sexta-feira, 8 de julho de 2011

Olhos vendados

Abre aspas para a coluna de Dejair Flávio de Lima no Correio de Araguari, edição de 07/07:
"Outro assunto que não me causou espécime foi o fato divulgado pela mídia nacional relativamente ao famigerado mamógrafo. A imprensa opositora que se dizem Araguarinos galhofou da notícia e como prato cheio culpou o Executivo, como se ele fosse o responsável por toda a saúde no Brasil, que sem dúvida alguma, tal como aqui ali e acolá não vai bem. O vereador que quer ser Prefeito esparramou a parte ruim da notícia como se tivesse descoberto o ovo de Colombo e, a imprensa de Uberlândia, que sabidamente não gosta de Araguari, produziu a matéria com a meia verdade e, a fez veicular em rede nacional.

Entretanto, a notícia veiculada não informou em momento algum que o equipamento estava montado e funcionando no PS, e que depois de uma fiscalização foi lacrado e retirado do local por ordem da ANVISA. Que o equipamento estava embalado e armazenado no depósito da Prefeitura Municipal, lugar este que recebe bens do imobilizado técnico da PM para ser guardado até a sua destinação final. Que quem danificou o lacre e parte da embalagem foi o vereador/gerente que deu uma de Sherlock Holmes, entendendo ser vereador e, que pudesse tudo. E, por último fica a informação para os desinformados: - ninguém ficou sem realizar o exame de mamografia por causa deste episódio, sendo todos os exames bancados pelo Município/SUS e ponto final, logo onde está a tragédia do evento? Fato que podemos deduzir que está só na cabeça da oposição que não consegue enxergar além do próprio umbigo, assim como na cabeça incoerente de quem se diz coerente."
Pitaco do blog
Mais uma vez, um dos integrantes do governo vem a público falar sobre o tal mamógrafo. Uma vez mais, traduz bem o pensamento do Chefe do Executivo. Para o prefeito, a maior preocupação é com a repercussão da notícia e não com o fato em si mesmo. Não seria melhor esquecer a oposição e governar para toda a cidade?
Além disso, me preocupa a alienação do articulista. Parece não querer ver a realidade. Ao afirmar que "ninguém ficou sem realizar o exame", ele demonstrou não saber o que se passa na sua cidade. Ora, estão sendo negados às pessoas não somente o exame de mamografia, mas também outros bem mais simples, como raio-X ou exame de sangue. Isso já aconteceu com alguns familiares e amigos meus. Se o douto procurador olhar ao redor, verá que tal fato (a não-realização de exames básicos) é fato corriqueiro na saúde pública da cidade, atrasando diagnósticos, dificultando recuperações e causando mortes.

25 comentários:

Anônimo disse...

Assisti á entrevista da secretária de saúde, Iara Borges, ao MGTV, anteontem. Indagada pelo repórter se atualmente não havia como as pacientes realizarem mamografias, a secretária confirmou, dizendo que "no momento, não há como fazer os exames, até que seja contratado o novo serviço".

Sem entrar em questiúnculas de cunho politiqueiro, preocupa sobremaneira a profusão de "esclarecimentos oficiais" sobre assuntos da Saúde Pública, feitos por inúmeros canais e agentes.

Não me atenho a criticar nomes, nem pessoas.

Entretanto, qualquer assunto relativo ao Sistema Único de Saúde, deve ser tratado pela autoridade sanitária do município (secretária ou secretário de saúde), sob risco de distorções (intencionais ou não) e a consequente desinformação da população.

Definitivamente, a Saúde Pública precisa ser preservada. E cabe ao gestor (ou gestora) do SUS assumir a frente, exercer sua autoridade e não admitir que falem em seu nome; exceto mediante sua expressa autorização.

De todo esse imbróglio fica uma constatação: muita politicagem (de todos os lados), muita demagogia barata, muito oportunismo eleitoral e poucas ações concretas.

Em tempo: onde anda e como se manifestaria o CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE?

Boa hora, também, para as representações da socieade civil se manifestarem; não para criticar o governo ou seus membros, mas para propor formas efetivas de apoio político, visando à solução dos inúmeros e permanentes problemas do SUS. O caso do mamógrafo é apenas um desses problemas.

Dia 12/07 teremos Conferência Municipal de Saúde. Quem se habilita a participar?

EDILVO MOTA

Iconoclasta disse...

