segunda-feira, 13 de junho de 2011

Serras Azuis é aqui

Abre aspas para o grande Geraldo França de Lima, no romance Serras Azuis:
"A última da edilidade é um projeto remodelando o velho Largo da Escrava: a lei manda tombar as venerandas gameleiras, extinguir a biquinha, secar a fonte e demolir o bebedouro. No pensar do legislador aquelas árvores estão idosas, a biquinha é antiestética e o bebedouro um viveiro de mosquitos. Manda a lei que, em lugar da fonte, se faça um tanque de azulejos, raso, à moderna, para criar peixinhos doirados. Enfim, uma serrazulada.".
Agora, compare esse trecho com a atual reforma da Praça Manoel Bonito. Tombaram as sibipirunas, demoliram os banheiros... A ficção virou realidade? Ou é a história que está se repetindo?

3 comentários:

Anônimo disse...

Idiotas havia dantes, como há agora...

Aristeu disse...

Sibipiruna não é madeira de lei.

garliene arts disse...

Sibipirunas eram tão lindas na PRIMAVERA. =( FATO E REALIDADE. =(