quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O "Hospital Municipal" e os oportunistas

A Câmara Municipal de Araguari, atendendo a requerimento de autoria do vereador Werley Macedo (PDT), encaminhou ofício à presidente da República Dilma Roussef (PT), solicitando providências para a situação do "Hospital Municipal" e equipamentos que se encontram no local, sem utilização.
No expediente, conforme consta de uma rede social e do Gazeta do Triângulo (25/10), a Câmara solicitou à presidente da República que determinasse aos Ministérios competentes a adoção de providências visando à liberação para uso dos aparelhos adquiridos para o "Hospital".
O autor da proposta afirmou ao jornal não ser concebível que um hospital pronto e totalmente equipado ainda não esteja em funcionamento, sobretudo quando a saúde pública enfrenta diversos problemas.
Já a secretária de Saúde, Iolanda Coelho da Costa, demonstrou preocupação com a possibilidade de os aparelhos serem liberados para unidades públicas de outras cidades. Caso os equipamentos permaneçam na cidade, segundo ela, alguns problemas da saúde pública seriam resolvidos.

Pitaco do Blog
Mais uma medida demagógica e de duvidosa eficácia da Câmara de Vereadores.
Em vez de enviar cartinhas pedindo a liberação dos equipamentos e hospital, os senhores vereadores deveriam ter fiscalizado a realização da obra e a compra desses bens. A obra, como constatado pelo Ministério da Saúde, está cheia de irregularidades, tornando o prédio impróprio para funcionar como hospital. Os equipamentos sequer poderiam ter sido adquiridos, uma vez que o hospital não existia (e ainda não existe).
Além disso, vale lembrar que os atuais legisladores perderam a oportunidade de fazer algo de útil para a cidade. No início da legislatura, poderiam ter instalado uma Comissão Legislativa de Inquérito para apurar as responsabilidades pelas irregularidades na construção do "Hospital". Afinal, alguns responsáveis pela elaboração de projetos e fiscalização da obra ainda estão no serviço público. Ademais, a responsabilização política e administrativa independe dos resultados da apuração criminal, feita pelo Judiciário. Entretanto, os mesmos vereadores que aprovaram esse requerimento foram omissos, deixando de exercer o poder fiscalizatório próprio de suas funções (muito bem remuneradas, diga-se de passagem).
Apenas para refrescar a memória dos cidadãos, vamos lembrar aqui os nomes dos vereadores que, á época da construção do hospital (legislatura 2001/2004), foram omissos na fiscalização dos gastos do Executivo: Eunice Mendes (atual secretária de Educação), Jubão (atual vice-Prefeito) e os ainda vereadores Porcão e Tiboca.
Por fim, quero deixar algumas perguntas aos leitores. Suponhamos que o governo federal libere os equipamentos, o que vocês acham que irá acontecer? Eles serão distribuídos a hospitais de outras cidades, como alertou a secretária Iolanda? Ou serão cedidos à Santa Casa, ajudando a enriquecer mais aquele hospital "filantrópico"? Façam suas apostas.

44 comentários:

Anônimo disse...

Realmente estas perguntas serão difíceis de ser respondidas....Mas a OMISSÃO dos vereadores do pleito 2001/2004, deveria ser vista com mais critérios e detalhes, pelo Ministério Público. Pois devem ser responsabilizados, junto ao gestor realizador da obra, HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAGUARI.

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 26 de outubro de 2011.

Prezado Marcos,

Estou pensando...

Imagine se a Presidência da República responder formalmente, lembrando como devem funcionar as Instituições, de forma similar à que você expôs no tópico.

Tomara que tenham navegado por aqui antes:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/manual/manual.htm

(...)
... me perdoe a palavra, mas isso é jeitinho ...
(...)

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Anônimo disse...

O anônimo da primeira postagem tem razão. Os vereadores DEVERIAM ser responsabilizados juntamente com o gestor municipal que realizou a obra. Porém, juridicamente creio (salvo engano) não haver como, visto que parlamentar não executa; apenas (deveria) fiscaliza.

Entretanto, cumpre esclarecer que o ex-gestor já responde processo, mediante ação proposta pelo Ministério Público Federal.

