sentei naquele banco
Da pracinha só porque
Foi lá que começou
O nosso amor...

Senti que os passarinhos
Todos me reconheceram
E eles entenderam
Toda minha solidão
Ficaram tão tristonhos
E até emudeceram
Aí então eu fiz esta canção...

A mesma praça, o mesmo banco
As mesmas flores, o mesmo jardim
Tudo é igual, mas estou triste
Porque não tenho você
Perto de mim...

Beijei aquela árvore
Tão linda onde eu
Com o meu canivete
Um coração eu desenhei
Escrevi no coração
Meu nome junto ao seu
Ser seu grande amor
Então jurei...

O guarda ainda é o mesmo
Que um dia me pegou
Roubando uma rosa amarela
Prá você
Ainda tem balanço
Tem gangorra meu amor
Crianças que não param
De correr...

A mesma praça, o mesmo banco
As mesmas flores, o mesmo jardim
Tudo é igual, mas estou triste
Porque não tenho você
Perto de mim...

Aquele bom velhinho
Pipoqueiro foi quem viu
Quando envergonhado
De namoro eu lhe falei
Ainda é o mesmo sorveteiro
Que assistiu
Ao primeiro beijo
Que eu lhe dei...

A gente vai crescendo
Vai crescendo
E o tempo passa
E nunca esquece a felicidade
Que encontrou
Sempre eu vou lembrar
Do nosso banco lá da praça
Foi lá que começou
O nosso amor...

A mesma praça, o mesmo banco
As mesmas flores, o mesmo jardim
Tudo é igual, mas estou triste
Porque não tenho você
Perto de mim...(2x)

Anônimo disse...

Jingle bell, Jingle bell, sifú papai noel.
Não faz mal, não faz mal, isso não sai no jornal...

Atenciosamente.
Riberto de Sousa Junior.

HO! HO! HO!

Aristeu disse...

Deverão mudar apenas o nome Getúlio Vargas.

Jose Flavio disse...

Pelo visto a Praça Getúlio Vargas e a Casa do Papai Noel estão "a espera de um milagre". Este novo modelo de administração conseguiu antecipadamente até desalojar o bom velhinho e acabar com a esperança da maioria dos cidadãos araguarinos, aqueles que renovam a esperança com uma simples visita à casa do Papai Noel. Será que para estas pessoas o milagre do Natal vai acontecer? Só um milagre mesmo. Com base nas informações oficiais (Site da CGU) não há como executar a reforma.

antonia disse...

QUANDO ACONTECE RECLAMAÇÃO DA POPULAÇÃO, MANDAM ALGUM FUNCIONÁRIO ATÉ LÁ DA UMA REVIRADA NA TERRA, OU MANDA UMA MÁQUINA POR UM DIA E........