domingo, 10 de abril de 2011

Procon: inoperância deliberada?

As "Curtas" do Diário de Araguari, edição de 8/4, afirmaram:
PROCON

O consumidor de Araguari pode estar totalmente ferrado. Há informações discretas que a ordem no Procon é para realmente não multar ninguém, ou seja, passar a mão na cabecinha dos maus comerciantes. Se isso é feito em busca de voto, fica pior ainda. Qual é o maior número, o dos comerciantes ou o dos consumidores? A resposta é óbvia, além de ser obrigação legal.
Pitaco do blog
Será esse um dos motivos do sono eterno do Procon? Araguari parece terra sem lei: cartéis deitam e rolam na fixação dos preços dos combustíveis, maus comerciantes fornecem produtos impróprios para o consumo, etc.. Enquanto isso, o Procon ZZZ...
A propósito, informações por mim recebidas dão conta de que esse tipo de intervenção indevida não é uma novidade em Araguari. Citam o caso ocorrido no início de 2009, quando o então Secretário de Saúde, Dilson Martins de Deus, e o Prefeito Marcos Coelho trataram pessoalmente de interferir no trabalho
na Vigilância Sanitária Municipal, para "aliviar a pele" de um empresário amigo.
Em rigor, esse tipo de "intervenção" explica um pouco da inoperância de alguns órgãos do Poder Executivo.

2 comentários:

arruda disse...

Araguari se tornou uma cidade como constituição própria tudo pode. Contratações sem concurso público ou processo seletivo, PSFs sem médico durante 8 horas diarias como consta no caderninho dos PSFs, nepotismo, não cumprir a lei e quem é punido é justamente o que cobra justiça e por aí vai........Terra de ninguém isso é o que se tornou a minha adorada cidade!!!!!!!!

Anônimo disse...

Não precisa ter procon em Aragauri,eles não fazem nada memso.Ou melhor nem registrarem nossas queixas eles não registram,Desobedecme a lei na cara dura,peço intervenção Federal em Araguari,devido a tantos disparates,abusos,etc.