Quanto aos vereadores (e veradora) omissos da época, não foram responsabilizados. Ao contrário, receberam de presente da população UM NOVO MANDATO.

Definitivamente, o povo escolhe que tipo de tratamente prefere que deem ao nosso dinheiro

EDILVO MOTA
Araguarino genérico

Aristeu disse...

Santa Casa da Miséria, acorda!

teste disse...

teste

Roberto Paganini disse...

me mostre qualquer ato destinado a filantropia naquela Santa Casa um antro de pessoas mal intecionada tornou aquilo, o que bem quiseram que fosse menos um hospital filantrópico

Anônimo disse...

Olha a minha opinião em relação a isso daqui é o seguinte: de hoje até o ultimo dia antes da proxima eleição deveria ser destacado em um site/Blog como este, a seguinte frase: Araguari não tem um hospital. O prefeito era Marcos Alvim, e os vereadores eram: Eunice Mendes, Jubão, Porcão e Tiboca.
Votem com a consciência, seja responsável.

Obs: Janis e Edilvo, voces ensinam "esses..." de graça, parem com isso, uma hora o povo acorda(tomara).

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 27 de outubro de 2011.

Prezado(a) Anônimo(a) das 10:18hs,

Queira DEUS, que consigamos "ensinar" - DE GRAÇA MESMO - uma pequena parcela da POPULAÇÃO a sofrer menos.

Já estamos conseguindo o mínimo:

Que as pessoas se expressem!

O próximo passo é incitar postagens NÃO-ANÔNIMAS.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Anônimo disse...

Falta o proprio proponente na lista dos incompetentes, pois o vereador WERLEY MACEDO, também era vereador à época das varias "inaugurações" do "hospital". Sendo bem sincero, não me lembro e nem vou pesquisar se ele já era eleito à época da construção, mas no segundo mandato de Marcos Alvim (2005/20080, não apenas WERLEY MACEDO já era vereador como ainda era lider da base do governo na camara.

Anonimamente.
Riberto de Sousa Junior.

Anônimo disse...

Riberto, você está correto (de novo).

Quanto ao HOSPITAL MUNICIPAL, dormiu em berço esplêndido esse tempo todo, desde a concepção, sem ser importunado pela Câmara Municipal.

Nem mesmo a tal COMISSÃO DE SAÚDE da Câmara Municipal que até hoje não justificou sua existência.

EDILVO MOTA
Araguarino genérico

Em tempo: aos interessados sugiro baixar no site do MINISTÉRIO DA FAZENDA o MANUAL DE GESTÃO FINANCEIRA DO SUS. Também posso enviar por email.

Anônimo disse...

Riberto, você está correto (de novo).

Quanto ao HOSPITAL MUNICIPAL, dormiu em berço esplêndido esse tempo todo, desde a concepção, sem ser importunado pela Câmara Municipal.

Nem mesmo a tal COMISSÃO DE SAÚDE da Câmara Municipal que até hoje não justificou sua existência.

EDILVO MOTA
Araguarino genérico

Em tempo: aos interessados sugiro baixar no site do MINISTÉRIO DA SAÚDE o MANUAL DE GESTÃO FINANCEIRA DO SUS. Também posso enviar por email.

Anônimo disse...

Riberto de Sousa Junior.
que era lider no segundo mandato era Luciano Rosa.


VALMIR/

Anônimo disse...

OLA ESTAMOS JA RUMO A REILEIÇAO COM VCS APOIANDO OU NAO.

VOTE 15.

JULIANO

Anônimo disse...

ah noooossa....
se gritar.... num fica um....

Anônimo disse...

Anônimo (sempre eles)....

Com muita honra, fui secretário municipal de saúde no governo Marcos Alvim, de 01.01.2005 a 31.03.2008. Dignifiquei o cargo e exerci a função com zelo e respeito às leis e ao tesouro municipal.

Não mantenho vínculo político nem pessoal com o ex-prefeito; nem com o atual. Isto não me torna melhor nem pior que ningúem; é circunstância da vida.

Não deixei questionamentos sem resposta.

Não permiti, nem tentei esconder desvio de verba federal do TFD, medicamentos, etc.

