quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Qual a culpa do Gláucio?

Relicário

A destruição do Relicário
O Ministério Público do Estado de Minas Gerais está processando o ex-prefeito Marcos Alvim e o empresário Luiz de Freitas Peixoto visando a reparar os danos causados ao patrimônio histórico, estético e cultural do município pela destruição do prédio do antigo Relicário.
Agora, segundo o Diário de Araguari, a culpa desse e de outros "crimes" praticados por nossos governantes deveria ser atribuída ao fotógrafo Gláucio Henrique Chaves. Deve ser porque ele, no livre exercício do direito de expressão e de uma atividade profissional (lícita), vem retratando o descaso dos administradores públicos com a cidade.
Sinceramente, nem jornais fiéis à ditadura se sentiriam tão incomodados com a liberdade de expressão quanto o Diário.
Onde está a culpa do Gláucio?
Clique aqui e veja mais trabalhos fotográficos de Gláucio Henrique Chaves.
Clique aqui e veja o andamento do processo judicial nº 003509161507-6, referido no post.

15 comentários:

Iconoclasta disse...

Realmente o Gláucio é culpado pelo atraso econômico da nossa cidade como relatou o jornal Diário de Araguari. Como vc pode fazer isso Gláucio?!
Uma administração tão séria e competente.
O "Novo Modelo" juntamente com os nobres vereadores da sua base conseguiram armar toda uma estrutura vantajosa para Araguari capaz de atrair novos investimentos. A malha asfáltica foi toda recuperada melhorando o fluxo dos transportes e mercadorias , os incentivos fiscais que notadamente estavam atraindo novos agentes econômicos. Mas vc Gláucio está atrapalhando todo esse trabalho com suas fotos, pois elas distorcem a realidade.

Veritas disse...

O "Novo Modelo de Coronelismo'' agora quer calar a liberdade de expressão em Araguari! Daqui a pouco vão querer perseguir os cidadãos que ''falam mal'' do prefeito pelas ruas, cuidado.

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 10 de agosto de 2011.

Prezados Srs.,

O arteiro Gláucio é nas horas de ociosidade, um tremendo de um retratista-andarilho-trilheiro, com um tino genial para focar nossa realidade sob um prisma bastante peculiar.

Será que a preocupação dos nossos Nobres Legisladores tem algum fundamento ?!

O Gláucio conseguiu fazer valer seu esforço por mérito próprio.

Tomara que agora, com este auxílio midiático proporcionado pelos Homens do Povo de Araguari, pelo menos a carreira dele DESLANCHE... sob pena de ter que se candidatar no próximo Pleito, e correr o risco de ter uma atividade super bem remunerada, com a desastrosa finalidade de trabalhar ao menos um dia por semana!

Que sacrifício!

E ainda passar vergonha em Missões, constrangimentos durante Turismo Diplomático ...

e-Moções !!!

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Anônimo disse...

Araguari, cidade "só riso".

Executivo e Legislativo deveriam se envergonhar, pois isso tudo é prova do descaso de seus compromissos para com a população e a cidade. Ao invés de "Moção de Repúdio", que tal fazer valer o GORDO salário que recebem (no caso dos vereadores, para somente darem nome a ruas, títulos de cidadãos honorários etc.). O tal prefeito, que pregava "não precisar do salário do cargo", por ser um empresário de sucesso, parece que não precisa do dinheiro e nem quer trabalhar. Só vemos notícias ruins sobre a cidade. Talvez porque ela esteja assim mesmo. Enquanto a sociedade permitir essas coisas, a cidade sempre será mal-vista e motivo de chacota, e com razão!

O Glaucio está de parabéns!
Que todos não se calem diante tamanha hipocrisia.

Colenghi disse...

