quinta-feira, 4 de agosto de 2011

"Oscar do Descaramento"

Na metade da década de 80, eu trabalhei em um batalhão do Exército na área de almoxarifado, tesouraria e fiscalização administrativa. Lembro-me bem que, se recebessemos algum puxão de orelhas da Inspetoria de Controle do Exército, pouco importando o motivo, sofreríamos punição disciplinar. Todos, literalmente todos, tinham medo de uma tal "diligência", que era nome dado aos ofícios em que se apontavam alguma falha no nosso trabalho.
Bem, os tempos mudaram. Hoje, os instrumentos de controle aumentaram, mas desgraçadamente aumentou ainda mais a falta de vergonha na cara de muitos administradores e agentes públicos. Hoje, a maioria não tem medo de nada. Possui, isto sim, plena certeza da impunidade e de que todo pecado será perdoado pela leniência de quem deveria cuidar da coisa pública.
Assim, o motivo deste post é demonstrar a minha indignação com alguns agentes públicos da cidade de Araguari. Não são virtuosos, sequer medrosos. Tratam a coisa pública como se fosse particular. Desviam ou aceitam desvios com imensa naturalidade. Pior: mesmo diante das inúmeras denúncias feitas aqui ou em outros meios, agem com a maior desfaçatez. Em vez de negar os fatos fundamentadamente, procuram desqualificar os denunciantes. Fico a imaginar como essas pessoas têm coragem de encarar o olhar de um filho, do cônjuge, dos irmãos num evento religioso... Bons atores, péssimos exemplos. Merecem ganhar o "Oscar do Descaramento".

6 comentários:

garliene arts disse...

A palavra verdade pode ter vários significados, desde “ser o caso”, “estar de acordo com os fatos ou a realidade”, ou ainda ser fiel às origens ou a um padrão. Usos mais antigos abarcavam o sentido de fidelidade, constância ou sinceridade em atos, palavras e caráter. Assim, "a verdade" pode significar o que é real ou possivelmente real dentro de um sistema de valores. Esta qualificação implica o imaginário, a realidade e a ficção, questões centrais tanto em antropologia cultural, artes, filosofia e a própria razão. Como não há um consenso entre filósofos e acadêmicos, várias teorias e visões a cerca da verdade existem e continuam sendo debatidas.
Para Nietzsche, por exemplo, a verdade é um ponto de vista. Ele não define nem aceita definição da verdade, porque não se pode alcançar uma certeza sobre a definição do oposto da mentira. Daí seu texto "como filosofar com o martelo".
Quem concorda sinceramente com uma frase está alegando que ela é verdadeira. A filosofia estuda a verdade de diversas maneiras. A metafísica se ocupa da natureza da verdade. A lógica se ocupa da preservação da verdade. A epistemologia se ocupa do conhecimento da verdade.
(Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.)

P.S - Mas a VERDADE, que todos tem o rabo preso de alguma forma, ás vezes até querem vir ao socorro , mas são barrados com forma punitivas pela desobediência. =S

garliene arts disse...

Sendo assim tenho que concordar : "Bons atores, péssimos exemplos. Merecem ganhar o "Oscar do Descaramento".

Anônimo disse...

mas vocÊ tava falando de gente séria, Marcos, isso é outra coisa. Nada compara com os bandidos do governo Marcão

Iconoclasta disse...

O que está acontecendo com o "Todo Poderoso" chefe do executivo? O senhor iluminado parece dar sinais de esgotamento.

SÓ DEPOIS DAS ELEIÇÕES
O Prefeito Marcos Coelho e Deputados Federais amigos seu, mesmo filiados a partidos que compõem a base de apoio da Presidente Dilma Roussef, temem não conseguir liberar as verbas e realizar as obras que já são objeto de projetos sob análise, alguns até em vias de aprovação, antes das eleições municipais de 2012. Seguramente Raul José inicia uma longa batalha, de resultados incertos, com sua visita a Brasília.

Fonte: http://www.correiodearaguari.com/correio/index.php?option=com_content&task=view&id=4472&Itemid=32

Iconoclasta disse...

Essa é digna de risadas.

APOIO CRESCENTE
Analistas políticos locais, os de língua mais ferina e os mais cautelosos, chegam próximos a consenso: o Prefeito Marcos Coelho já experimentou um insistente “sobe e desce” na opinião pública, mas, por fim, consolida apoio, que parece definitivo, junto a diversos segmentos da comunidade local, pelo volume de obras realizadas, pelo estilo “muqirana” de administrar (leia-se: cuidado com o dinheiro público), pela correção moral, pelo prestígio que mostra ter junto a autoridades dos Governos Federal e Estadual, com freqüentes liberações de verbas, etc.


Adoraria saber os nomes desses analistas políticos que chegaram a esse consenso. Gostaria de perguntar sobre os critérios usados para tal avaliação.
Presumo que foi algo do tipo: Senhor iluminado, andamos visitando os variados departamentos da prefeitura, e em cada espaço dessa visita importante era marcado uma reunião com diversos segmentos da administração (secretários, diretores, estagiários,recém contratados, cargos comissionados e alguns com funções gratificadas asseguradas) pois nessa pluralidade julgamos o objeto de estudo sendo o mais democrático possível. Podemos afirmar com toda a certeza, o senhor é um ser iluminado, pode comemorar.
hahuhahuhahuhahuhahuhahuhahu......

Anônimo disse...

ARAGUARI 2 x 0 SANTARITENSSE

começou o campeonato mineiro da 3ª divisão, com vitória do ARAGUARI.

Importante: a diretoria do Araguari está com dificuldade financeira por falta de patrocinador. O motivo?? Se segura aí na cadeira:

em maio, a diretoria já havia acertado o patrocínio do Banco BMG, mas o PREFEITO MARCOS COELHO e o vice JUBÃO procuraram a diretoria do banco e pediram pra vetarem o patrocínio, com receio do grupo dirigente ter pretensões
políticas.

Mais uma cagada do NOVO MODELO