Não precisei de ajuda pra abafar CLI, mesmo com a maioria da Câmara na oposição (inclusive o atual vice-prefeito).

Não permiti ingerências na pasta, sequer do prefeito municipal, que aliás manteve o respeito profissional por mim.

Não fui achincalhado pelos servidores da Saúde: nem na época, nem agora.

Sai como entrei: pela porta da frente, sem ter me apropriado de dinheiro público e com o respeito dos servidores, do ex-prefeito e da população.

É por essas e outras que não preciso postar anônimo.

E, talvez também seja por isso que naquele período o prefeito não precisou trocar secretário a cada 5 meses, como ocorre agora.

Há pouco tive a honra de ser convidado a reassumir o comando da Secretaria de Saúde. Por razões profissionais, recusei. Mas enviei ao prefeito Marcos Coelho o agradecimento pela deferência.

Há de chegar o dia em que todos nós (inclusive você) poderemos falar e escrever nossos pontos de vista, sem precisar utilizar o asqueroso recurso do anonimato.


15? 33? 22? 87? 13? 18? 171?

Dá tudo na mesma...

EDILVO MOTA
Araguarino genérico

Colenghi disse...

"Rafael":
Se depender de mostrar serviço, obras e bom trato com o servidor, o Novo Modelo não conseguiria 300 votos. Se ainda ele depender de sujeitos com sua argumentação, já caí ainda mais esse número.
Edilvo:
sempre gosto de lembrar e compartilhar que sua pessoa sempre apresentou trato e apreço por nós servidores, o que até hoje resulta em boas amizades. Independente de anônimos, eu com 16 anos de serviço publico jamais testemunhei gestão mais competente que a sua. O resto é só lenda e argumentos infundados.

Anônimo disse...

juliano é uma pessoa que eu adoro e respeito, e o ano que vem vai arrebentar nas urnas, dependendo de mim sou juliano tiba sempre, pode contar com migo? hoje e sempre.

Anônimo disse...

Edilvo tambem sou sua fã, sou funcionaria da saude,de dentro da secretaria mesmo, e convivi com vc e vi seu trabalho de perto, sempre educado e atencioso, sabia conversar com os funcionarios, tratava a gente bem e isso faz bem para um trabalhador, porem na hora que precisava sabia ser severo e exigir que o trabalho fosse feito..
Saudades da sua gestao junto com Marcos Alvim.
Quando te encontrar na rua me identifico pra vc, rs

Anônimo disse...

Por acaso esse Juliano que caiu aqui de para quedas é o Giuliano Tibá??
Se for.. Tá explicado, e se nao for, tambem já tá explicado.

Anônimo disse...

Eu também fui servidor público (comissionado) na gestão do ex-prefeito M. Alvim e do Edilvo. Meu cargo era comissionado mas não precisei puxar saco de ninguém para consegui-lo, aliás, repudio esse tipo de atitude. Apesar de ter tido algumas vezes posturas que não considero corretas, o que é normal, pois; ninguém é perfeito, e, até eu confesso que cometi alguns erros com você, não posso deixar de registrar meu respeito e admiração pela sua competência.

Rodolfo Paranhos.

Rodolfo Paranhos.

Anônimo disse...

Fiel escudeiro nunca fui, e da comunidade do Orkut (que eu era dono e moderador), dos que eu sempre conheci mais de perto ninguém está em cargo nenhum.
Eu fui eleitor e militei pro Marcos Coelho com muita honra e tenho muito orgulho disso. Acreditei assim como quase todo araguarino que as coisas não poderiam ficar piores do que eram na gestão Alvim, mas a história nos mostra o quanto estava errado. Alías, é bom deixar claro que o o governo Marcos Coelho/Jubão poderia ter sido um dos melhores governos que a cidade já teve.
O momento histórico era propicio, o apoio popular também, mas bastou chegarem ao poder para seguir exatamente os mesmos passos de todos os governos anteriores.
Sobre cargos em especifico para mim, pergunte ao Jubão, ao prefeito ou a qualquer outro da camara e da prefeitura se algum dia eu pedi qualquer cargo para qualquer um deles. Aproveite também para pesquisar se algum dia em qualquer tempo ou qualquer governo eu recebi um unico real que seja com fontes oriundas no erario publico.
Todo ano é a mesma coisa... me acusam de ser candidato e nunca fui sequer filiado a nenhum partido, dizem que terei cargo A ou B no governo de seja lá quem for, e nem minha empresa nunca teve qualquer negócio com nenhuma esfera dos poderes publicos...
No mais, estamos aí. Colecionando inimigos e com a lista de amigos cada vez mais seleta, sem precisar esconder a cara no anonimato para continuar mamando nas tetas do povão.