Prezados ( as):
Apesar da internet abrir o leque de possibilidades, informando instantaneamente e, por enquanto, sem censura ou cortes da notícia, creio que manifestações mais sólidas e estratégicas deveriam ser preparadas.
Sugiro algumas atitudes de protesto. Por exemplo, deveríamos deixar de comprar produtos ou serviços anunciados pelos jornais e rádios do novo modelo, dessa forma pressionaríamos os anunciantes à cobrar uma postura mais séria relativa às atitudes sórdidas da "Yellow Press" araguarina. Pressionar é a solução. Se não o fizermos, qualquer um que manisfestar-se contra o governo municipal sofrerá injustos ataques. A omissão poderá remeter-nos a uma nova espécie de AI-5, o qual resultárá no cerceamento da criatividade e liberdade de expressão.
Vamos pensar, vamos mobilizar!

Cogito, ergo sum.

Alessandre Campos disse...

Sei bem o que significa as perseguições. Quando estive Presidente do Conselho Deliberativo Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural de Araguari fui alvo de críticas infundadas de "jornalistas", "radialista" e da tropa de choque do governo municipal, atribuindo a mim a responsabilidade do não desenvolvimento da cidade em virtude da defesa ao patrimônio histórico.

É deprimente morar numa cidade onde há governos que perdem um tempo precioso em arrumarem "bodes expiatórios" para justificarem suas próprias incompetências, ao invés de trabalharem para resolverem os problemas urbanos, administrativos, tributários, econômicos e jurídicos que desencadearam em virtude da falta de planejamento desde 1888.

É deprimente ter em nossa cidade uma imprensa vendida que escreve ou fala aquilo que o Rei manda e que vive as custas das migalhas das verbas publicitárias governamentais.

Repudio as afirmações deste jornal, que merece um processo por danos morais, pois a tese apresentada é falsa, pois o que prejudica a cidade não são fotos ou comentários, mas a atitude e comportamento de governos ditatoriais que querem se impor pela força, pela perseguição, pelo assédio moral e não pelo cumprimento dos princípios constitucionais da Administração Pública.

Anônimo disse...

E para os descuidados que embalam na baba de calango de qualquer oportunista uma nota, já tá armada nos bastidores a parceria MARCÃO e RAULZINHO BELÉM (o filho) pra eleição 2012.

O tal Rauzim apoiou o Novo Modelo, depois fingiu pular fora, pra "oposição", mas já tá armando ser vice do Marcão. Tá colocando em prática os "ensinamentos" do falecido pai, raposão que dominou Araguari por décadas sem fazer nada de útil, de verdade, pra cidade. Eles são todos iguais.

Iconoclasta disse...

Onde o Raulzinho aceitaria ser vice do Marcão, se ele tem grande oportunidade de ser o titular do executivo. Aquele que estabelecer aliança com o Marcão está fadado ao fracasso, a população nem suporta mais falar em "Novo Modelo".
O Raulzinho tem o apoio do governador de Minas (PSDB) o qual vai confrontar diretamente com a turma do Marcão (PMDB).

Anônimo disse...

É muito válido preservar o patrimônio histórico, é muito válido denunciar erros, é muito válido reagir frente a uma declaração tão sem fundamento de que um fotógrafo seja responsável por "crimes" ou por prejudicar pessoas públicas (nem entendi essa parte)... O que não é válido de maneira alguma, é que continuem jogando com a opinião pública do araguarino para se continuar praticando a política truculenta que vemos acontecer ano após ano. Também não é válido que o araguarino (ou qualquer pessoa que se comunique) critique acontecimentos que nem entende bem, como o tombamento de um prédio e tudo o que envolve essa ação. É preciso pensar com clareza. Na última década a cidade cresceu sim, mas em alguns pontos ficou estagnada (uma coisa não excluiu a outra). Principalmente por que os candidatos se propõem a cargos públicos por motivos pessoais (o prefeito atual disse que seu "sonho" era ser prefeito. E nós com isso? Também sonho em ter uma casa de praia e nem por isso compro e mando a conta para os outros). E os eleitores votam TAMBÉM por motivos pessoais (tirou a multa, é parente, é patrão, arrumou um médico, pagou uma conta de energia, é bonitão...). Araguari precisa acordar! Deixar de preguiça de pensar e pesquisar e não apenas criticar com base em suas percepções, especulações e interesses. É só chegar perto de ano político fica todo mundo tão interessado, tão politizado não é mesmo? Quem é que vê o dia a dia do povo, do empresário, do pobre, do funcionário, do pai de família, do adolescente, das mulheres, das pessoas com deficiência? Normalmente quem vê isso e luta para melhorar esses problemas não tem estômago (nem dinheiro) para concorrer a um cargo público em Araguari e servir a essa cidade como ela realmente precisa.

