segunda-feira, 13 de junho de 2011

A volta do IPTU, na visão do governo

O procurador-geral do município, Dr. Leonardo Henrique, disse que a decisão não foi favorável ao prefeito, mas sim aos próprios cidadãos. Isso não corresponde à verdade. Talvez um dos poucos cidadãos beneficiados pelo aumento dos impostos seja o próprio procurador-geral. Afinal, ele ingressou no serviço público sem concurso, recebe alto salário (mais de 7 mil reais/mês), recebe, ainda, honorários advocatícios que pertenceriam ao município e ainda pode advogar "por fora", inclusive contra o município. Sem comentários...

2 comentários:

Anônimo disse...

ainda poe secretária gostozona com dinheiro da prefeitura pra anima as visitas e ainda faz hora extra

Aristeu disse...

Pode tirar o h do nome dele: enrique!