Atenciosamente.
Riberto de Sousa Junior.

Anônimo disse...

RIBERTO MEDIS ENTAO.
E LEANDRO SECRETARIA MEIO AM/
QUE DEFEDIA TESES COMO VC AI FOI PRA PREFEITURA E PAROU.

JULIANO.
RUMO A REILEIÇAÕ

Anônimo disse...

Home Care, Mal me quer!!!!

garliene arts disse...

Omissos na fiscalização ou olho grande de grana preta , sou seja transformando em beneficio próprio o povo que se f..... São um bando de parasitas em sugar só o que lhes convém , mas as urnas estão chegando novamente e desta vez , quero ficar em minha cadeira vip pra só ver pedras deste tabuleiro maldito cair um por um =S

Colenghi disse...

O engraçado é que o 27 de outubro de 2011 19:04, parece um apessoinha que abtes postava aqui com mais atitude, agora...por que será?

Colenghi disse...

O engraçado é que o 27 de outubro de 2011 19:04, parece um a pessoinha que antes postava aqui com mais atitude, agora...por que será?

Anônimo disse...

Juliano, sinceramente não entendi seu post, mas das comunidades do Orkut, uma tinha 7.000 membros e a outra pouco mais de 400, e destes eu creio que não conheço pessoalmente nem uns 100, e que tive maior contato pessoal não deve checar a 50 membros, então não posso responder se alguém está em cargos de confiança, ou se está aprontando por aí, mas daquela época dos que conheci pessoalmente, me lembro do Leandro que já era funcionário do CPD da camara e do Zé Vitor, que também já tinha suas ligações politicas e era presidente da AUTI antes de começar a participar da comunidade, então creio que tenham obtido vantagens através dos debates do Orkut, e mesmo que tenham, eu mesmo só posso responder por mim, e qualquer outra duvida você deve esclarecer com eles.Aliás, eu nunca fui e nem pretendi ser lider de ninguém e sempre fiz questão de deixar isso bem claro pra todo mundo. Nunca escrevi tentando ganhar votos, ganhar amigos ou com a intenção de convencer ninguém.
Só escrevi e escrevo meu ponto de vista sobre as coisas da politica local e gostem ou não, vou continuar escrevendo. Parece que vocês em sua vidinha presa aos pseudo poderosos, não conseguem imaginar uma vida livre, onde alguém simplesmente escreva coisas sem esperar nada em troca, e até acho que é por isso que "esse povinho" da internet causa tanto barulho fora do mundo real, pois não há cargos, favores ou dinheiro que possam pagar para essa cambada ficar calada, e aí os caras lá de cima sempre acostumados a comprar apoios ficam assustados e tentando descobrir qual é o nosso preço.
Da minha parte, sou micro empresario (muito micro mesmo) e não quero nada mais que a cidade nos eixos com salarios realistas e boas condições de vida para que todos possam gastar direta ou indiretamente na minha empresa. Não preciso de nenhum favor, pois sou competente a ponto de buscar meu proprio mercado, mas para isso, o mercado deve existir em boas condições, e a corrupção e incompetencia politica só fazem atrapalhar o processo.

No mais, estamos aqui, como nome postado, fotos no facebook e selecionando amigos sempre precisar de anonimatos.

Atenciosamente.
Riberto de Sousa Junior.

Colenghi disse...

Riberto,
Interessante como Leandro com cargo de confiança, a Carla que o pai foi presidente da FAEC, atuavam na comunidade. Hoje, quietinhos, caladinhos, com seus interesses obtidos? usaram sua comunidade,aliás, esse novo modelou enganou à todos. E ainda tenta enganar com balelas de secretários e promessas eleitoreiras. A mais recente é o trem de turismo. Turistas sãos os políticos daqui que vemos apenas de 4 em 4 anos.