Anônimo disse...

Bem só queria saber cadê o conselho de patrimônio da cidade que não viu a destruição do Externato Santa Terezinha? parabéns meu amigo Gláucio que teve a coragem de denunciar esse abuso; agora a imprensa de Araguari ta comprada principalmente a imprensa escrita e só pegar os exemplares: ha tempo atrás vivia metendo o pau Novo modelo de administração, depois quando passou a receber um dim dim mudou ..........

Anônimo disse...

"Normalmente quem vê isso e luta para melhorar esses problemas não tem estômago (nem dinheiro) para concorrer a um cargo público em Araguari e servir a essa cidade como ela realmente precisa."

PELA CLAREZA, DISPENSA COMENTÁRIOS

Edilvo Mota

garliene arts disse...

A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa "desenhar com luz e contraste"..[1]
Por definição,[2] fotografia é, essencialmente, a técnica de criação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando esta em uma superfície sensível.[3] A primeira fotografia reconhecida remonta ao ano de 1826 e é atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce. Contudo, a invenção da fotografia não é obra de um só autor, mas um processo de acúmulo de avanços por parte de muitas pessoas, trabalhando juntas ou em paralelo ao longo de muitos anos. Se por um lado os princípios fundamentais da fotografia se estabeleceram há décadas e, desde a introdução do filme fotográfico colorido, quase não sofreram mudanças, por outro, os avanços tecnológicos têm sistematicamente possibilitado melhorias na qualidade das imagens produzidas, agilização das etapas do processo de produção e a redução de custos, popularizando o uso da fotografia.
Atualmente, a introdução da tecnologia digital tem modificado drasticamente os paradigmas que norteiam o mundo da fotografia. Os equipamentos, ao mesmo tempo que são oferecidos a preços cada vez menores, disponibilizam ao usuário médio recursos cada vez mais sofisticados, assim como maior qualidade de imagem e facilidade de uso. A simplificação dos processos de captação, armazenagem, impressão e reprodução de imagens proporcionados intrinsecamente pelo ambiente digital, aliada à facilidade de integração com os recursos da informática, como organização em álbuns, incorporação de imagens em documentos e distribuição via Internet, têm ampliado e democratizado o uso da imagem fotográfica nas mais diversas aplicações. A incorporação da câmera fotográfica aos aparelhos de telefonia móvel têm definitivamente levado a fotografia ao cotidiano particular do indivíduo.
Dessa forma, a fotografia, à medida que se torna uma experiência cada vez mais pessoal, deverá ampliar, através dos diversos perfis de fotógrafos amadores ou profissionais, o já amplo espectro de significado da experiência de se conservar um momento em uma imagem.
(Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.)

P.S = Esta perdoado amigo Glaucio, e estou aqui pra somar ....O que foi mostrado e divulgado mostra a nescessidade que temos de querer o melhor pela nossa cidade. Então conte comigo no dia da fotografia TO DENTRO. =))

Anônimo disse...

Parece que o pronto socorro ta pegando fogo de novo, estao dizendo por ai qie a mirian lima diretora foi tirada de la... pelo jeito ela e gente do bem, falam que ela trata todo mundo bem la, e que é competente deve ser por isso, esse povo não gosta de nada que funciona mesmo tabem com uma analfabeta na frente da secretaria de saude so da nisso... quem precisa mandar embora eles nao manda nao neh eeeeee corja aguardando cenas dos proximos capitulos quero ate ver deve ter dedo pode de alguem por ai.

Anônimo disse...

Como ex-colega de trabalho e ex-professor, reitero que Mirian Lima é, de fato, uma profissional eficiente e educada.

Servidora concursada, vem prestando relevantes serviços ao município de Araguari.

Foi desligada da função? Nada a estranhar...

EDILVO MOTA

Anônimo disse...

ESSE GLAUCIO QUER SER CANDIDATO, TIRAR PROVEITO