sábado, 3 de setembro de 2011

Vamos criar o Dia Nacional da Honestidade?

Um senador propôs --e foi levado a sério-- o Dia Nacional da Corrupção, depois da absolvição da deputada Jaqueline Roriz. É uma proposta tão séria como propor o Dia Nacional da Honestidade.

Vou aqui fazer um papel incômodo. Parte do problema da corrupção não é dos políticos. Mas é nossa --se não partimos desse pressuposto, a bandalheira não vai sair do lugar.
Somos nós que elegemos os políticos sem estudar sua biografia. Somos nós que elegemos as pessoas, não acompanhamos o que fazem e nem nos manifestamos diante dos erros. Somos nós que, rapidamente, passada a eleição, esquecemos em quem votamos (e, para isso, basta ver as pesquisas do Datafolha sobre a lembrança do eleitor).
Somos nós que damos muito mais atenção às celebridades, com suas futilidades, do que a causas públicas.
Somos nós que, no cotidiano, somos tolerantes com as pequenas infrações como parar na faixa do motorista, dirigir alcoolizado, jogar lixo na rua. Ou ver alguém jogando lixo e não fazer nada. Somos nós que tratamos a coisa pública como se fosse de alguém desconhecido. Somos nós que não queremos fazer a diferença no que está do lado, esperando que alguém faça por nós.
Somos nós que não colocamos a educação em primeiro lugar na agenda brasileira.
Por que os políticos seriam tão melhores do que nós?

Gilberto Dimenstein, 54, integra o Conselho Editorial da Folha e vive nos Estados Unidos, onde foi convidado para desenvolver em Harvard projeto de comunicação para a cidadania.

Transcrito do site Folha.com

12 comentários:

garliene arts disse...

Então ta então :::>>>>DIA DA HONESTIDADE =))Mesmo assim ainda vai ter alguém que vai perguntar DIA DE QUE??? =S

Anônimo disse...

O jornalista Gilberto Dimenstein tem mantido, há muitos anos, a mesma postura crítica, serena e cidadã. Tempos atrás, quando ainda estava no auge (que durou décadas) o senador Antônio Carlos Magalhães (Toninho Malvadeza) enviou fax a Dimenstein descarregando impropérios (filho da puta foi o mais leve) e ameaçando PROCESSÁ-LO. A resposta de Dimenstein foi dada publicamente, no jornal Folha de São Paulo:

"Gostaria de dizer ao senador Antônio Carlos Magalhães que será uma honra para minha biografia ser processado por um sujeito como ele"

Há jornalistas e "jornalistas"

Há cidadãos e "cidadãos"

Vivemos numa sociedade baseada na hipocrisia, na babação de ovo pra político com mandato, na miopia ante a corrupção, na conivência deslavada com desmandos e ilegalidades.

No fundo, considerando a média, a socieadade não é nem um pouco melhor que os canalhas que povoam o ambiente político (salvo raras exceções).

EDILVO MOTA
Cidadão brasileiro
Araguarino genérico
Membro do grupo "A culpa é do fotógrafo"

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 3 de setembro de 2011.

Prezado Marcos,

(...)
Vou aqui fazer um papel incômodo.
(...)

E eu, também!

- Cometemos equívocos, quando da escolha deste ou daquele Representante menos crápula;

- Quando da permuta da nossa consciência, investindo em quatro anos de inferno pelo equivalente a uma garrafa de cachaça;

- e quando somos pegos de surpresa, por alguém de reputação ilibada que se declina às facilidades para a prática do ilícito.

Mas, oriente-me! Por favor!

PORQUE a maioria dos casos de corrupção que chegam à Justiça - se não forem todos mesmo - são tratados de forma idêntica à uma Mãe que flagra um filho apropriando-se de uma simples balinha nas lojas de auto-atendimento ?!

COMPREENDO a máxima que diz sobre perdoar sempre, e repreendendo, solicita-se COM AUTORIDADE, que não se cometa mais este deslize...

Mas, tenho convicção de que isso virou P#T@RI@ mesmo. Oficial. Legal.

Antes, era no Executivo. Depois no Legislativo. Agora ...

Ah! Sim. O Tópico é sobre HONESTIDADE!

Sendo HONESTO, minha sugestão para uma DATA:

29 de fevereiro!

Para não forçar muito o Povo Brasileiro.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

garliene arts disse...

Honestidade: o ato, qualidade, ou condição de ser honesto. Isto pode incluir ser a pessoa ou instituição verdadeira em seus atos e declarações, não propensa a enganar, mentir ou fraudar; sem malícia.
(Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.)

P.S = "O mais difícil para um homem honesto não é cumprir o dever, é conhecê-lo."
(Louis-Gabriel-Ambroise Bonald )

Anônimo disse...

Janis, concordo com vc. Temos uma classse dos mais iguais que os outros, ou seja, daqueles privilegiados que não são pegos pelas malhas da lei.
Isso jutifica o grande interesse em ocupar cargos políticos. Não são só os salários ou o status que embalam os sonhos dos candidatos a cargos políticos. Muitos querem se livrar de alguma imputação ou de algum processo. Sabem que, quando integrantes da rede de poder, terão maior facilidade para evitar punições.
Enfim, o sistema é seletivo. Foi feito para não pegar determinadas pessoas. Digamos que vem cumprindo bem esse papel.
Marcos

Aristeu disse...