Anônimo disse...

Colenghi, A Carla realmente foi muito ativa na comunidade por um tempo, mas depois ela se mudou para SP e acho que isso é parte das razões de seu sumiço. Quanto ao Leonardo de Melo, pai dela, ia sempre aos Orkontros, debatia, levava idéias... Depois de devidamente empossado na FAEC, passa ao meu lado na rua e nem sequer me comprimenta, nem por educação... mas isso faz parte, e cedo ou tarde os desejos eleitorais acabam fazendo eles voltarem... sempre voltam.
Já o Leandro, eu não o conhecia antes dos Orkontros, e depois que ele não foi eleito na eleição passada, acho que também nunca mais o vi de novo, mas é como eu disse, posso responder apenas por mim mesmo, os outros vocês precisam procurar e perguntar para eles próprios.

Atenciosamente.
Riberto de Sousa Junior.

Anônimo disse...

Uai se teve tanto problema no hospital municipal por que Camara aprovou contas do Alvim? e porque a turma do novo modelo não fiscalizou e processou o prefeito anterior? e por que o Marcão chamou de volta o controlador do governo do Alvim e tentou contratar o ex secretário da saúde do outro governo também?

cada dia entendo menos esse povo

Marcos disse...

Anônimo das 12:51, vamos por partes.
A aprovação das contas do governo Alvim pela Câmara foi uma decisão política. A decisão técnica do Tribunal de Contas apontava irregularidades em outros setores. As falhas na construção do HM estão investigadas no âmbito federal. Assim, apesar de as contas de governo terem sido consideradas regulares, as contas do convênio do HM podem ser ilegais. Além disso, há os processos judiciais contra o ex-prefeito.
Bem, quanto à ausência de fiscalização pelo novo modelo, eu tenho uma tese. Acredito que os políticos têm um "código de ética" diferenciado. Eles usam o fato para atacar os antecessores, mas nunca vão a fundo. Para eles, é melhor a repercussão dos fatos do que punição propriamente dita. Em poucas palavras, eles não gostam de entregar o boi às piranhas.
Quanto à tentativa de contratar o ex-controlador e o ex-secretário de saúde, acredito que foram atos corretos. O controlador me parece uma pessoa correta e as falhas devem-se mais a erros no projeto e à falta de fiscalização imediata do executor do contrato, responsável pelo acompanhamento da obra. Claro, dependendo da apuração, o controlador poderia ser punido. Já o ex-secretário não tem nada a ver com as irregularidades na construção da obra, simplesmente porque não era secretário à época.

garliene arts disse...

Riberto de Sousa Junior.

28 de outubro de 2011 14:02

FALOU TUDO e PONTO =))

garliene arts disse...

Riberto de Sousa Junior.

27 de outubro de 2011 23:44


Se vc diz >>>Quem somos nós pra duvidar ...A verdade sempre vem a tona #FATO, agora nos próximos FOTOGRAFAÇO e na reunião que vai ser realizada pra discutir pontos importantes , esperamos vc viu?? Sei que andas ocupado mas faz uma força pra participar =))

garliene arts disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
garliene arts disse...

Marcos
29 de outubro de 2011 15:15
Vc diz >>>>Acredito que os políticos têm um "código de ética"

Se isto for verdade eu estou doida então uai >>> Pois o interesse não é pra maioria ou seja a população?? O ato em si prevalece pela maioria??
Meu amigooo pra que fazer alguma coisa, como isto vai espirrar em tanta gente , que fica dificil se candidatar novamente .Então levar em banho maria , no momento é o que eles querem >>E a população é a maior prejudicada , ao invés de ser a primeira a ser ouvida.Vai entender né?? Esta ordem >>>>Pare o mundo que eu quero descer. Estou ficando doida???? aff

Anônimo disse...

essa onda de fotografaço e mesmos idiota que fazia em encotro no bosque na comunidade do riberto ou se dis vamos falar e ai ganhamos alguma coisa do governo.
ou eu sei que pessoas que posta aqui pra arrumar uma boquinha.
outra coisa pergunei ao prefeito se ele tinha chamando ex secretario do alvim para assumir secretaria ele disse so chama se for pra ser presso no processo do hospital,pq jamais ia chamar uma pessoa como ex secretario que nao apresentou nada quando passou por la.
alis a mesma pratica de pegar dinheiro para pessoas viajar tinha na epoca dele.

juliano.
rumo a reileição
vote 15.

alis riberto jubao manda um abraço pra vc,e espera contar com vc de novo. viu garotinho.

Anônimo disse...

Esse tal "Juliano" deve ser algum pirado mesmo, conhecendo o Marcão sei que ele jamais iria lhe dizer o que vc escreveu ai... Aff tu é um burro mesmo hem babão.

Anônimo disse...

Juliano.
Retribua o abraço, mas, sobre politica, não tenho mais o que colaborar nem com o Jubão e nem com ninguém da Atual gestão e nem das anteriores...
Se aparecer alguém novo, com idéias novas, possivelmente iria mais uma vez coloborar sim (de graça, como sempre), pois mesmo sob o risco de errar novamente, prefiro errar apostando em algo diferente que ficar repetindo os mesmos erros de sempre, afinal, errar é humano, insistir no erro é que é burrice.

Atenciosamente.
Riberto de Sousa Junior.

Anônimo disse...

Errata: perdão pelo erro de digitação.

Experiência se escreve com "X" e não com "S"

EDILVO MOTA

Anônimo disse...

Postagem anônima para quem está no governo é incompreensível, visto que todas as ações do poder público são de DOMÍNIO PÚBLICO. Exceto em se considerando que parte da escória se presta justamente a isso; fazer o serviço sujo.

Pena o prefeito da cidade ser exposto assim, por gente que ao invés de ajudar, cria mais problemas.

Com a assessoria jurídica que tem e usando o raciocínio lógico, o prefeito jamais proferiria tamanha asneira (processar ex-secretário).

Primeiro, porque não tive qualquer envolvimento com a concepção, a construção nem a inatividade do hospital municipal. Neste caso, seria mais razoável processar também ex-vereadores (no caso seu vice-prefeito e sua secretária de educação) que na época na obra foram omissos na fiscalização, como membros do Poder Legislativo. Lembrando que o então vereador Júberson de Melo era o líder do governo Marcos Alvim e a vereadora Eunice Mendes era de oposição ao governo.

Segundo, porque o processo já está em curso, após iniciativa do Ministério Público Federal; e não consto, como não deveria mesmo, como réu. Sequer a secretária de saúde da época (2001-2004) foi arrolada como ré, pois não ordenou despesas, não tinha atribuição de fiscalizar a obra e não deu aceite na entrega do serviço.

Mesmo porque, os contatos que mantivemos ( o prefeito e eu) nos últimos anos foram sempre pautados na educação e no respeito. Por exemplo, em 2009 quando concedia entrevista à Rádio Araguari sobre o caso Hospital Municipal recebi a visita do prefeito Marcos Coelho, com quem dividi o microfone para um debate saudável e democrático sobre o caso. E tive a honra de ouvir referências elogiosas do prefeito, no ar, em relação à minha competência profissional.

A tática rasteira de fazer política com o fígado, ao invés de utilizar o cérebro, produz baboseiras tais. Isso é coisa da gentalha que rodeia partidos como ratos, procurando espaço para buscar "boquinhas" de terceiro ou quarto escalão. No meu caso, na época fui convidado pessoalmente pelo prefeito para assumir a Secretaria de Saúde, sem interferência nem apadrinhamento de partidos ou terceiros. Daí minha independência na gestão da pasta, que se me custou arestas no meio político me garantiu tranquilidade de não ser incomodado após o pedido de enoxeração (não fui enxotado, pedi para sair).

E o comentário generalizado na cidade é justamente esse: o maior problema do atual prefeito é (nalguns casos) a péssima assessoria de que dispõe. Há exceções, claro; mas os idiotas e os incapazes acabam ofuscando a competência de outros.

Fiz parte de uma administração e, ao contrário do que arrota o anônimo, fiz uma gestão decente e competente. O reconhecimento tem sido feito publicamente, sem anonimato, por pessoas dos diversos setores da cidade. E não fiz mais que minha obrigação.

