quinta-feira, 9 de junho de 2011

Mais superfaturamento na Câmara?!

As redes sociais, bem utilizadas, podem ajudar no controle dos gastos públicos. Quer um exemplo? No Facebook, o cidadão Jeová Júnior trouxe importante denúncia a respeito da compra com indícios de superfaturamento feita pela Câmara de Vereadores de Araguari. Se você tem facebook, clique aqui e acesse a página dele.
Conforme relatório de compras da Câmara Municipal de Araguari, em março deste ano, aquela Casa adquiriu uma Copiadora Ricoh 2020D no valor de R$ 6.000,00 (vide imagem abaixo).
A Câmara comprou a copiadora Ricoh 2020 por R$ 6.000,00 na empresa Martins e Carmo Ltda.

Ocorre que a referida copiadora poderia ser adquirida no mercado por preços muito menores que esse. Por exemplo, na empresa Trio System, produto idêntico custa apenas R$ 3.250,00 (vide imagem abaixo). Nessa hipótese, a Câmara comprou o mesmo bem por um preço R$ 2.750,00 mais caro. Isso é equivale a um sobrepreço de 84%.
A copiadora poderia ter sido comprada por R$ 3.250,00 na empresa Trio System
A diferença ficaria ainda maior se a compra fosse feita na Trim Empresas, onde a mesma copiadora custa R$ 2.669,00 (vide imagem abaixo). Nesse caso, o sobrepreço é de R$ 3.301,00. Vale dizer: a Câmara pagou 122% a mais pelo produto. Se buscasse o melhor preço, poderia ter comprado duas copiadoras em vez de uma só e ainda ficaria com o "troco" de R$ 602,00.

A empresa Trim possui o menor preço: R$ 2.699,00 (R$ 3.301,00 mais barato que a adquirida pela Câmara).
Jeová Júnior foi além. Pesquisou quantas recargas de toner poderiam ser feitas se a diferença de preços (caso a Câmara tivesse escolhido o menor preço). Abre aspas para ele:
"Pesquisando em uma empresa de recarga de toner de Araguari, calculei que poderíamos fazer
por volta de 42 recargas de tonner pagando o preço da primeira empresa ou 57 recargas pagando o
preço da segunda empresa (a recarga para esta impressora gira por volta de R$ 65,00).
Uma recarga de toner dura aproximadamente 1.000 copias, ou seja poderíamos imprimir de 42.000 a 57.000 cópias com a economia de uma simples pesquisa de preço."
Bem, esse singelo exemplo demonstra como o seu (nosso) dinheiro está sendo administrado pela Câmara. Esse tipo de procedimento pode revelar, apenas, uma falta de cuidado dos gestores. Mas, dependendo das circunstâncias, pode ser algo bem pior. Por trás de superfaturamentos, esconde-se, por vezes, o desvio ("roubo") de dinheiro público. Diante disso, espera-se que a Presidência da Câmara tome alguma atitude no sentido de apurar o caso, informando a opinião pública acerca dos resultados dessa apuração.
Clique aqui e acesse o Portal da Transparência da Câmara de Vereadores.
Clique aqui e confira o preço da copiadora na Trio System.
Clique aqui e confira o preço da copiadora na Trim Empresas.
Clique aqui e entre em contato com o vereador Rogério Bernardes Coelho, Presidente da Câmara.

5 comentários:

Wilson Prado disse...

É sério isso ai Marcos.
Talvez esteja nesses superfauramentos o motivo que não querem dividir o bolo com mais vereadores.

Anônimo disse...

nao se preocupa gente tiaozim, tibazim, porquim, porcao, tiboca, uerlei maiscedo, rogerim, evaldo da apae, aladino, eunice, rafaelzim vao explicar direitim pro povim

Ianis disse...

... no dia de São Nunquim?!

Atenciosamente,
Ah... nó nimim... noçêTumém! (top top top)

( sic )

garliene arts disse...

E quem vai cobrar???? São Nunquim????

Jeova Junior disse...

Após uma explicação pouco convincente deles, tiraram do site os relatórios de compras. Ou seja, joga debaixo do tapete.....