domingo, 1 de maio de 2011

Falta de transparência e de vergonha

Aqui no blog, denunciamos casos de superfaturamento na compra de medicamentos pela Prefeitura (clique aqui e aqui também para ler). Dependendo do parâmetro de comparação, um medicamento saiu por preço 695,16% mais caro que o preço de mercado.
Esperava-se que o senhor Prefeito determinasse a rigorosa apuração dos fatos, punindo os responsáveis e determinando o ressarcimento dos prejuízos. Contudo, a "solução" adotada pelo novo modelo de administração foi a omissão. Até agora, não se tem notícia de que algum procedimento de controle e punição tenha sido utilizado lá pelas bandas do Palácio dos Ferroviários.
A única medida adotada, por incrível que pareça, foi para piorar o quadro. A partir da denúncia, a Prefeitura, descumprindo a Lei de Transparência (clique aqui para ler), deixou de publicar em seu site o detalhamento das despesas realizadas. Assim, a população perdeu o seu direito à informação sobre os preços dos produtos e serviços adquiridos pelo município. Sem saber desses dados, como exercer o controle social sobre a Administração Pública? É a gestão Marcão na contramão da história e da moralidade. Uma vergonha!

5 comentários:

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 1. de maio de 2011.

Prezado Marcos,

Questão de Hermenêutica Araguarina, pura e aplicada:

"NINGUÉM É OBRIGADO A PRODUZIR PROVAS CONTRA SI MESMO".

Simples assim !!!

;-)

TUDO em nome da boa coexistência pacífica entre os Poderes.

Quanto ao Povão, que curta seu feriado. No domingo.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Edilvo Mota disse...

Novo Modelo de Omissão

Marcos disse...

Janis,

Por absurdo que pareça, eu já recebi uma resposta destas.
Fiz um requerimento ao Exército, pedindo informações sobre a vida funcional de um servidor. Em resposta, o assessor jurídico me disse que o Exército não era obrigado a produzir prova contra si próprio. Eu não sabia que esse direito era pra ser usado contra o próprio cidadão e a favor do Estado... risos (para não chorar)...

Aristeu disse...

Bom mesmo é aqui em Goiás. A propaganda televisiva é bem clara: Goiás - O que é bom a gente mostra!

Anônimo disse...

Se vc Marcos e vc Aristeu não moram mais em Araguari, para que vcs ficam só falando porcaria da cidade?

Vivam suas vidas, ninguem precisa da opiniao de voces que só deturbam e tumultuam tudo.