GOIANDIRA-GO, 3 de setembro de 2011.

Prezado Marcos,

(...)
Vou aqui fazer um papel incômodo.
(...)
Somos nós
(...)

E eu, também!
(...)

Conheci um araguarino de uma estirpe duvidosa, mas que dizia uma grande verdade. Sempre que a dizia ele dava uma gargalhada bem esculachada.
É a seguinte: "O Brasil é feito por nós, ou seja, cada um vem e dá um nó"

Sempre Atento

Aristeu

Ianis disse...

Antônimo rindo...

Eis aí outro nó cego. E aniversariando!

Atenciosamente,
O Antônimo cantando PARABÉNS.

antonia arruda disse...

rEALMENTE TODOS ESTES ASQUEROSOS POLITIQUEIROS QUE COMP~EM O BRASIL É UNICAMENTE CULPA DO POVO, POR ISSO DIGO, ALGUMAS PESSOAS DIZEM SER A FAVOR DO AUMENTO DE CADEIRAS NA CAMARA DE VEREADORES PORQUE DESTA FORMA A REPRESENTATIVIDADE SERÁ MAIOR, AGORA PERGUNTO DE ADIANTA AUMENTAR REPRESENTATIVIDADE DE A QUALIDADE NÃO TEM MELHORA, O LANCE NÃO É AUMENTAR CFDEIRAS E SIM MELHORAR A QUALIDADE SO "POLÍTICOS" QUE COLOCAMOS LÁ. pOR ISSO QUE DIGO VOTO TEM QUE SER CONSCIENTE E ESTA DE DIZER QUE VOTO NULO NÃO É CONSCIENTE NÃO É VERDADE, POIS VOTAR POR VOTAR É MELHOR ANULAR O VOTO.TODAS AS VEZES QUE VOTO PROCURO TER EM MENTE O QUE PROCURO PARA MELHOR ESTE ANO PARA PRESIDENTE VOTEI NO PRIMEIRO TURNO, POIS ACREDITAVA NA PROPOSTA DA mARINA SILVA NO SEGUNDO ANULEI MEU VOTO, PIOIS NÃO CONCONDAVA COM A LNHA PÓLITICA DE NENHUM DOS CANDIDATOS. TENHO ORGULHO EM DIZER QUE MEU VOTO NULO FOI CONSCIENTE, COMO O PARA PREFEITO NA ULTIMA ELEIÇÃO, NÃO TINHA OPÇÃO APENAS A ÚNICA ERA ANULAR O VOTO E ANULEI, PARA VEREADOR DEI UM VOTO PELA CLASSE E POR ENQUANTO AINDA NÃO ME ARRENPENDI E ESPERO QUE CONTINUI ASSIM PORQUE MUITOS VOTOS QUE JA DEPOSITEI NAS URNAS ME FIZERAM FICAR TRISTE.

Anônimo disse...

Antônia...

parabéns pelo posicionamento. E mais ainda por não ser hipócrita a ponto de (como muitos fazem) tentar explicar a "performance" de certos canalhas.

EDILVO MOTA
Araguarino genérico

Anônimo disse...

Em tempo:

também sou CONTRA o aumento do número de cadeiras na Câmara Municipal. Já está mais do que provado que quantidade não redunda em qualidade.

A criminosa omissão dos vereadores durante a construção do Hospital Municipal, por exemplo, aconteceu com 17 edis; quatro deles foram re-re-eleitos e continuam omissos.

A compra de votos na eleição (todas elas) é descarada. Mas ninguém vê...

Agora, parece que dois deles "proibiram" uma representante de órgão de imprensa de frequentar o Palácio dos Ferroviários. Como se o prédio público fosse propriedade privada.. E numa clara ingerência no Poder Executivo, o que não é novidade.

EDILVO MOTA
Araguarino genérico

Dilson Martins disse...

Respeito as posições de todos! No entanto, acredito que 17 é melhor, mais democrático e com maiores riscos de aprecerem em um mesmo período de mandato, a verdadeira cara dos nossos defensores.

Votaria com alegria e entusiasmo no Marcos! E olha que às vezes (raras) divirjo de suas colocações.

Anônimo disse...

Lamentavel é a posição do MINISTÉRIO PÚBLICO DE ARAGUARI, que acatou uma denúnica anônima com o próposito de prejudicar os funcionários da prefeitura que participaram de manifestações onde reivindicavam por seus direitos. A promotora que considerou a o anonimato da denúncia contra os servidores foi a promotora Leila. Não sei não, mas essa promotora deveria ser investigada, deveria saber qual é a relação dela com o governo do Marcão. Muito estranho as atitudes dessa mulher. Uma administração caótica, com irregularidades até no teto e irregularidade sérias por sinal, mas que prefere tomar ações contra funcionários que pleiteavam por melhorias!
Caso essa promotora tome atitude com a intenção de desligitimar as manifestações, vai ser obrigado a denuncia-lá na ouvidoria, usar canais de comunicação como o Youtube com o Daniel Fraga, as redes sociais, forúns virtuais e mostrar todas as sujeiras já denúnciadas e que até agora nada fizeram.