Convite? Sim, foram duas sondagens, feitas por emissários. Agradeci e recusei, visto ter duas atividades profissionais que me ocupam o tempo das 08h00 até 22h40, de segunda a sexta, além de tempo extra nos finais de semana. E a remuneração é acima do razoável.

As críticas são sempre dirigidas a fatos e não às pessoas. Quem não tem inteligência emocional para conviver com críticas, não deve assumir função pública.

No mais, minha história nesses 16 anos de Araguari deixou de legado o respeito sedimentado por onde passei.

Que as hienas partidárias não consumam seu tempo comigo. Não tenho pretensão política, não almejo cargo público e não perco tempo babando ovo de político.

Agora, se não têm serenidade para a crítica, que se acostumem. Vão ter que aturar.

EDILVO MOTA
Araguarino genérico
Especialista em Gestão de Saúde (Universidade de Ribeirão Preto) com experiência gerencial nos setores público e privado da saúde.
Executivo no setor privado e professor universitário

Colenghi disse...

Edilvo;
Os que postam anonimamente neste espaço, o fazem com o intuito de conseguir benefícios com outros governos. desta forma evitam expor sua imagem para mendigar cargos noutro governo.
A situação é que sem argumentos, sem qualidade e sem capacidade, as postagens dos defensores anônimos acabam por deixar os governistas de plantão em situação pior.
Afinal, o que dá defesa á um governo é mostrar benefícios à população, coisa que é impossível nesse mandato.

Anônimo disse...

Colenghi, é por aí mesmo.

Todo governo, independente do grupo, independente da época, tem obrigação legal de publicizar suas ações.

Sempre reitero nas minhas postagens que, embora tenha feito parte de uma equipe de governo (fato do qual me orgulho e que me permitiu cultivar excelentes relações pessoais, além de prestar um serviço decente ao Município) não me presto a defender de forma intransigente e cega o que não foi correto, ou que não foi devidamente explicado.

Mantenho com o ex-prefeito uma relação cordial e de respeito, apesar de não fazer parte de seu círculo íntimo de amigos (circunstâncias da vida) nem de seu grupo político (opção pessoal). Da mesma forma, com os ex-colegas secretários, embora possa pontualmente discordar em fatos isolados, mantive e mantenho também uma relação de respeito e cordialidade, pelo forma como sempre fui tratado: com respeito.

O que prejudica, de fato, uma cidade é esse ranço politiqueiro que cria arestas, fomenta inimizades e impede o desenvolvimento franco e sustentável.

Veja, por exemplo, Uberlândia onde há décadas os agentes políticos aprenderam a priorizar a cidade, inobstante suas divergências programáticas e a permanente disputa pelo poder, que se dá no campo das ideias, sem uma ação qualquer que possa prejudicar a imagem e o desenvolvimento da cidade.

Araguari carece, urgente, de uma mudança radical na forma de fazer política; de deixarem de tratar adversário político ou crítico como inimigo; e de também deixar de rechear os cargos públicos com gente despreparada, do ponto de vista intelectual, técnico e moral.

Um governo que permite postagens anônimas em seu nome, precisa rever urgentemente suas prioridades e a forma de tratar a coisa pública. Seguramente, o prefeito Marcos Coelho não coaduna com esse tipo de tática rasteira e ineficaz.

EDILVO MOTA
Aaguarino genérico

garliene arts disse...

E AGORA??? COMO FICAMOS??? COMO FICA?? Esta história de novela mexicana ....>>>Credo tantas palavras , tantos esforços e até agora nada de se resolver este assunto, ja esta no fim do ano e ja ja muda de governo e continua a mesma história ....>>Cadê ação?? Hummm foi passear no bosque né?? E AINDA AGUARDANDO com paciência que tudo de resolva, iiii acho que vou ter que ter um caminhão de paciência pois esta longeeeee de se resolver. =S

P.S = MEU NOME GARLIENE e não ANÔNIMO

Colenghi disse...

Enquanto isso em Caratinga-MG, o MP faz seu trabalho:

http://www.hojeemdia.com.br/noticias/politica/ministerio-publico-investiga-suborno-na-prefeitura-de-caratinga-1.361762