segunda-feira, 18 de julho de 2011

Gastos exagerados com propaganda

Convém saber. Somente na primeira quinzena de julho deste ano, a Prefeitura efetuou 19 (dezenove) pagamentos à empresa André Ferreira Franco - ME pela prestação de serviços de publicidade e propaganda. Foram pagos à referida empresa, somente nesse período, R$ 65.141,72 (sessenta e cinco mil, cento e quarenta e um reais e setenta e dois centavos).
Essas despesas merecem reflexões.
Notem, primeiramente, que o aumento dos gastos coincide com a intensificação da propaganda do governo na Rádio Vitoriosa e na Rede Integração. Não será mera coincidência, então, a mudança na linha editorial daquela emissora de rádio, que, agora, desmancha-se em elogios ao governo Marcos Coelho.
Percebam, por fim, que o valor gasto em  apenas 15 (quinze) dias com essa empresa de publicidade e propaganda é mais do que suficiente para, por exemplo, reformar a sala do PSM onde estava o mamógrafo, serviço orçado em 60 mil reais. Assim, forçoso constatar que o governo Marcos Coelho não vem escolhendo corretamente suas prioridades. Em vez de cuidar da saúde pública, prefere injetar rios de dinheiro no setor de publicidade e propaganda, que, desgraçadamente, é muito utilizado no Brasil para fins de corrupção. O Mensalão  e o Marcos Valério ainda estão vivos na nossa memória...

7 comentários:

Aristeu disse...

Quem precisa de propaganda é a iniciativa privada. Em todos os níveis de governo deveria ser proibida despesas desta natureza. A propósito as prefeituras, para evidenciar suas realizações, deveriam ter uma rádio pública, tv pública, impressos públicos...

Anônimo disse...

Concordo com Aristeu.

Executar ações é OBRIGAÇÃO de todo governante, aqui e acolá.

Gastar dinheiro público com propaganda, em qualquer meio, é desperdício de dinheiro público e desvio de finalidade.

A regra vale também pra vereador, que não cumpre a função precípua de fiscalizar e gasta dinheiro do contribuinte fazendo autopromoção.

EDILVO MOTA

Aparecida disse...

Raulzinho não sai de cima do muro ,meu voto ele não teve e não terá,gostaria que citasse as obras que o pai de Raulzinho trouxe para Araguari,obrigada!

18 de julho de 2011 13:06

Postar um comentário

Anônimo disse...

Hoje nossa cidade vive uma verdadeira condição de esculacho e de imoralidade, veja que a imprensa escrita e falada muda de opinião com as notas que vem, temos ai pessoas ligado ao meio radiofônico que muda de posição como o tempo e para nos fica só a musica de Ton oliveira que retrata muito bem a vida do ilustríssimo prefeito da cidade. Veja e tire suas conclusões:

O Prefeito
Ton Oliveira
Mamãe, agora eu quero ser prefeito
Garanto que vou me candidatar
Do jeito que já sei mentir bastante
Acho que de hoje em diante minha vida vai mudar

Pra quem me apoiar eu dou abraço
Se fala mal de mim eu dou dinheiro e ele muda
E vai ficar tudo do mesmo jeito
Se eu ganhar para prefeito
É o mesmo "deus nos acuda"

(e vai ficar tudo do mesmo jeito)
(se eu ganhar para prefeito)
(é o mesmo "deus nos acuda")

É a cidade esburacada (ai ai ai)
E o povo vivendo mal (ui ui ui)
Mas quando a coisa ficar preta
Eu invento uma micareta
E faço aquele carnaval

Trago um conjunto da Bahia (ai ai ai)
Pago mais do que ele merece (ui ui ui)
Se pagar 100 digo é 500
Desviando os 400 meu saldo banqueiro cresce

Ai o povo esquece tudo (ai ai ai)
E no embalo desse som (ui ui ui)
A cidade fica feliz
E ainda tem gente que diz:
"eita, que prefeito bom!"

(a cidade fica feliz)
(e ainda tem gente que diz:)
("eita, que prefeito bom!")

Anônimo disse...

Inoclasta assume a pasta,vcs vão ver MARCÃO REELEITO e vcs com a boca lacrada.Quem é Raulzinho DEBOSTADO.

Anônimo disse...

Parece que os palhaços, os chupa do governo querem fazer o povo engolir que Raulzinho é a oposição que vai enfrentar o Marcão. Inventa outra chupas. Esse Raul é um virafolha

Anônimo disse...

Acorda pessoal! Corre na boca pequena que a referida empresa de propaganda é o CAIXA 2 da prefeitura. Similarmente à muitas outras falcatruas, fica mais fácil desviar verbas públicas nas agências de propaganda onde é mais difícil aferir os serviços prestados. Paga-se mais e depois recebe-se a devolução em contas fantasmas. Com uma câmara de vereadores comprada, um vice comprado antes das eleições, quem fiscaliza estas barbáries? Pobre povo inculto e desprovido de senso político, que vende seu voto em troca de migalhas!!!