Quando esse pseudo-intelectual do novomodelismo afirma que ninguém ficou sem realizar o exame de mamografia, ele está querendo desmentir aquelas mulheres que foram apresentadas na matéria tanto em rede nacional quanto regional sobre o assunto? A própria funcionária de um dos postos de saúde mostrou a reportér a quantidade de pedidos de exames que estão lá parados faz tempo apenas em seu local de trabalho, que chega a mais de 200 pedidos, como ninguém está ficando sem a realização desse exame preventivo?
Desinformado é esse senhor. Sai de trás dessa mesa e vai as ruas para enfrentar a realidade do seu povo. A cidade está um caos com esse governo!

Aristeu disse...

Ficção. A TV é cheia de ficção e ponto final.

Anônimo disse...

"... me causou ESPÉCIME..."

bota intelectual nisso

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 8 de julho de 2011.

Prezado Marcos,

Repetindo meu "atrevimento", copiando e colando do seu Facebook:

(...)
E, por último fica a informação para os desinformados: - ninguém ficou sem realizar o exame de mamografia por causa deste episódio, sendo todos os exames bancados pelo Município/SUS e ponto final, logo onde está a tragédia do evento?
(...)

Pensar - livre pensar (EU NÃO ESCREVI "JULGAR"!):

A simples EXISTÊNCIA de Cidadãos-comuns fora dos períodos "Pleito Eleitoral" e "agenda de pagamentos de obrigações tributárias" É A TRAGÉDIA...

Saudades do Justo Veríssimo.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Beto disse...

O quanto é triste ler os artigos desse senhor publicados nesse jornaleco que serveria bem as borracharias da nossa cidade.
Se pegarmos todos os seus artigos até hj publicados vamos deparar sempre com as mesmas conotações, as mesmas ofensas, os mesmos alvos, o que faz da sua escrita uma banalização dos fatos e acontecimentos. Uma escrita viciada, que não nos fornece nada de novo, parece querer nos vencer pela mera repetição.

Anônimo disse...

Enquanto isso ele fica babando atras da sua mesa... Pobre Araguari....terra de ninguém!!!

Anônimo disse...

Dejair virou secretário do Marcão

faz sentido eles tem tudo a ve

Maria Tereza disse...

Não falam em CLI por que vereadores da base votam contra,todos a favor do prefeito marquem bem esses nomes LUIZ PORCÃO,EVALDO DA APAE,JULIANO TIBÁ,RAFAEL GUEDES,HAMILTON JUNIOR,TIBOCA,ALADINO,ROGEINHO ESSE não votou por que é presidente da Câmara PESSOAL GRAVAM ESSES NOMES...são falsos mentirosos.

Anônimo disse...

Cade a resposta da CLI da saúde...Roubo nos TFDs? Esses vereadores ai...arquivaram?

Iconoclasta disse...

"Cade a resposta da CLI da saúde...Roubo nos TFDs? Esses vereadores ai...arquivaram?"

Foi arquivado pelos vereadores da situação, mas o Tiãozinho fez a denúncia a outros orgãos externos, vamos esperar essas instituições manifestarem, acho pouco provável quando eles ainda estão no poder, mas toda essas irregularidades mais cedo ou mais tarde vai vir a tona, como aconteceu com o Hospital Municipal por exemplo, só depois que o Marcos Alvim deixou o poder que ele está respondendo judicialmente.
Infelizmente é assim que acontece, pois esperar a atitude dessa Câmara que esta ai...

Iconoclasta disse...

Mas não preocupa não que os gestores da saúde estão programando um evento sobre "Ética profissional" para os agentes de saúde. Será melhor eles irem com algodão nos ouvidos.

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 8 de julho de 2011.

Prezado Destruidor de Ícones,

Não adianta.

Temos aí, uma falha estrutural. Conceitual.

Até em juramentos, antecede o termo "Ética", o verbo "observar"...

Quem apenas observa, e não tem, segue, cumpre ou aplica à risca, nem com peso na consciência fica.

Eu julguei ?!

NÃO.

Mas, alguém jurou.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

garliene arts disse...

É lamentável ler um artigo que só se preocupa com brigas e espetos , e nenhum momento se preocupa com o cidadão que nescessita do aparelho pra fazer os exames ,oraaa...=S gente, dinheiro compra tudo . O dinheiro só não consertou o mamografo, simples né?? Mas verdade.=S

Roselane Arruda(funcionária concursada) disse...

