quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Interdição do albergue

O albergue de Araguari foi interditado pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Motivo: falta de segurança para os usuários (moradores de rua, andarilhos e outras pessoas em situação de risco social que necessitam daquele abrigo).
O fato não chegou a ser lamentado pela secretária de Trabalho e Ação Social, Virgínia Alcântara. Para ela, a medida pode, até mesmo, evitar um mal, já que o imóvel realmente não oferecia a segurança devida aos seus moradores.
Alguns detalhes interessantes dessa história. Advinhem onde serão colocadas as pessoas que necessitam de abrigo? Bingo! A Prefeitura irá alugar um imóvel onde funcionará provisoriamente o albergue. Claro, como acontece nos casos de falta de planejamento, não existirão outras alternativas e nem será feita licitação.
Não há motivos para indiferença. Há, sim, razões para lamentar a incompetência do poder público. Obviamente, as más condições do albergue eram conhecidas pelo governo e decorrem da falta de conservação da edificação ou da tempestiva construção de outro imóvel.
Aqui, mais uma triste constatação. Faltou dinheiro para manutenção do albergue. Contudo, sobraram recursos para os eventos sociais da Secretaria de Trabalho e Ação Social. Em uma postagem feita em dezembro do ano passado, noticiamos o gasto de 187 mil reais neste ano com a compra de salgadinhos e refrigerantes para esses eventos (clique aqui para ler). Com certeza, quantias muito menores foram gastas em ações diretas de resgate da cidadania, que são (ou deveriam ser) o verdadeiro objetivo daquela Pasta. É o "Novo Modelo de Escolhas de Prioridades Erradas"...

Nenhum comentário: