sexta-feira, 13 de maio de 2011

Por que o novo Código Tributário deve ser anulado?

Recebi a mais nova edição do Tribuna de Araguari. Textos de fácil leitura e opiniões sempre fundamentadas fazem parte desse mais novo jornal. O surgimento desse veículo nos mostra que a imprensa araguarina cresce também em qualidade. Agradeço ao Enivaldo Silva pela cortesia, desejando-lhe boa sorte nessa difícil tarefa que é fazer jornalismo.

Entre os textos dessa edição, destaco o artigo jurídico do Dr. José Flávio de Lima Neto, advogado, um dos responsáveis pela derrubada provisória da cobrança do IPTU em Araguari. Nele, o jurista expõe, com clareza, os diversos vícios do novo Código Tributário do Município. Essas falhas (contrariedade à Constituição e a outras leis) são, na visão do articulista, suficientes para se declarar inválido o novo Código, voltando a se aplicar a legislação anterior e os antigos valores dos tributos.
Clique aqui para ler o artigo.

4 comentários:

Aristeu disse...

Porque provocará empobrecimento ilícito da população.

Anônimo disse...

De nada adianta lançar novos periódicos se não temos jornalistas formadas e realmentes aptos a dirigirem órgãos de informação em nossa cidade.
O jornalismo daqui é pobre e qualquer semi-analfabeto com um microfone nas mãos ou uma edição impressa se julga JORNALISTA, mesmo que não tenha nem concluido o ensino médio.
Temos até vereador que se julga jornalista, isso pra mim é falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão, portanto em termos de mídia e informação séria ainda temos muito a avançar.

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 13 de maio de 2011.

Prezados Neófitos,

Onde há caça-se tudo, acabam-se cassando nada, e ninguém.

Fonte do trocadilho infame:
http://www.correiodearaguari.com/correio/index.php?option=com_content&task=view&id=4053&Itemid=37

Boa sexta-13 a todos.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants. ( Caçando um boteco ).

Anônimo disse...

Tive informações que o prefeito encomendou uma pesquisa para extrair por meio da opinião popular uma avaliação do seu governo. Foram entrevistadas 200 pessoas em diversos pontos da cidade, e o mesmo teve 95% de rejeição.
É claro que internamente essa pesquisa caiu como uma bomba. Membros ligados ao governo sabe muito bem que a atual gestão é um desastre e que uma reeleição é praticamente impossível. Isso me faz acreditar ainda mais que essas mesmas pessoas buscam de todas as formas resgatar o valor inicial do IPTU, agora a política é "morder" o quanto pode.