quarta-feira, 4 de maio de 2011

Uso político da UEA?

Na edição de 29 de abril, o Gazeta do Triângulo, em atenção a uma leitora que questionava quais seriam as finalidades da UEA-União dos Estudantes de Araguari, publicou reportagem sobre aquela entidade.
No texto, o jornal esclarece que a UEA é uma organização sem fins lucrativos, declarada de utilidade pública pelo Estado e pelo Município, e registrada no órgão competente do Ministério da Educação e Cultura – MEC.
Informa, ainda, que a UEA, fundada em 1948, atua "como entidade máxima de defesa, representação e coordenação dos estudantes de ensino fundamental, médio, pré-vestibulares e cursos profissionalizantes, devidamente cadastrados nos órgãos competentes, além de estudantes de 3º grau e graduações que se manifestarem.".
Segundo a reportagem, a entidade tem, como coordenador geral, Thiago Garcia e, como presidente do Conselho, André Luiz Fernandes.
Acerca  da carteira estudantil, a UEA esclareceu ao jornal que "é um meio de validar o direito à meia-entrada em eventos", sendo da entidade a competência para expedi-la.
Quanto ao custeio da entidade, foi informado que os recursos arrecadados são gastos na manutenção da sede, no apoio a atividades esportivas e culturais. Com os recursos recebidos da Prefeitura são custeados os serviços de energia elétrica e internet. Outra fonte de receitas é a derivada do aluguel de espaço para realização de festas.
Por fim, entre as atividades da entidade, foram destacadas pela diretoria a doação de 3000 cestas básicas anuais, de roupas e de agasalhos para famílias carentes, bem como a disponibilização de computadores para a realização de trabalhos escolares.
Clique aqui para ler a reportagem e os comentários dos leitores do Gazeta.


Pitaco do blog
O que mais me chamou a atenção não foi a reportagem em si mesma, mas sim o grande número de comentários de leitores questionando a atuação da diretoria e o uso político da entidade. Talvez o tema mereça um maior aprofundamento por parte do Jornal.
Segundo esses leitores, estariam ocorrendo as seguintes irregularidades na associação:
- não divulgação de balancetes financeiros;
- não convocação de eleições;
- a entidade não é dirigida realmente por estudantes, mas sim por grupos políticos, notadamente o composto por assessores do vereador Werley Macedo na Câmara Municipal;
- o coordenador-geral da entidade, Thiago Garcia, não pertenceria à classe estudantil, contrariando o estatuto da UEA;
- a doação de cestas básicas e agasalhos estaria sendo utilizada como moeda política em favor do vereador Werley Macedo;
- a divulgação do nome do vereador ocorreria, inclusive, em reuniões e eventos do Colégio Estadual Professor Antonio Marques, cujo diretor é o professor Sílvio Vieira, que também trabalha na emissora dirigida pelo vereador Werley Macedo.
A existência desses questionamentos demonstra que o assunto precisa ser melhor analisado.
Ressalto que a UEA, embora entidade privada, recebe recursos do Município. Isso, em princípio, a sujeitaria a prestar contas desses valores. Lembro, a propósito, que há, entre os comentários, um dando conta de que a associação não torna públicos seus balancetes. Ora, como o Município pode transferir recursos para entidades que não prestam contas aos seus associados e à sociedade?
Registro, ainda, que as opiniões dos leitores são convergentes ao apontar o uso político da entidade. Isso, além de poder prejudicar os interesses dos associados, estaria a demonstrar uma verdadeira confusão entre interesses públicos e privados. Esse quadro é indicativo de que o grupo político dirigente da associação integraria uma verdadeira rede espalhada por diversos setores (UEA, Câmara de Vereadores, emissora de rádio, colégio público) com a finalidade de beneficiar um determinado político da cidade.
Diante disso, compreendo e apoio os questionamentos dos leitores que se manifestaram no Gazeta do Triângulo. Realmente, os dirigentes da entidade devem explicações aos associados e à própria sociedade. Caso os esclarecimentos não sejam satisfatórios, é perfeitamente cabível a intervenção do Ministério Público para apurar o que de fato está ocorrendo nessa associação que presta (ou deveria prestar) serviços de inegável interesse público.

8 comentários:

Aristeu disse...

Macedo do que nunca a gente vê o Werley em campanha... Prefeito já!

Anônimo disse...

O Werley é famoso!!!! Já deu preju no Diretório da Unitri e na rádio Planalto.

Anônimo disse...

Estou a disposição da justiça para ajudar a desmascarar esta rede de coluio politico,que humilha,persege quem contarria seus interesses!Basta marcar uam referida audiencia que estarei presente,haja vista que já denunciei abusos cometidos por estas referidas pessoas.

Anônimo disse...

Alguem me ajude,pois conheço varios casos de abusos destas entidades referidas na reportagem.Isso tem que acabar,tem crianças,adolescentes envolvidos como vitimas neste lamaçal do Werlei,Silvio,UNE,e cia.Promotora da Infancia,por faovr marque uam audiencia para defender nossos estudantes,confio na senhora!

Anônimo disse...

Sei de que o Silvio obriga os estudantes aceitarem o Werlei como padrinho nas formaturas,alem de colocar ele em comemorações da escola,presente e fotos!Alunos foram humilhados na formatura ao questionar trocar Werlei por um professor do colegio como padrinho.Tem muito mais sujeira com estes envolvidos,basta investigarem,inclusive bullyng,ameaças,etc.Um dia ouvi uma mãe reclamando na Radio planalto,que o Silvio ´perseguia o filho dela,deixando de assinar até o diploma de formatura de 8° serie,entre outras cisas.

Anônimo disse...

SILVIO EDUCADOR???? SEI! ENTÃO TÁ!!!

Anônimo disse...

Enquanto ficam politicando o colégio fica sem direção
E os estudantes sofrendo bullyng dos próprios educadores Tem uma professora chamada Sueli Maria que agride alunos verbalmente e se o aluno for marcado por ela pode ter certeza vai sofrer o ano inteiro
Semana passada uma mãe de aluna foi lá reclamar e acabou se exaltando, pois eles disseram que nada podem fazer em relação à professora citada
Araguari não tem jeito os politiqueiros de plantão não deixam a cidade se desenvolver e o pior é que já dão exemplos ruins dentro de instituições de ensino o que será desses futuros cidadãos?

Anônimo disse...

escola virou curral eleitoreiro, associaçao de morador bastidor de coronel político, rádio vira palanque pra locutor e jornalista de araque que tropeçam no português, para todo lado tem gente mamando migalha e enriquecendo político corrupto. até quando vai isso? até quando político comprando voto e vendendo almas