A culpa de tudo isso é desse " famigerado mamógrafo" objeto indecente, insubordinado que não cumpre a sua função e assim deixa pessoas honestas, éticas e doceis em maus lençois(de linho é claro).
Probes mártires do Novo Modelo de Administração até este aparelho insubordinado conspirando contra estes santos? Coitados!!!!!!

Roselane Arruda(funcionária concursada) disse...

Desculpe pelo probes. pobres, pobres, pobres e mais pobres.....

Iconoclasta disse...

Essa foi ótima Roselane. Vc acha que eles vão levar o referido mamógrafo para o curso de Ética profissional também? Já que ele não vem cumprindo com as suas atribuições.

ROSELANE ARRUDA FUNCIONÁRIA CONCURSADA disse...

É muito provável que ele seja intimado a receber este curso, pois afinal de contas este "famigerado mamógrafo" não obdece as ordens, portanto não tem uma postura ética.

Anônimo disse...

a culpa toda foi da Anvisa que interditou e lacrou o aparelho, da pessoas que denunciaram o fato e da TV que mostrou para o Brasil todo. realmente fica difícil governar assim, com tanta gente atrapalhando...

Iconoclasta disse...

Engraçado, a culpa nunca é da administração local que mostrou total despreparo e falta de profissionalismo. A atitude da ANVISA foi reflexo da incompetência da administração, que não mostrou capacidade para adequar uma simples sala para o uso regular do mamógrafo. Agora a culpa é da ANVISA, de quem fez a denúncia e da TV. Faça-me o favor!!!
Esse "Novo Modelo" é uma aberração!!!

Anônimo disse...

Em meu primeiro comentário, neste post, falei da omissão da autoridade sanitária local, tanto na gestão da pasta, quanto na assunção da responsabilidade de informar à população, via imprensa, sobre questões da Saúde Pública.

Isto posto (omissão e descumprimento de atribuições) os "pitacos" sobre temas sanitários resvalam para equívocos.

Um deles: imputar à ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a interdição do Pronto Socorro.

A ANVISA, como autarquia vinculada ao Ministério da Saúde, tem a missão de regular as ações de Vigilância em Saúde. Porém, as ações de de fiscalização dos serviços de saúde, nos níveis estadual e municipal, são de competência dos respectivos departamentos de Vigilância Sanitária, vinculados às secretarias estadual e municipal de saúde.

Portanto, a interdição da sala do mamógrafo, no Pronto Socorro de Araguari, foi feita pelo Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde, através da Gerência Regional de Saúde, sediada em Uberlândia, que possui pessoal técnico habilitado para tal mister.

Reitero, sem intenção de provocar ninguém: questões de Saúde Pública devem (ou deveriam, no caso) ser tratadas junto à imprensa e a população, pela autoridade sanitária (gestor municipal do SUS, também conhecido como secretário municipal de saúde).

Esta missão exige domínio dos assuntos atinentes à função, autonomia gerencial, independência, capacidade de articulação e comunicação e habilidade no trato com o público em geral, mais especificamente com os diversos setores da imprensa.

EDILVO MOTA

Anônimo disse...

Iconoclasta e Edilvo, só queria lembrar que eu, o anonimo das 21:00, tava sendo irônico em meu comentário... tava falando como o tal do colunista pensa... querer retirar a responsabilidade do governo municipal... eu concordo com os comentários de vcs, abraço.

Maria Tereza disse...

Não fala em gangue... onde tem dim din se fala honestidade,ético,bondoso...eese governo não dos pobres,não gosta de pobres ainda bem que ele fala e não releição GRAÇAS à DEUS quero ver se tem palavra mesmo eu não acredito em nada que esse homem fala...espero que coloca NICINHA sua sussessora só para nos divertirmos apesar que dinheiro que manda...para comprar voto gente todos trabalhando vamos derrubar esse governo,vamos mostrar a verdade escondida atrás...dos bastidos da mídia ou merda todas vendidas com o dinheiro do povo.

Anônimo disse...

Prezado anônimo (10 de julho de 2011 03:15) eu entendi sim sua ironia fina.

Meu comentário seguinte não foi resposta a você, mas um reforço ao que postei inicialmente, sobre gente do governo dando palpite em assuntos da Saúde, sem o devido conhecimento.

EDILVO MOTA

ROSELANE ARRUDA FUNCIONÁRIA CONCURSADA disse...

COMO A IRONIA E O CINISMO SÃO AGRADAVÉIS, MENOS É CLARO PARA O PESSOAL DO "NOVO MODELO".